Resenha: Louca para casar

by - sábado, maio 18, 2013

Olá pessoal!

Tudo bem? Muito frio por ai onde vocês estão? A blogueira aqui está congelando! Mas bora de resenha nova pra esquentar, e dessa vez é do livro Louca para casar, de Madeleine Wickham, que com certeza vocês devem conhecer mais pelo seu pseudônimo Sophie Kinsella. Confiram e comentem.

Autora: Madeleine Wickham 
Páginas: 348
Ano: 2013
Editora: Record


Em Louca para casar Madeleine Wickham nos apresenta a personagem Milly, que quando tinha 18 anos se casou com um amigo americano, Allan, que conhecera quando estudava na Oxford, para que esse conseguisse viver na Inglatterra com parceiro Rupert. Após o casamento de fachada eles perdem contato, cada um vai para um lado, só que nunca se divorciaram.
Dez anos depois nossa protagonista está de casamento marcado com Simon Pinnacle, o filho do poderoso empresário Harry Pinnacle. Simon é orgulhoso e guarda muitas mágoas do pai, e tenta seguir sua vida sem depender ou ficar na sombra do mesmo, mas ele é aquele tipo de pessoa que gosta das coisas corretas, tem classe. Quando Milly está ao seu lado finge ser uma pessoa que não é. Ela é extrovertida, gosta de sapatos baratos, lê revista de fofoca, mas quando está perto do noivo ela é refinada, diz que não gosta de assistir coisas fúteis, lê jornal (só as manchetes na verdade) mostrando-se culta com uma postura a altura do noivo.
Porém a mãe de Milly, Olivia, contrata um fotógrafo, o qual chega à semana do casamento e reconhece a jovem. Dez anos atrás eles haviam se encontrado por acaso e testemunhou o primeiro casamento de Milly, e ele se lembra dela. Que enrascada! E para completar a irmã de Milly, a Isobel, está grávida de um homem misterioso. Em meio a essa confusão a noiva terá que correr atrás do "marido" e tentar um divórcio, pois a verdade está prestes a ser revelada, e ninguém poderia saber que a noiva, já era casada. E agora como ela vai se livrar dessa situação? Será que vai conseguir? Isso vocês descobrirão com a leitura.

"Sem a intenção e enganá-lo, mas também sem querer desapontá-lo, ela lhe permitiu formar uma imagem que, sinceramente, não era de todo verdadeira"

A narrativa de Louca para casar começa nos ambientando com o primeiro casamento de Milly, a situação atual com o noivo dez anos após, a irmã da jovem em Paris, então desde o inicio temos toda uma explanação do que está acontecendo. Os personagens secundários também são importantes para a história, a autora os tira do segundo plano e os traz para o primeiro.  Em alguns momentos eles se tornam os mais importantes, mas tudo isso foi a técnica utilizada pela autora para que as coisas se encaixassem perfeitamente no final, e influenciassem o destino da personagem central.
Para os que esperam humor, confesso que não há tanto assim, a história da personagem, a situação que ela se encontra é hilária, mas o que eu mais senti foi uma trama muito mais voltada para a reflexão.
Quando vi que o livro seria da Sophie Kinsella (pseudônimo da autora) eu esperara um chick-lit, com muito humor como são característicos aos livros do gênero. Entretanto a meu ver prefiro classificar esse livro como um romance, justamente pelas reflexões abordadas, definitivamente o humor não foi o foco central, embora haja um pouco.
Milly é uma personagem mais apagada, passiva, ela não te agrada no início, mas depois vamos entendo melhor seu passado, sua situação atual, e a compreendemos melhor. Cada personagem dentro da obra de Wickham apresenta falhas, e estão longe de serem perfeitos.

