Estrelas Literárias: Virgínia Woolf

by - quarta-feira, fevereiro 29, 2012

Olá galera!

Hoje para a coluna Estrelas Literárias trago Virgínia Woolf, se você você ainda não a conhece aproveite e leia esse post sobre essa autora brilhante da literatura.

"Virgínia Woolf, filha de um editor inglês, sempre este envolvida no mundo da leitura, lia muito para compensar a falta de formação acadêmica. Aos 30 anos, em 1912, casou-se com Leonard Woolf, com quem dirigiu a Horgart Press. A Editora do casal Woolf tinha como primeiro objetivo publicar livros com poucas chances de serem aceitos por grande editoras. Para Virgínia, era ainda a possibilidade de escrever o que quisesse, sem que sua obra fosse revisada por um editor homem.
Essa liberdade foi fundamental para Virgínia, já que ela buscava produzir obras modernistas, que eram contrárias às tradições literárias - e também políticas e sociais - da Inglaterra da época, recém-saída da era vitoriana. Além disso, a escritora era feminista e deixava transparecer isso em seus livros.
A bibliografia de Woolf reúne 15 obras, seu primeiro livro foi A Viagem (1915), considerada uma de suas obras mais brilhantes e complexas. Apesar do reconhecimento a autora sofria de crises depressivas e, em março de 1941, aos 59 aos, suicidou-se. Antes de jogar-se no rio Ouse, com pedras nos bolsos do casaco, deixou um bilhete para seu marido. Falou sobre sua doença, sobre as vozes que ouvia e sobre a certeza que tinha que estava "ficando louca novamente". Woolf deixou inacabados inúmeros ensaios e o romance Entre os Atos, publicado apenas após sua morte.

Em 2002 sua vida e a obra Mrs. Dollloway foram temas do filme As Horas, com Nicole Kidman no papel da escritora, a qual ganhou o Oscar de Melhor Atriz pelo papel, representa algumas das crises de depressão e ideias suicidas de Vírginia."

Impressionante a história dessa brilhante autora não é mesmo? Eu a admiro muito, e tenho um box com a coleção de 5 de seus livros, publicados pela Novo Século e traduzido pela Lya Luft. Não preciso dizer que são meus xodós né? kk


Fonte da postagem: Revista Ler & Cia da Livrarias Curitiba, Edição 37 - Março e Abril de 2011, página 13.

Leia também

4 comentários

  1. Nunca tinha ouvido falar nela >< rsrsrs
    Gostei de ler mais sobre ela :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Hum, não conhecia ela...
    Vou dar uma pesquisada maior agora...
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. É primeira vez que eu a "conheço" e achei a história muito estimulante, apesar de que seu destino final foi triste. :( Gostei muito mesmo. Vou pesquisar mais sobre ela e os livros!

    ResponderExcluir
  4. Oiii eu já tinha visto os livros dela por aí, mas nunca soube nada da história dela, acho triste saber q se suicidou e tão nova, poderia ter escrito muito mais obras néh....mas só o tempo que viveu já valeu pra deixar sua marca na história né...
    Bjs

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011