O velho preconceito literário, até quando?

by - quarta-feira, novembro 14, 2012

Olá galera!

Vamos divagar um pouco, conversar? Agora quero tocar no assunto "preconceito literário" quem nunca passou por isso ou já viu um caso desses? Difícil não é mesmo? Não há muito tempo passei por essa situação e não foi nada legal, me senti muito mal.
A literatura é diversa, nela se encontram diversos gêneros literários, alguns nos agradam mais outros nos agradam menos. Sou uma pessoa bem eclética até para leitura, mas não vou mentir evito determinados gêneros como livros religiosos ou de auto-ajuda, mas já li alguns de cada. Atualmente estou lendo um de auto-ajuda (fora os outros três que também estou lendo rs) e estou gostando. As vezes acontece de você querer ir ler determinado gênero e pegar um livro que não gosta, isso não quer dizer que esse estilo de livro é ruim, talvez aquele livro não tenha te agradado, mas pode haver outro que te agrade.
Vivemos em uma sociedade que ainda há muitos preconceitos, e o preconceito literário é um deles. Não se rotula um leitor pelo o que ele lê, antes de tudo é preciso haver respeito, não é mesmo? Mas o que me deixa com vontade de arrancar todos os fios de cabelo da minha cabeça com a pinça de tirar a sobrancelha é ver pessoas julgando um livro sem ler. Fico roxa, vermelha, rosa, bordô de tanta raiva, fulano não gostou ou a maioria não gostou dai você também não tem que gostar, porque é feio ser do contra, ah me poupe!
Um livro é um todo, nele há espaço, personagens, tempo, talvez a estória não seja boa para você, mas o autor escreve bem, ou ao contrário, já vi livros que o autor tem uma ideia fantástica, entretanto não desenvolve tão bem a estória quanto gostaria.
Alguns casos que vejo e convivo: "Ah não gosto de vampiros, são coisas de adolescentes", bem mas será que a pessoa conhece todas as estórias de vampiros que já foram criadas? Será que conhece, por exemplo, os da Irmandade da Adaga Negra? Ou talvez a série da Jeanine Frost? Conhece algum da Anne Rice, como Entrevista com o vampiro? São livros diferentes um dos outros, nem todos os vampiros são iguais, não é mesmo? Agora julgar um gênero, só porque leu UM livro desses é complicado.
Não julgo livro sem ler, isso é um fato para mim, só julgo aquilo que conheço. Mas há sempre aqueles que nunca leram e querem julgar, e dai sai uma vomitada literária. O livro é bom? É bom por quê? O livro é ruim? É ruim por quê? Ouvir falar é uma coisa, ter sua própria opinião é outra bem diferente.
Quem me conhece sabe que leio muitos livros juvenis, romances adultos, suspenses, gosto desses best-sellers, então alguns me rotulam como leitora fútil, mas não sabem que estou na metade de um curso de Letras em uma Federal, que já li todos os romances de Machado de Assis, José de Alencar, Jane Austen, Shakespeare, então não se deve julgar um leitor a esmos... Há algumas poucas semanas atrás uma pessoa tentou me rotular por ler um determinado livro de uma série, caiu do cavalo, e caiu feio principalmente no momento que perguntei: Já leu o livro? Touché! A pessoa não havia lido, e civilizadamente (mas com vontade de dar uma cadeirada na cabeça da pessoa) expliquei o livro, fiz uma análise da obra e expliquei minha formação.
Preconceito literário é horrível! Não tenho vergonha de ler o que gosto e não julgo ninguém pelo o que lê. Temos liberdade de lermos o que bem entendermos, a função da literatura é entreter, e se determinado livro de entretém ele cumpre seu trabalho.
Bem pessoal essa foi mais uma divagação literária da blogueira aqui.

 

Beijos!