"Milly moveu o corpo. Estava tensa, sentia a pele formigar.
- A propósito, eu ainda tenho uma fotografia sua - continuou ele. - Vestida de noiva, nos degraus do cartório. Ficou ótima. Quase a emoldurei"

Dentro dessa narrativa a autora aborda muito a questão dos relacionamentos internos dos personagens como os laços familiares, religião, conceitos de casamento e itens que seriam como base para formação de uma família. Vemos muito isso no personagem Simon, ele sente uma mágoa muito forte pelo pai e quer ter um casamento perfeito, quer que a vida com a Milly seja muito certinha. Só que as coisas não são assim, todos somos seres humanos e apresentamos defeitos, e dentro de um casamento temos que saber lidar e respeitar as diferenças um do outro, e são justamente essas diferenças que unem um casal.
A gravidez de Isobel também me levou a pensar, a personagem não desejava aquela gravidez, e ela sabia que o pai da criança também não queria um bebê. Assim ela entra no dilema se deveria abortar e continuar com sua liberdade ou ter aquele filho e cuidar dele sozinha. Diversas vezes ela se vê questionando até que ponto ela pode interferir e decidir sobre a vida daquele pequeno ser que crescia a cada dia dentro de si. A decisão que ela tomou não revelarei a vocês, e nem quem é o pai da criança, pois ambos são uma surpresa ao leitor.
Algo que achei muito interessante também é a forma como a autora abordou a questão da sexualidade. Allan e Rupert forma o casal no início da história, achei incrível como ela soube escrever a vida desses personagens, suas dúvidas, medos e colocar em questionamento o preconceito tanto da sociedade quanto da religião. Nada de forma moralista, mas sim que nos faz realmente refletir.
Ao começar a leitura desse romance, não imaginava que encontraria tantos itens reflexivos, uma história com rico conteúdo que realmente tem algo a acrescentar ao leitor. Não há pontas soltas na história, tudo se encaixa perfeitamente, e somos surpreendidos.
Esse é aquele livro que você lê rapidinho, embora seja cheio de questionamentos e reflexão ele não é nem um pouco complicado de ler. E ao final fiquei com aquele gostinho de quero mais, eu não queria que acabasse, e sinceramente, queria que ela escrevesse mais no final, estava tão bom! Fiquei emocionada em diversos trechos, em outros tive raiva, e também me diverti com alguns traços de humor presente, principalmente no final.
Livro recomendado com certeza, para quem quer um livro completo, no sentido de uma história bem montada, com personagens reais, que você consegue se identificar, e sente que tudo isso seria possível.  Louca para casar foi uma grata surpresa, uma história realmente deliciosa!


Leia também

45 comentários

  1. eu adorei a resenha, alias eu adoro Sophie Kinsella seja escrevendo como pseudonimo ou assinando por si mesma, esse livro parece ser mais um hilariante romance da autora que sempre arrasa. Eu gostei da capa nacional acgei bem mais bonita que as originais! Estou doida pra ter esse romance aqui na estante e me deliciar! Espero que a sorte sorria pra mim, vou participar do sorteio e torcer muitão, estou doida pra gargalhar com a história de Alexander e Milly.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc tambem mostra um lado mais reflexivo da autora, que só leva a encantra mais e mais pelo livro que com certeza mistura amor, risadas e emoção! (Esqueci de dizer kkkk, é a gripe, desculpinha)

      Excluir
  2. Eu ja tava apaixonada por esse livro, pois ja li trocentas resenhas dele, mas a sua foi mais a fundo, me mostrou um lado desse livro que nao tinham mostrado ainda, que é mais romance que chick lit, que nos leva a reflexão, fala de valores, e eu particularmente, amo historias que questionam isso! E vindo de Sophie Kinsella, eu posso esperar coisa boa, parabéns pela resenha, está tão cativante, quanto, com certeza esse livro é! Bjão!

