Resenha: Viva para contar

by - terça-feira, abril 16, 2013


Olá pessoal! 

Resenha nova da Ieda! Venham conferir, está ótima!

Autora: Lisa Gardner 
Páginas: 479
Ano: 2012
Editora: Novo Conceito

Oi gente!!!
Então, semana passada recebi dois livros lindíssimos da Daiane que eu amei e é sobre um deles minha nova resenha, o livro se chama Viva para contar de Lisa Gardner e é um romance policial com nuances de thrillers que trata sobre crianças com tendências psicopatas, tudo muito eletrizante e cheio daquele suspense gostoso que nos prende (lógico) até o fim.
Bom, o livro conta o ponto de vista de três mulheres que a princípio não tem nada em comum, a primeira é sobre Danielle Burton, uma enfermeira infantil especializada em psiquiatria que possui um passado muito obscuro que reflete em tudo na sua vida, acontece que Danielle é a única sobrevivente de um massacre realizado por seu detestável pai quando ela tinha apenas oito anos, ele matou sua mãe, seus dois irmãos e por fim, atirou na própria cabeça em frente ao quarto de Danielle, a dúvida sobre o porquê de ela ter sido a única poupada persiste de maneira perturbadora em sua vida, os porquês giram dentro de sua cabeça levando-lhe perto da loucura.

"Eu tinha que ver aquilo. Tinha que registrar tudo. Tinha que me lembrar. É o dever da única sobrevivente." 

O que é bem contraditório já que essa é a área de Danielle, ela trabalha em uma Ala psiquiátrica de isolamento específica para crianças com problemas mentais agressivos, tipo crianças que tentam se suicidar, automutilam, agressivas, selvagens, mas que principalmente que não podem ser contidas pela família. Mas é nesse ambiente que Danielle se sente bem até que tudo muda e ela se vê cada vez mais rodeada de mortes, como se o passado estivesse ressurgindo e querendo pega-la.
Nossa segunda personagem é uma das melhores investigadoras de Boston e que no meio de um dos seus raros encontros, ela se vê sugada para uma cena de crime desafiante, onde um pai supostamente matou a mulher e seus três filhos, seguindo por ele, sendo um deles uma criança adotada com problemas mentais fortes.
 D.D ao lado de seus companheiros e um professor bastante charmoso tentam descobrir o que realmente aconteceu, mas antes que qualquer prova seja fundada eles são chamados pra outra cena de crime onde novamente um pai mata toda a família e depois se mata, apesar de teoricamente não haver ligação nenhuma entre os assassinados D.D sente que os casos estão ligados e descobre que a segunda família assassinada também tinha uma criança com problemas mentais e tudo acaba levando ao hospital de isolamento que as duas crianças frequentaram, o mesmo hospital que Danielle trabalha, a dúvida fica se há coincidência nisso, nós sabemos que não.
A última personagem é Victoria, uma mulher que tinha tudo, marido amoroso, emprego estável e que ela adorava seu status e uma casa linda em uma região nobre. A vida era perfeita, ou pelo menos foi até a chegada de seu primogênito.
Evan é uma criança de nove anos bastante violenta com muitos surtos psicóticos que basicamente é sobre matar a sua mãe, e isso vai além de assustar Victoria, isso a machuca por dentro e a suga.
 Até por que Victória teve que abrir mão de seu marido a quem ela ainda ama, mas que está de casamento marcado com outra e sua segunda filha adorável que sente muito a sua falta, tudo por que Victória não queria mandar Evan pra qualquer unidade psiquiátrica, então Victória tem que lidar com Evan sozinha e apesar dela não querer isso pro restante de sua vida, ela ama Evan e sabe que ele precisa dela, então ela fará o que for preciso por seu filho louco com sorriso angelical.

