Resenha: O Desconhecido

by - quarta-feira, fevereiro 15, 2012

Oi galera!!

Trago para vocês a resenha do livro "O Desconhecido" do autor Joshua Ferris, da nossa Editora Parceira? Casa da Palavra, confiram:

Dados de Publicação:
Autor: Joshua Ferris
Páginas: 286
Ano: 2011
Editora: Casa da Palavra

O livro “O Desconhecido” narra a estória de Tim Farnsworth, um bem sucedido advogado, casado com Jane, juntos eles tinham uma filha adolescente chamada Becka.  Poderia se pensar que Tim não tinha problemas nenhum e que levava uma vida sem problemas, mas isso não era verdade. Ele sofria de uma estranha compulsão, que o fazia perder o controle sobre as próprias pernas e sair andando, sem rumo, ele tinha que somente andar, por caminhos que ele não conhecia, sem rumo, sem destino, até que caísse cansado em algum lugar e sua esposa fosse encontrá-lo. Essa doença não tinha histórico na medicina, ninguém conseguia dizer o que ele tinha quais as causas, se eram psicológicas ou físicas.
Isso era difícil para sua família, sua esposa não podia dormir tranquilamente, já que a qualquer momento teria que ir buscá-lo em algum lugar que ele estivesse, Tim também sofria as conseqüências, já que por ser inverno nos EUA, seus dedos e extremidades do corpo congelavam e lhe causavam feridas. Ele perdera muitas coisas relacionadas à Becka, não tendo então uma relação muito próxima. Becka em partes não acreditava que aquilo estava acontecendo com o pai, só passou a acreditar quando pode ver com os próprios olhos o que aquela doença estava fazendo com o seu pai.
Essa doença também estava prejudicando o trabalho de Tim, já que a qualquer momento poderia sair andando, mas ele era um bom advogado, conseguia enxergar as causas além, e um caso misterioso também se faz presente no livro, seu cliente milionário era acusado de ter matado a esposa cruelmente, Tim sabia que ele era inocente, e um dia um homem segue-o e mostra a faca do crime. Isso também nos causa uma curiosidade na estória desse livro.
Jane já estava cansada daquela rotina torturante e começara a repensar sua vida, será que ela agüentara ficar ao lado de Tim? O que seria essa doença? E quem era o misterioso homem que lhe mostrara aquela faca? Isso vocês encontraram no livro.
Este livro me surpreendeu em muitos fatores, quando comecei a lê-lo não queria parar, pois queria descobrir o que era aquela doença que infligia Tim, mas depois me dei conta que não era isso o mais importante nessa estória, mas sim a relação do personagem com ela e com o seu próprio ser.
Becka numa primeira impressão me pareceu uma personagem rebelde, mas não era nada disso, ela era uma menina talentosa, e que diante das situações extremas mostrava-se forte, racional, e a adulta responsável, a única a ter consciência. Foi uma personagem que me surpreendeu e que eu comecei a gostar muito.
A combate de Tim consigo mesmo, e a tentativa de mostrar para as pessoas que ele não estava louco e que aquilo não decorria de sua mente, também me emocionaram. O final do livro me surpreendeu, após a última linha, pude entender o significado do título do livro, e do personagem Tim, a doença não castigava apenas seu corpo, mas sua consciência e a todos que estavam ao seu dor.
É um livro que eu recomendo, possui uma reflexão profunda, percebe-se o grande talento do autor ao compor uma estória tão complexa, enfim, é um livro que vale a pena ser lido, e que só tem a contribuir para nosso conhecimento.
Este livro foi concedido para resenha pela editora parceira Casa da Palavra

Leia também

4 comentários

  1. Gosto de livros assim, for... Que me fazem pensar. Esse parece ser muito bom. A capa é linda também. COmo sempre, tá arrasando nas resenhas. Parabéeens!!!

    Beijoooos

    Gleice
    @MPessoais
    www.murmuriospessoais.com

    ResponderExcluir
  2. adorei o livro e a resenha '-'
    muito bem feita.
    sucesso com o blog viu?
    beijos
    Amy - Macchiato

    ResponderExcluir
  3. A capa é linda *o* o nome é bem legal, acho que esse seria um ótimo livro pra mim ler, rsrs, amei a tua resenha (:


    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha!
    O livro parece ser muito bom, daqueles que prendem a atenção até a última linha! :]

    Beijo,
    Gaby
    http://pitadadecultura.blogspot.com

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011