    ResponderExcluir
  3. Não tinha ouvido falar sobre o livro ainda e adorei a sua resenha. Achei a história bem interessante, algo bem humano talvez... sem histórias mirabolantes. Essa parte 'A decisão que ela tomou não revelarei a vocês, e nem quem é o pai da criança, pois ambos são uma surpresa ao leitor' me deixou mais curiosa para ler :)

    beijos

    http://pontodasletrasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Queria ler, mas não quero ler. Esse livro vai ficar só nas resenhas, não estou no clima pra ler ainda....É bom, mas deixa a desejar um pouco, eu tenho certo receio com esse tipo de livro. Pela resenha deu pra ver que vale a pena ler, mas ainda não sei se vou e nem quando...

    ResponderExcluir
  5. Que linda essa história! Nunca tinha ouvido falar neste livro, mas agora que conheci, estou louca para lê-lo! Ótima resenha!
    Beijos
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu li recentemente "Fiquei com o seu número", e quando vi que esse livro "Louca para casar" também é da Sophie Kinsella, eu já estava crente que também seria um livro Chick-lit.
    Por isso fiquei bem surpresa quando vc disse na sua resenha que não é bem assim.

    Eu adoro essas histórias completas e bem desenvolvidas, em que tudo parece confuso no início, mas depois no final vemos que todas as coisas acontecem por uma razão.
    Fiquei curiosa e vou ler, qualquer dia desses.

    Beijos,
    http://resenhando-books.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu li muitas resenhas de pessoas decepcionadas pq não encontraram o humor comum dos romances da Sophie nesse livro. Eu ainda não li, mas acho interessante ler algo diferente dela. Sou uma fã da autora e acho que vou gostar de ler algo nesse tom mais reflexivo que você citou.

    ResponderExcluir
  8. Li uma resenha sobre o livro apontando o fato de que ele não era um chick-lit, como esperado da autora, o que me decepcionou um pouco pq li na semana passada Fiquei com seu numero e adorei.
    Mas, depois de ler a sua resenha e ver que tem esse lado reflexivo sobre valores importantes como família, religião e alguns dilemas éticos, até fiquei interessada em ler o livro.
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  9. Que bom que vc gostou do livro, tinha lido outra resenha sobre ele e confesso que a pessoa me desanimou um pouco para lê-lo, mas você me deu outro animo rsrsrs

    ResponderExcluir
  10. Oooowwnnn *----* Eu geralmente curto leituras assim, levinhas e com tendência a reflexão, mas ainda não conhecia esse livro (eu acho que não). Nunca li nada da Sophie, apesar de morrer de vontade. Taí, talvez eu comece lendo esse (:

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. bom, só por ser da Sophie Kinsella já deve ser ótimo! hahaha
    parece ser um livro muito divertido, como todos os outros livros da autora :P
    ela tem uma formula perfeita para escrever!

    ResponderExcluir
  12. Só eu que nunca li nenhum livro da Sophie? kkk Uma vez eu li a resenha desse livro e achei super confusa, porque ela tinha casado e depois tinha esquecido disso e depois queria casar de novo, mas não podia porque já era casada. Tipo, a resenha não tinha pé nem cabeça. MAS AGORA EU ENTENDI!! Obrigada por me esclarecer isso hahahaa
    Realmente, tudo o que eu ouço falar sobre os livros da Sophie, ou do seu nome real, é que os livros dela são lindos, perfeitos e super engraçados. Faz séculos que tento ler um, mas vão chegando outros e acabo deixando pra trás, mas um dia eu leio!

    ResponderExcluir
  13. Quando vi que era da Sophie Kinsella, imaginei que era mais um dos livros divertidos dela, mas pelo que você disse, não é tanto assim. Claro que pra uma boa obra, tem que rolar esses probleminhas para a trama desandar, mas achei essa protagonista bem fraquinha mesmo. Como é que uma criatura vai casar com uma pessoa a qual ela muda completamente sua personalidade quando está com ele?!?! Como vai casar com uma pessoa sem antes falar uma coisa tão séria como essa do seu casamento há 10 anos atrás?!?! Na minha opinião, essa Milly é uma fraca de marca maior.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela não foi minha personagem preferida do livro, esqueci de colocar isso na resenha kkkkkkkkk eu gostei mesmo é da irmã dela ^^ mas concordo com seus argumentos, mudar de personalidade e esquecer que casou é bem estranho. Só q ela só tinha 18 anos, bem louca, deixou rolar e deu no q deu hahahahah
      Bjs querido!