"- Eu amo você, desde aqui até a lua e às estrelas, e todo o caminho de volta - murmura ele, uma frase retirada do nosso livro favorito.
 Acaricio o rosto dele - Eu também amo você.
- Não quero machucá-la - diz ele, quase como em um sonho, quase adormecendo. Seus olhos azuis se abrem. - Mas eu quero." - Victoria

Ufa, meio que preciso recuperar o fôlego aqui, acho que já deu pra perceber como a atmosfera do livro é tensa e sempre acontecem tantas coisas de uma vez que é preciso muita atenção para assimilar tudo, mas com certeza é perfeitamente viciante do início ao fim (eu o li em mais ou menos três dias!!!!).
Bom, a história é muito bem feita e tem aquele tipo de descrição que te explica o que é pertinente e não sobre a cor das paredes ou os tons do céu, é tudo muito objetivo e isso me prendeu. Eu posso dizer que tudo gira em torno de Danielle, é por causa dela que tudo acontece (isso não é spoiler!!!), mas isso não a torna culpada ou inocente, aliás, a medida que você avança na leitura começa a desconfiar de todos, até mesmo daqueles que você não quer, tipo o Greg, o cara super fofo que é apaixonado pela Danielle, mas que ela sempre rejeita, ou algumas crianças fofas , porém com certeza esse é o tipo de livro que você TEM que desconfiar das crianças, elas aqui são tão inocentes quanto culpadas embora isso não faça você amá-las menos.
Enfim, D.D me lembra de muito essas policiais duronas de CSI, ela é a parte divertida do livro com suas frases de efeito e seu apetite voraz, sem falar no seu relacionamento com Alex que é sempre sugestivo e engraçado até, já que eles estão sempre sendo interrompidos. Já Victoria é a parte que mais me deixou... não sei explicar direito, emotiva?? Sério, teve umas partes que não aguentei e abri o berreiro, é tão triste vendo as coisas pelo ponto de vista de uma mãe que perdeu tudo, até mesmo seu filho. Às vezes eu sentia vontade de estrangular Evan como o Homer faz com o Bart (simpsons), ele é muito malvado! Só que pior ainda são as partes em que ele é bonzinho por que é como se ele estivesse iludindo sua mãe de que tudo vai ficar bem só para dar o bote.

"Ela não se importava com o que as outras pessoas diziam - não ficava mais fácil encarar a morte de uma criança conforme o tempo passava. E se algum dia percebesse que estava insensível àquilo, ela pediria demissão do seu trabalho. Aparentemente, ainda não era hora de D.D se aposentar" - D.D


O problema é que quando Evan quer se bonzinho, ele é simplesmente apaixonante, ele tem momentos de doçura que nos faz amá-lo apesar de ser um monstrinho, e percebemos que às vezes ele se sente muito sozinho, sente falta do pai que o largou e da sua irmã que tem medo de ficar como ele, é tudo muito intenso e o fato de Victoria ainda amar o marido e estar louca para ficar perto da filha torna tudo muito difícil.
Ok, mas eu posso dizer que o final foi muito bom pra não dizer foda (ops!!), até por que para o culpado ser revelado todo mundo tem que abrir mão de seus segredos e caramba, muitas coisas são descobertas, mas como eu disse o final compensa todos os momentos de tensão e até trás esperança para os personagens, tudo fica bem afinal de contas.
Eu gostei muito do livro, da escrita rápida e das cenas bem feitas e eu acho que é muito revelador sobre como as crianças psicóticas funcionam, é um tema pouco abordado e apesar de ainda ser uma incógnita, funciona bem no livro. Eu recomento muito a vocês e espero que gostem!





Leia também

34 comentários

  1. incrivel, quando este livro foi lançado, deu o maior bafáfá, e só agora que leio uma resenha dele!
    me encantei pela sua resenha, não esperava que o livro fosse tão bom assim...
    adoro esses tipos de livro, sabe? é bem o tipo de livro que me prende, e não largo antes de terminar! :P
    descobri que preciso compra-lo logo ;~~

    ResponderExcluir
  2. dei esse livro pra minha mãe de presente pois ela adora livros assim e ja virou fã da autora e quer muito ler sangue na neve, mas para minha cabecinha romantica ele é demais!