Leia também

34 comentários

  1. Eu já fui mais preconceituosa, e pasme, meu preconceito era com livros de fantasia.
    Sei lá... eu não consigo levar a sério uma pessoa que diz que gosta de ler sobre fadas, sereias, duendes, etc...pra mim, esse povo vive tudo no mundo da lua. Mas, quando um livro desse gênero começa a fazer muito sucesso, eu me obrigo a ler pra saber o por quê de tanto murmurinho, e confesso, eu passei a gostar de algumas séries; eu disse algumaaas!
    Eu sei...eu sou estranha. Eu tenho preconceito com o que todo mundo ama...

    ResponderExcluir
  2. Uaaau! Adorei seu texto; Acho que as pessoas deveriam abrir mais a mente e ler de tudo um pouco, para depois criticar, ou dar sua opinião. Após ler seu texto, me fez abrir mais a mente, pois tenho uma mania chatiiissima de julgar pela capa, nao é um preconceito, mas poderia conhecer obras muito legais, sem fazer isso.

    Suuuuper beijo!

    http://estoulendoo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ótimo texto! Acredito que a maioria dos leitores tem um pouco de preconceito com alguns gêneros, na maioria das vezes sem nem conferir, como você disse. Uma coisa é você criticar quando conferiu pelo menos alguns e outra é fazer isso quando você leu apenas um de determinado gênero. É preciso deixar esse preconceito de lado e respeitar a preferência de cada um.

    Beijos!
    http://beyondofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. E confesso que sou uma que faz isso. Tenho preconceito com livro brasileiro, são poucos que leio e gosto. Pra mim só os de fora é que interessam. Se for pra comprar, só livro que não tenha sido feito por brasileiro. Sei que é uma palhaçada, mas eu faço isso. Se ganho aí sim leio, mas comprar nem ferrando que compro. Me matem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sabe o que está perdendo.

      Excluir
    2. Não sabe o que está perdendo.

      Excluir
  7. Gostei do texto e sou daquelas que não tem preconceito literário nenhum. Digamos que "passei dos 30 anos" então já li muito clássico brasileiro, português. Agatha Christie, Sidney Sheldon, Paulo Coelho,os que estão "na moda", os que saíram ou nunca estiveram na moda. Leio infantis porque tenho uma filha pequena e lemos juntas, enfim, às vezes gosto mais de uns do que de outros e por aí vai. Mas leio de tudo e não julgo as pessoas pelo que elas gostam (ou não!) de ler.

    ResponderExcluir
  8. Muito bom seu texto,nos temos que ler o que gostamos sem ligar para que os outros pensem,tem gente que critica e não le nenhum livro,muita gente tira o sarro porque amo Harry Potter to nem aí amo mesmo.
    mil bjs

    ResponderExcluir
  9. Passei por isso recentemente com os romances eróticos. Admito fui preconceituosa com o gênero e julguei o livro Cinquenta tons antes de ler, mas me redime, li o livro e mudei de ideia. Acho que todo mundo já teve um pouco de preconceito literário seja com autor, gênero e tem gente que até por ser brasileiro. Pior são as pessoas que julgam o livro pelo filme, acha que por o filme ser ruim o livro também é.

    ResponderExcluir
  10. Adorei oque você disse já chega quero poder ler 50 Tons no ônibus sem Ninguem me olhar torto o/ quero ler e proto afff

    ResponderExcluir
  11. Concordo plenamente com o que você disse quero poder ler qualquer livro que me der na telha sem alguém com um gosto diferente do meu ficar me olhando com cara torta só porque acha o meu livro chato aff Eu respeito o seu gosto mas respeite a minha também pooo !

    ResponderExcluir
  12. Pré-conceito literário é uma coisa muito chata mesmo, mas não posso negar que até mesmo eu sou um pouco preconceituosa. No meu caso eu tenho pavor só de ouvir falar em livros policiais ou com toque sombrio como serial Killers (sei lá como escreve essa palavra), mas na verdade eu nem se quer dei uma chance para eles. Porém sou do tipo que respeita saber, não julgo ninguém por gostar de gêneros que eu não gosto.
    Então no caso de cinquenta tons eu penso mais ou menos isso - eu amei a série - as pessoas nem se quer conhece ou leram o livro, mas só o fato de ser conteúdo erótico eles já estão olhando torto para quem gosta da leitura. Mas na hora de ligar a TV para assistir novelas como Gabriela, ninguém fala nada né! O povo Brasileiro vive com o erotismo das novelas e filmes e vem querer falar mal de um livro. affff ... faz favor!