      Excluir
  14. Nunca li um livro da Sophie, achei que estava sozinha, mas... hahaha
    O livro parece ser bom, mas não me interessei, pela descrição, o titulo, achei que encontraria uma comedia, mas pelo jeito não kk.

    ResponderExcluir
  15. Eu nunca li Sophie quem dirá Madeleine...
    Ele parece ser bem divertido, porém eu não me interessei, prefiro os dela como Sophie mesmo, parecem ser mais divertidos, sei lá...

    ResponderExcluir
  16. ahahaha! eu não sabia que Sophie Kinsela não se chamava Sophie Kinsela. Eu já li alguns livros dela e esse iria passar ileso se eu não tivesse passado por aqui. Como sempre, as histórias dela são muito divertidas, mas parece que essa trama tem um ar diferente do que ela está acostumada a escrever. Pode ser porque o nome mudo?! rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. me disseram que qdo ela escreve com o nome verdadeiro, as histórias são mais reflexivas e com menos humor, já quando usa o sophie ela entra mesmo dentro do genero chick-lit. Legal né? HAHAHA achei curioso
      Obrigada pelo comentário lindinha ^^

      Excluir
  17. Oi,
    com esse título eu esperava mesmo algo bem mais pro humor rsrs
    Gostei muito da resenha, nem sei o q falar dela ^^'
    O que mais me chamou a atenção foi a coisa dos personagens secundarios entrarem no primeiro plano em certos pontos, isso me deixou curiosa rsrs, me fez pensar em novelas, rsrs acho q exagerei ^^

    vamos ver o que que dá o/
    bjus e até

    ResponderExcluir
  18. Sophie Kinsella simplesmente não tem erro, é garantia de livro bom! Tô numa fase meio “casamento” ultimamente, é um tema que está gerando livros e filmes bem interessantes, tô adorando! A sinopse parece muito boa, bem ao estilo dessa autora linda! *.*

    ResponderExcluir
  19. Eu Já faz um tempinho que estou de olho nesse livro, ele parece ser ótimo. A historia parece ser ótima, tenho quase certeza que vou amar esse livro, adoro tudo que tem haver com casamentos e etc. E eu amei essa capa. Eu acabei ontem de ler Fiquei com seu numero da autora e eu amei o livro. Por mais que esse livro não seja como os outros chick-lit (que eu adoroo) e sim mais como um romance eu ainda quero ler. amei a resenha :)

    ResponderExcluir
  20. Sua resenha me deixou tão feliz, hahahah. Eu estava super ansiosa para o lançamento desse livro, gostei muito da sinopse e a história parecia ser tão amável, aí quando lançou eu só via resenhas negativando o livro, acabei ficando bem receosa com ele, mas sua resenha me fez ficar otimista com ele de novo. :3
    Nunca li nada da autora e gostaria muito de ler, falam tão bem dela. ):
    Vou começar por esse livro e espero gostar tanto quanto você.

    Coral,
    http://universeforwords.com

    ResponderExcluir
  21. Oii... nossa estou louca pelo livro... As vezes é bo pegar um livro mais reflexivo, sem aqueles personagens perfeitos, em que tudo dá certo sempre, sem erro algum...

    Eu já sabia que a escrita da Wickham era mais voltada para o drama e que a da Kinsella mais para o humor... mas adorei a resenha e me deixou super curiosa para descobrir o pai do filho da Isobal e se ela vai ter ou não... e o que acontece com Milly....

    bjuus

    ResponderExcluir
  22. E eu que ainda não li nada da Sophie Kinsella? Sempre fui deixando pra lá e acabei que ainda não li nada da autora. Bem, me baseando pela sua resenha, fiquei bem animado para ler esse livro porque parece aquele tipo de história bacana e que diverte. Espero ler em breve.