    ResponderExcluir
  3. Ganhei esse livro num sorteio e não estava empolgada para lê-lo porque não tinha gostado muito da capa e nem da sinopse, mas, por ironia do destino, logo peguei ele pra ler pra meio que "me livrar" mais rápido da leitura. E sabe o que aconteceu? Eu ameeei o livro, amei mesmo! Me apaixonei pelo jeito de Greg com as crianças, amei quando Lucy chegou no hospital, sofri com ela, e o personagem que mais me cativou foi Evan, ficava doida para ler as partes de Victoria e saber como Evan estava se sentido naquele momento, o que ele ia fazer... Amei a resenha, e também recomendaria esse livro com toda a certeza.
    Virei fã da autora só por causa desse livro e quero muito ler Sangue na Neve *---*
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Nossa, deixa eu recuperar o fôlego da sua resenha rsrsrs
    Essa foi umas das minhas primeiras resenhas deste ano e até agora uns dos melhores lido!
    E eu simplesmente adorei o livro e do jeito que ele foi escrito com todo o suspense que eu amo!
    Não acho o caso da Daniele contraditório em relação ao que ela passou e no que ela trabalha e concordo que a parte engraçada ta tudo com a D. D rsrsrs
    O livro é muito tenso e intenso mesmo e parabéns pela sua resenha simplesmente eu adorei!!!

    ResponderExcluir
  5. Olha, esse ano tenho lido muitos livros(graças a Deus) rs Mas sem nem pensar, Viva Para Contar foi o melhor até agora na categoria dele..rs
    Um suspense que te prende do inicio ao fim.Eu torci, sofri, fiquei revoltada, chorei vibrei.
    Só achei que a Danielle foi a grande protagonista da história..meio que achei o papel da detetive bobo demais(só pensando em sexo)
    Mas com certeza, é um livro que marca a gente de uma forma incrivel.
    Parabens pela resenha!

    ResponderExcluir
  6. Também fiquei viciada nesse livro. Quando comecei a ler ele só consegui largar depois que terminei e ainda fiquei querendo mais.
    ão tem como não ficar apreensiva e querer saber logo como tudo vai se resolver.
    Gostei muito da resenha, Beijos....

    ResponderExcluir
  7. Bom mesmo esse livro, e ainda não consegui ler o meu!!! Tá aqui mofando o pobrezinho....Deu vontade de pegar e começar a ler, a resenha estimulou. Agora fiquei querendo ver por mim mesma.

    ResponderExcluir
  8. Ótima a sua resenha, bem estimulante. Parece ser muito bom esse livro, tratando de um assunto diferente e para alguns, delicado. Já tinha visto a capa desse livro várias vezes, mas nem fazia ideia do que se tratava, e agora sua resenha teve um papel instigante. Mais do que nunca, eu preciso comprá-lo.

    ResponderExcluir
  9. Li esse livro já tem um tempinho e posso afirmar sem colocar ou tirar nenhuma letra..um dos melhores que já li!rs
    Adorei cada pedacinho dele..
    Tá, fui ficando confusa no inicio...muita informação..mas, pouco a pouco tudo foi se encaixando. Tudo foi tendo sentido.
    Só achei meio desnecessário o fogo da detetive..rs Tinha horas que eu ria muito.
    Mas é uma leitura que é realmente feita em ritmo acelerado. Tudo é rápido demais..uma piscadela e a gente parece que perde algum detalhe.
    Final foda mesmo!!!rs
    Adorei e tbém recomendo muito!(maluca pra ler o novo livro da autora)rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Tenho esse livro aqui em casa, mas ainda não o li. Mesmo sendo fã do gênero, imagino que ele deve ser bem "pesado", e estou querendo lê-lo em um momento mais oportuno pra esse tipo de leitura. Só posso dizer que só por essa resenha, já peguei ódio desse pirralho metido a capeta. Rsrsrs

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. Oie, não conhecia esse livro, mas já que vc disse que é triste acho melhor eu nem ler rsrsrs odeio livros tristes!!

    mas quem sabe mais para frente!

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Só tinha visto a capa desse livro até agora, essa é a primeira resenha que leio sobre o livro e confesso que fiquei bem intrigada! O livro parece ser legal, assustador e "atormentante". Nunca li nada parecido mas fiquei bem curiosa para ler Viva apara contar.