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. acho bobeira essa coisa de preconceito literário.
    eu, por exemplo, nunca li nenhum romance de banca pois o gênero e as sinopses nunca me interessaram, mas nem por isso saio falando mal!
    livros sobre vampiros tem em peso, e como você disse, nem todos são iguais. alguns podem falar que a saga Crepúsculo é uma merda, mais se fez sucesso é porque muitos gostaram.
    é obvio que devemos conhecer antes de criticas. isso vale para tudo na vida, e não só para livros.

    ResponderExcluir
  14. preconceito literario não tem nada a ver,só mostra o quanto a pessoa é tola e desrespeitosa! Vc tem o direito de ler o que quer, comentar e a te discordar com autores! Eu por exemplo não curto historias de terror, mas tenho amigos que adoram e gostam de me contar a historia, falar do autor e ouço da mesma forma como eles me ouvem falar de romances, devemos conhecer antes de julgar e respeitar! Afinal todos temos direitos degostar e desgostar, e temos qu ser respeitados por nossas escolhas!

    ResponderExcluir
  15. Acho tão pequeno esse lance de preconceito literário. Pôxa, eu também leio de tudo, de livros religiosos, auto-ajuda, ficção,romances..e por aí vai.
    Não tenho vergonha de assumir por exemplo, que sou apaixonada pelos livros do Paulo Coelho, mesmo quando muitos apedreijam.
    Zíbia que também gosto muito, apesar de ser de outra religião.
    Sei lá, acho que livros são como a música. Enquanto uns amam um estilo/gênero..outros, não.
    E ponto final. Ficar criticando ou torcendo o nariz? Fala sério né?rs

    Beijo

    ResponderExcluir
  16. eu nao acho legal excluir um livro por ser de determinado assunto, vai ver até a gente se surpreenda, mas caramba as vezes a gente ja ta de saco cheio de tal assunto e uma coisa leva a outra.

    ResponderExcluir
  17. Uau Daiane falou bonito agora hein, ou melhor escreveu rsrs, passei por um momento desses essa semana quando uma amiga foi falar mal da saga Crepúsculo dizendo que vampiro não é daquele jeito, não brilha no sol, vampiro de verdade chupa sangue humano, aí eu disse mas é por isso mesmo que a série fez e faz tanto sucesso pq a autora criou um universo diferente com os vampiros delas, até então antes de Meyer tds os vampiros eram malvados, aí depois começou a surgir diversos livros sobre vampiros parecidos com os dela, gosto de HP, gosto de Crepúsculo, leio chick lot, suspense, terror, já li clássicos, adoro livros juvenis, assim como vc sou bem eclética, e antes de julgar alguém é como vc disse a pessoa tem que saber o que está falando, e livros tem para todos os gostos néh...amei esse post...

    Bjos!!!

    ResponderExcluir
  18. Oi, olha eu super concordo com você, fico revoltada com esses preconceitos!!! recentemente publicaram a foto da minha estante na página do Skoob, no face e o que apareceu de gente nos comentários criticando, dizendo que não lê mais os clássicos, que esses livros NÃO são livros de verdade e ect...
    Tive que explicar nos comentário que eu já li sim, Machado de Assis, José de Alencar, Aloísio de Azevedo, Jorge Amado, Emily Bronte dentre outros, mas que gosto sim de série sobrenaturais, qual o problema????
    A grande verdade é que as pessoas adoram se passar por muito cultas, mas não entendem que ser culto de verdade é também saber respeitar os gostos e opiniões de outras pessoas!!!