    ResponderExcluir
  23. Estou louca para ler Louca para casar *-* Apesar de o título do livro indicar uma coisa, percebo pelas resenhas que leio que ele não é bem assim... pois pelo título eu imaginava que era a história de uma mulher que não via a hora de casar e blá blá mas percebo que é muito mais do que isso! Sempre ouvi falar muito bem dos chick-lits da Sophie e estou louca para lê-los! Mas vejo que esse livro despertou um lado mais romântico da autora!

    Beeijos,
    iSteh

    ResponderExcluir
  24. Eu tinha lido outra resenha que me deixou desanimada, mas a sua foi muito melhor e mais aprofundada! rsrs Achei muito interessante ela abordar temas como aborto e homossexualidade, pois os livros dela sempre são tão cômicos, e esses assuntos são um pouco mais sérios. Gosto de livros que nos fazem pensar em questões do dia-a-dia e gosto da Sophie, portanto, tenho que ler o livro! rs

    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Nunca li nada da autora e estou desejando muito o livro Fiquei com o seu número. É a primeira resenha positiva que leio sobre esse livro dela, as outras que li não falavam tão bem dele. Sinceramente, não leria esse, a estoria não me chamou tanto a atenção.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Uma coisa no universo que eu não entendo: Porque os livros da Sophie são TÃO caros?! D:
    Eu ainda não li nenhuma obra dela, mas tenho MUITA vontade, só queria uma promoçãozinha bacana para poder conhecê-la.
    Gosto de chick-lits, mas gostei de saber que este livro é um pouco diferente.
    Nossa, quantas coisas legais neste livro, pra fazer a gente pensar, repensar... AMO livros reflexivos.
    Ainda não achei ele no Submarino, mas espero que não seja tão caro como os outros.

    ResponderExcluir
  27. kkkk Já estou a procura desse livro. O título tem tudo a ver comigo, antes de conhecer meu marido. kkk

    ResponderExcluir
  28. Oii Dai adorei sua resenha, eu ainda não li, mas só de ler sua resenha já sei que irei adorar o livro, eu gosto muito de livros que abordam diversos temas, e também livros que não focam apenas no personagem principal, muitos livros que li, acabei gostando mais de personagens secundários do que do próprio protagonista...Louca para casar será minha próxima leitura.

    BjOs!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  29. Perdi as contas de quantas resenhas já li desse livro, mas em cada um os resenhistas destacam algum ponto diferente da trama, alguns não gostaram da protagonista e outros a amaram. Só que ainda não tinha visto alguém que escreveu sobre o lado reflexivo da leitura, gostei bastante desse lado. Tem uma coisa que perguntei em todos os blogs que li resenhas desse livro: O que leva alguém esquecer que se casou? *sei que só descobrirei lendo*.

    ResponderExcluir
  30. Nossa, bem diferente esse livro. Não sabia que a autora abordava tantos aspectos da familia e amizades no livro, mas isso é de forma seria ou a forma Sophie? Ate agora da autora só li fiquei com o seu numero, ai fico curiosa pra saber se esse novo pseudonimo é pra um estilo diferente ou se é o mesmo com gracinhas, pq humor ja vi que tem.
    Espero ler muito em breve mesmo, faz e muito mu estilo de leitura.
    bj

    ResponderExcluir
  31. Nossa... A capa é linda, mas não me empolguei com o livro.
    =(
    Esses livros reflexivos, que abordam temas como amizade e amor não tem entrado muito na minha lista. Tô numa onda de distopias e livros cheios de sangue!
    Hahahahaha

    ResponderExcluir
  32. Eu particularmente amo livros que envolvam o casamento, até pq casar é o meu sonho, acho que até mais do que ter filhos!
    E pelo visto é uma leitura muito gostosa, e promete muitas confusões, haha!
    Não é a primeira vez que leio uma resenha sobre esse livro, e cada vez mais me apaixono mais por ele!