    Beeijos,
    iSteh

    ResponderExcluir
  13. Esse não é meu gênero preferido de leitura, por isso mesmo dispenso, mas o livro em si parece ser muito bacana. Tenho medo de ler esse tipo de coisa e ver "fantasmas" em tudo quanto é lugar, sou medrosa mesmo, eu sei! De qualquer maneira parece ser um prato cheio pra quem gosta do gênero.

    ResponderExcluir
  14. Nossa, fiquei com medo dessas crianças! O livro parece ser bem tenso mesmo, mas gosto disso.
    É a primeira resenha que leio do livro e achei bem interessante, pretendo lê-lo logo.

    ResponderExcluir
  15. Não gosto de estórias assim, eu sei que existem muitas crianças psicopatas, mas não acho que todas as crianças com problemas sejam psicopatas, meio que vi isso na estória, generalizando problemas mentais. No começo até me interessei, mas descobrindo melhor não gostei nem um pouco. Sei que tenho que ler o livro para tirar minhas dúvidas, mas não pretendo o fazer. Você escreveu muito bem a resenha, não estou te criticando, apenas esta é minha opinião.

    ResponderExcluir
  16. WOW, que história perturbadora!
    Não conhecia o livro (na verdade, acho que sim, mas não condigo me lembrar) e adoraria lê-lo, pois é um dos meus gêneros preferidos!
    É um pouco grandinho, mas quando a história é boa, isso é relevante.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Quando eu comecei lendo que era um romance policial, eu já dei uma atenção a mais na resenha, mas quando li que tratava de crianças com problemas psicológicos e tal, fiquei com um pé atrás. Não sei se quando se trata de crianças,eu fico mais emotiva, sei lá. Mas os trechos sobre o romance são lindos!

    ResponderExcluir
  18. Eu adoro esse tipo de trama. Ainda não tive oportunidade de ler nenhum livro da Lisa mas essa resenha me deixou mega curiosa só a capa que achei assim, meio estranha. Espero poder ler esse livro em breve =D

    ResponderExcluir
  19. Eu adoro livros como esse!!! Sua resenha só me deixou mais certa de que preciso deste livro na minha biblioteca! A capa poderia ser mais bonita, mas...quem tá ligando? A história é bom, então, dane-se essa capa horrorosa!

    ResponderExcluir
  20. adorei a resenha e a história das 3 personagens...
    Nem sei dizer qual das 3 historias gostei mais...
    deve ser muito bom mesmo o livro... até vou colocar ele na minha lista de proximas leituras do skoob para nao esquecer de comprar! kkk

    Beijos
    makeetcs.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Já tinha visto esse livro várias vezes por aí, mas nunca tinha parado para saber realmente sobre o que ele se trata. Gosto de histórias assim, tensas, com segredos e tal. Sempre quando tem mais de uma história que, a princípio, não parecem ter ligação nenhum eu me interesso logo, pois geralmente costumo gostar dos livros com esse tipo de narrativa.

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Caraca! Que livro.
    Eu o tenho mas estava esperando um incentivo para ler. Não estava muito animada, sabes? Gente, vou terminar minhas duas leituras pendentes e já partir para este \o/ Que livro perfeito.

    ResponderExcluir
  23. Eu sempre fui louca para ler esse livro *-*
    Ansiosa para conhecer o enredo que a autora cria, bem como sua narrativa.
    Acho a capa bem legal e o número de páginas me atrai bastante.
    Talvez agora com o novo lançamento da autora eu me anime para comprar esse livro também.
    Beijos,
    Fernanda,
    http://www.lendoeesmaltando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. A leitura desse livro é MARAVILHOSO. Confesso que quando comecei a ler não achei lá essas coisas. Mais perto do meio do livro a estória vai te envolvendo de um jeito. Recomendo o livro para aqueles que gostam desse tipo de leitura e até para aqueles que não gostam muito- como eu rs- vão amar. :)

    ResponderExcluir
  25. Gente eu tenho que falar...A Iêda tava pra ficar louca quando esses livros chegaram..quase não dormia,comia e mal saia do quarto,ou seja ela estava fixada nesse livro de uma forma tão intensa que fiquei curiosa,daí ela começava me contar,mas meio que eu não entendia e falei:"vou aguardar a sua resenha" e agora que tive um tempinho para ler;não deu outra: estou anciosa pra ela chegar e eu começar a ler o livro também!!