    ResponderExcluir
  19. Eununca vivi um caso desse, mas acompanhei no facebook algumas fotos de estantes que foram criticadas pelos livros que estavam lá, casos como o da Pam no comentário aqui de cima.
    Apesar de não ler de tudo, não tenho preconceito. Como falei na resenha de Um Olhar de Amor, nunca li um livro erótico, mas não por preconceito, e sim por não ter achado um livro do gênero com o qual eu me identificasse. Não gosto de Crepúsculo, mas é exatamente pelo vampiro brilhar no sol que a saga fez sucesso... pois duvido que se o Edward fosse um vampiro sanguessuga o sucesso fosse tão grande. E mesmo nunca tendo lido nenhum livro da saga, eu não saiu por ai falando mal, pois respeito a opinião de todos, do mesmo modo que espero que respeitem a minha.

    ResponderExcluir
  20. Falou tudo!!!!
    Pra que gente ter esse preconceito , em vez de compartilhar conhecimento fica com essas criticas , LER em si já é uma coisa boa , independente do livro ou do gênero , ler éh cultura , ler éh legal , adoro quando uma pessoa critica um livro que eu li , faço questão de explicar e falar que eu amei e sem ter vergonha , pois eu leio de tudo e tenho orgulho disso!!

    Parabéns Pelo texto , adorei de verdade !!!
    ;)

    ResponderExcluir
  21. Recentemente passei por uma situação de preconceito literário, vindo de pessoas que eu jamais poderia esperar. Enfim, me surpreendi, defendi meu ponto de vista e no final das contas chegamos em um acordo, mas o encanto acaba se perdendo né? Eu leio de tudo e concordo com você, nada pior do que ter que ouvir alguém falar mal de um livro e a pessoa nem leu, nem sabe do que tá falando. Afinal, pra se ter uma opinião é preciso conhecer, só falar o que ouviu não adianta. O triste é que muita gente prefere fingir que é algo do que ser diferente.

    ResponderExcluir
  22. Acho que às vezes algumas pessoas confundem preferências literárias com intolerância. Puro preconceito, como vc disse. O universo dos livros é gigantesco exatamente para atingir a todo tipo de leitor, para todo e qualquer interesse.
    Que pena saber que ainda existem pessoas que se apegam a coisas tão pequenas para criticar os outros.

    ResponderExcluir
  23. Daiane, parece que vc tirou as palavras da minha boca, serio. Concordo com tudo q vc disse. Essa gente não tem personalidade '-'

    ResponderExcluir
  24. É engraçado como as pessoas rotulam um gênero e pronto, ele não presta. Comigo aconteceu um dia na época de faculdade, estava lendo um livro do Sidney Sheldon, que aliás eu sou fã, e um amigo meu chegou e perguntou como eu conseguia ler uma cultura inútil desta. Eu nem pensei 2 vezes, respondi na lata, se quisesse ler cultura, ia ler o dicionário!
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  25. Você disse tudo o que eu queria dizer,
    poxa fico muito chateada quando alguém vem me falar bobeiras porque eu gosto de livros de vampiro, poxa a pessoa nunca leu e já vem falar merda, só viu o filme de crepusculo e acha que todos os livros são iguais. Não gosta de livros de fadas porque é bobeira, gente por favor não falei do que não sabe, primeiro leia todos os livros do gênero para depois falar que não gosta >.< Eu realmente não curto muito livros religiosos, de auto-ajuda, ou de ficção científica, mas eu já li vários livros do gênero apesar de não gostar. Poxa gente vamos parar de preconceito, cada um lê o que quer, vamos parar de julgar.