    ResponderExcluir
  33. Eu nunca li nada dessa autora, pois os preços são um pouco salgados. Eu particularmente tenho um fraco por capas que tenham vestidos de noiva. Achei a história bem interessante. Amo esse gênero, adoro essas romances clichês e que a gente dá boas risadas.

    ResponderExcluir
  34. O livro ja tinha me conquistado só pela capa e nome.. (sou uma recem casada, entao td relacionado a isso ainda me conquista.. rs)
    NAo sabia q Sophie era um pseudonimo.. fiquei boba.. rs
    Adorooooooo histórias do estilo do livro...
    Ain q deu muita vontade de ler... rs

    Voce falou tanto dos pontos positivos, q eu to muito curiosa! =D

    bjnhos

    ResponderExcluir
  35. Quando vi a capa e o título do livro fiquei admirada, e disse a mim mesma: preciso ler esse livro! Alguns tem gostado, outros nem tanto, mas sinto de alguma maneira que eu vou gostar. Estou com bastante vontade de ler o livro.
    Eu ainda não li nada da Sophie Kinsella, e deve ser por esse fator que eu nem cheguei a achar que o livro tivesse muito humor (e realmente não tem). Parece uma história completa mesmo, pretendo conferir!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  36. Sou loucamente apaixonada pela Sophie Kinsella, tenho certeza que eu vou amar esse livro. Eu ganhei esse livro em uma promoção do grupo editoral record no facebook mas ele ainda não chegou. hahaha.
    beijos

    ResponderExcluir
  37. Eu ainda não li nenhum livro da Sophie Kinsella ainda estou tentando comprar esse por que desde o lançamento estou com muita vontade de ler. Adorei a resenha me deixou com boas expectativas doo livro. =D

    ResponderExcluir
  38. Não li nada da autora mas todos estão gostando dessa obra. AMo esses gêneros mas como estou maneirando nas compras, fica complicado comprá-los. Mas eu pretendo comprar algo da autora em breve com certeza.

    ResponderExcluir
  39. Não li nada da autora e para ser sincera nem tinha ouvido falar dela.
    Mas a história me pareceu muito interessante e envolvente, principalmente porque você disse que ela faz refletir e pelo que deu para perceber é verdade.
    Fiquei curiosa para saber se Milly descasa e casa e pra saber o que acontece com a irmã dela e, principalmente, quem é o pai do bebê.
    Quero ler! e agora?
    O jeito é ficar na vontade por enquanto.
    Ah, a capa é bem bonita e chama a atenção.

    http://lisos-somos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  40. Adoro livros que me passam varias sensações! Me apaixonei por este livro, ainda não li nada da autora, mas devo dizer que vontade é o que não falta!
    A capa é linda, um dos fatores que me levaram a me apaixonar pelo livro sem nem ter lido!

    ResponderExcluir
  41. Oii Dai!!
    Eu já tinha visto esse livro e, como vc, esperava um chick-lit. Me surpreendeu mto saber que não é uma historia engraçada, e sim reflexiva, talvez por isso a autora tenha usado seu nome e não o pseudonimo.
    Adoro a escrita da autora, e, por mais que o genero fuja um pouco do que ela costuma escrever, tenho certeza que deve ser mto bem escrito.

    Sabe o que me deixou mais curiosa? se ela casa ou nao com o noivo certinho... por algum motivo acho que ela fica com o fotografo oO

    ResponderExcluir
  42. Sou apaixonada por livros assim, de "ler rapidinho" como você disse...
    Geralmente grudo em romances e não solto até terminar, sem falar que fico pensando na história um tempão depois do final *-*

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011