    ResponderExcluir
  26. Nossa.. esse livro parece bem intenso, hein..
    realmente parece ser daqueles q te prendem até a ultima pagina pra saber a resposta d td...
    e saber q o final é tao bom é melhor ainda.. pq nao tem decepções..

    eu acho q só li um livro desse estilo uma vez... mas acho q esse é mais "bizarro"... senti vontad d ler, variar a leitura um cadinho... pq esse parece valer a pena...

    bjs

    ResponderExcluir
  27. Oi Ieda, eu ainda não li, mas o meu irmão Rafa leu e resenhou para o blog, ele gostou muito e depois da resenha dele fiquei muito curiosa para conhecer a história e lendo sua resenha, vejo que o meu irmão não exagerou em nada o livro realmente deve ser ótimo...pela sua empolgação na resenha sinto que tenho que ler o mais urgente possível, parabéns pela resenha.

    BjOs!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  28. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  29. Quando li a sinopse do livro, pensei em desistir de lê-lo. Porém lendo sua resenha vi que o livro parece ser bem legal!
    Confesso que não gosto muito de livros de suspense, sou bem romantica e gosto de livros de romance que tem uma pitada de suspense, mas vou anotar a dica, quem sabe um dia eu terei a oportunidade de ler o livro. Confesso que não li muitos livros policiais, mas seria bem legal começar por este livro.
    Nossa essa capa é de assustar!

    ResponderExcluir
  30. Criancas com tendencias psicopatas :O
    So com isso vc ja tinha me ganhado rsrs.
    Fiquei louca de curiosidade pra ler esse livro, deve ser fantastico!!!

    Bjoo

    ResponderExcluir
  31. Que o livro prende eu não tenho dúvida, fiquei aqui igual boba encantada pela resenha. Terminei de ler e já fui no skoob acrescentar na minha lista de desejados.
    Pode até ser um pouco esquisito dizer isso, mas acho muito interessante temas com serial killers. Talvez isso seja culpa do meu querido Direito Penal, mas isso é outra história (nenhum pouco interessante).
    Bom nunca li nenhum livro com crianças com tendências psicopatas. Estou bem curiosa! =D
    Parabéns pela resenha, estou morrendo de dó da Victória e nem li nada!

    ResponderExcluir
  32. Viva para contar foi uma das minhas ultimas leituras, também o li super rápido, fiquei muito curiosa sobre os assassinatos. Eu amei o livro, mesmo achando o tema um pouco macabro.

    É o tipo de livro que te faz pensar neh. Refleti muito sobre essas crianças, deve ser muito duro ter um filho com esse tipo de problemas, você acaba sem saber como lidar com a situação. Vi isso nitidamente no caso da Vitoria que abriu mão de tudo pelo filho, enquanto o marido dela não aguentou. é uma situação bem complicada saber o que fazer..

    É um livro que vai ficar marcado na minha memoria por um bom tempo, disso eu tenho certeza.

    Adorei a resenha.

    raah_varella@hotmail.com
    nasproximaspaginas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  33. Já tinha escutado um pouco sobre o livro, mas não sabia exatamente do que se tratava a história.
    Não sou muito de histórias policiais e suspense, mas essa me pareceu bem interessante.
    Quero saber, a fundo, quais as ligações das três mulheres e principalmente saber quem é o grande vilão por trás disso tudo.
    O livro já estava na minha lista de desejados.Agora acho que ele subiu mais alguns degraus.

    http://lisos-somos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. Nossa, parece daquelas livros que te deixam bem tensa ( de um modo bom) no final. Acho que a leitura é super válida e fiquei louca pra ler. Esse tema diferente, é bem interessante. Gostei muito. Tô muito curiosa aqui... preciso desse livro hehehe

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011