    ResponderExcluir
  26. Preconceito literário sempre há.
    Já aconteceu por diversas vezes alguém me perguntar a minha atual leitura e me dizer: "Não, lei Machado de Assim, Paulo Coelho, Oscar Wilde, etc". E eu penso: "Para se ler Machado de Assis, deve se restringir a leitura de diversos?". Gente, sério, eu não sou tão eclética em leitura não, pois eu tenho um gosto literário bem pessoal mesmo. Mas muitas vezes eu gosto de um livro que o gênero, generalizadamente, não me agrade. Somente lendo, par saber. E mais: Para ser "Cult", ou um "Bom leitor" não deve se ler somente clássicos, ou livros raros e bem sucedidos. Deve se ler aquilo que lhe agrade, e uma pessoa que ler Vampiros, pode ler Machado de Assis, e vice versa.

    Ótimo post.

    Beijos

    ResponderExcluir
  27. Você não poderia estar mais certa.
    Existe muito preconceito por causa de generos literários e isso é a coisa mais ridicula do mundo. Ninguém tem que mudar seus gostos apenas para agradar as outras pessoas. Eu leio muito chick-lit, os livros de mulherzinha, e eu sou homem e amo!!!! KKKK ME JULGUEM!
    Mas do mesmo jeito que eu leio chick-lit, eu leio clássicos, romances, auto-ajuda, biografias... Eu leio livro de todos os tipos. Mesmo que eu não me interesse pelo genero, se uma pessoa falar que é bom eu vou ler para ter uma opinião sobre o livro. Porque eu tenho que ler para ter uma opinião, eu tenho que ler para criticá-lo. Algumas pessoas deviam ter essa maturidade.

    POST MARAVILHOSO
    Foi um tapa na cara da sociedade KKKKKKK
    Beijos

    ResponderExcluir
  28. Eu particularmente sofro e tenho preconceitos literários. Assim, muita gente já me julgar por eu 'perder meu tempo' com 'leitura inutil', como os livros de lazer, em geral. Porém, eu tbm pratico um pouco disso.

    Frequentemente nao consigo levar a sério, por exemplo, grandes fãs de crepúsculo e cinquenta tons de cinza, pois como disse felipe neto quanto a primeira série e eu aplico a segunda: quem gosta disso só pode ser 'virgem de mente', se é que isso faz sentido IUASHIAUSHIAUSH

    Sem contar q eu nao consigo considerar uma pessoa uma 'leitora de verdade' 'viciada', se ela só ler e gostar de literatura contemporanea. É igual alguém me dizer q ama animais, mas envenenar o gato do vizinho.

    =**

    ResponderExcluir
  29. Concordo plenamente. Acho que nossa sociedade está cada vez menos tolerante às diferenças: "se eu não gosto, então não presta". Esta é uma mentalidade muito infantil e carregada de cinismo. É fácil julgar e destratar alguém por ser diferente, mas quando você é "o diferente" quer um bom tratamento.
    Eu não gosto de todos os gêneros, tenho minhas restrições sim, mas não vou condenar quem gosta destes estilos.
    bjs

    ResponderExcluir
  30. Mandou muito Dai!

    Eu vi voce brava no twitter quando isso aconteceu. As pessoas julgam, e muito! Mas pode reparar que quem julga geralmente não le, acho que te disse isso no dia, quem não le ve a gente lendo e se sente mal, pq ler é importante, ai precisam criticar pra que se sintam bem por não ler, e como criticam? da forma mais rapida, pegando algum ponto pequeno que sabem sobre o livro, ou genero, geralmente é o genero, como ler um chick lit, ou um livro juvenil, te julgam de futil ou crianca, nem sabem que tem uma baita historia por tras, agora transforma o livro em filme, pergunta se nao gostaram? rs

    bjoo

    ResponderExcluir
  31. Você está certíssima nas suas colocações. Acho "o erro" uma pessoa criticar um livro sem ter ao menos o lido. E mais absurdo é mesmo você lendo um livro, chamá-lo de merda ou de lixo. É de uma falta de respeito extrema. E o pior é que já ouvi esses adjetivos saindo da boca de uma autora em relação ao "Cinquenta Tons de Cinza".

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  32. Eu concordo com vc, mas hei de dizer que tb sou preconceituosa no que tange a romances hot... tentei, juro que tentei, mas não rola...

    Beijos
    Chrys

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011