Resenha: A trama do casamento

by - sexta-feira, maio 03, 2013

Ola galera!


Vamos para mais uma resenha? Dessa vez do livro "A trama do casamento", da Editora Companhia das Letras. Confiram!

Autor: Jeffrey Eugenides
Páginas: 438
Ano: 2012
Editora: Companhia das Letras


Sinopse: Madeleine Hanna tem dois pretendentes. Um gênio com sérios problemas e um gênio com dúvidas sérias. Enquanto um deles lida com todos os tipos de fantasma e o outro sofre toda espécie de angústia, ela ainda precisa se formar em letras e defender uma monografia que trata, entre todos os assuntos possíveis, justamente de romances em que a protagonista tem dois pretendentes; romances que resumem à pergunta “quem ela vai escolher?”.
Com esses elementos, Jeffrey Eugenides poderia escrever uma metaficção, ou ainda realizar uma releitura das tramas de Jane Austen. O que ele fez em A trama do casamento, no entanto, foi juntar essas duas publicações


"Madeleine se apoiou na gradinha vacilante, olhando para o jardim.
Provavelmente foi a amante nela que chorou, não a romântica. Ela não tinha desejos de pular. Ela não era como Werther. Além disso, eram só três metros de altura"

Nesse livro conhecemos as personagens Madeleine, Mitchell e Leonard. Madeleine é uma mulher jovem, que tem uma biblioteca a seu dispor, com diversas obras literárias que usou durante seu curso e ainda usa, mostrando também uma paixão por Jane Austen, e nesse momento me identifiquei mais com a personagem, pois também sou fã dessa escritora inglesa. Mitchell nutre um amor platônico por ela, é mais tímido e retraído e seu foco de estudo são as religiões. Leonard é mais intenso e tem um romance com Madeleine desde a faculdade, seu foco maior é na ciência.
O livro é muito bem trabalhado, cheio de detalhes, mas que nos permite uma visão do todo e não somente da protagonista como também de seus pretendentes Leonard e Mitchell, assim todos se tornam personagens centrais, e compõem esse triângulo da obra.
O ano em que se passa o livro é 1980, isso para mim é um diferencial, não vivi essa época e adoro quando livros abordam essas datas, que hoje parecem ser pouco exploradas.
Na narrativa temos o autor nos mostra bem os três personagens, isso torna o livro ainda mais completo, pois conhecemos e entendemos a personalidade de cada um. Com isso o leitor se aproxima mais dos personagens e consegue em vários momentos se identificarem e refletir com suas as ações. Família, religião, relacionamentos, diversos itens compõem a história, itens esse que são comuns ao nosso dia a dia e que com certeza nos leva a pensar junto com o personagem.

"Se ela tivesse sabido desde o começo desse lado maníaco-depressivo, da família problemática, do vício dele em analistas, Madeleine nunca teria se permitido ficar tão passionalmente envolvida. Mas agora que estava passionalmente envolvida, ela via pouco de que se arrepender. Sentir tão profundamente era algo que se autojustificava"

Esse é o primeiro livro que leio do autor, e confesso que adorei seu estilo de escrita, que nos permite adentrar na história e ver diferentes perspectivas, e refletir. Há muito que pode ser tirado do livro, como a metaliteratura, a relação dos livros, autores, citados e a construção da história que Eugenides fez, como esses livros citados influenciam ou se comparam a trajetória de cada personagem.
A trama do casamento foi um livro que conseguiu me surpreender, algumas cenas me foram incomuns o que me fez gostar ainda mais do autor. Além de ele conseguir fazer uma metaliteratura de alta qualidade, conseguiu costurar perfeitamente a obra e instigar o leitor, nos surpreender de fato.
Não é algo fácil de criar, fazer, mas com certeza Eugenides é de uma característica singular, um grande autor, não é atoa que é tão aclamado e tido como um dos melhores autores de sua geração, além de já ter ganhado o prêmio Pulitzer.
Recomendo o livro para aqueles que já conhecem o autor (ele escreveu a famosa obra As Virgens suicidas), e para os que ainda não conhecem essa é uma ótima oportunidade. E para aqueles que querem um romance maduro, um livro com mais reflexão e bem estruturado.



Leia também

20 comentários

  1. Oiii interessante a obra, ainda mais quando você fala que é um romance maduro e com reflexões, as vezes precisamos sair do mundinho cor de rosa dos romances e encarar uma obra diferente, gostaria de conhecer o autor, você me fez ficar curiosa. Ótima resenha.

    BjOs!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Já vi falarem sobre este livro e geralmente as opiniões são favoráveis tanto para a história como pela escrita do autor. É bom saber que ela é apaixonada por romances vitorianos e Jane Austen, tem bom gosto. kkkkk Como não li o livro não posso falar muito, mas pelo que pude observar, é uma trama que trata mais do que um triangulo amoroso. E questões sobre o que fazer no futuro devem fazer parte da trama, tornando-a uma ótima opção de leitura para o final de semana.

    ResponderExcluir
  4. Oiê!
    Posso dizer que me apaixonei pelo livro só com a sinopse e a sua resenha? Porque eu me apaixonei mesmo.
    Adorei a protagonista estar se formando em letras e incrivelmente trabalhando sobre romances e vivendo a indecisão de um.
    Pelo que você falou eu gostei mais do Mitchell.
    Fiquei mega interessada em ler esse livro.
    Já o quero!

    http://lisos-somos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Bom quando vi o nome do livro achei interessante, a sinopse nao me chamou muita atenção.
    achei que poderia ser bem parado o livro.
    mas pela sua resenha achei interessante.
    é bom livros que abordam temas assim de familia, casamento, religião.
    Nos faz refletir bastante.
    deve ser mesmo bom o livro. :)

    Beijos.
    makeetcs.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Interessante esse livro, uma história legal, mas pra mim só vai até a resenha. Não deu lá muita vontade de ler não....

    ResponderExcluir
  7. Dai quero que me corrija se eu estiver errada! Esse livro as virgens suicidas é o mesmo que esta sendo divulgado nas redes sociais entre esses dias? por que se for o mesmo o autor escreve muito!!!! só tenho ouvido boas criticas a respeito e isso em anima muitão! valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  8. Bem,a princípio como não conhecia o livro, gostei da sinopse..e da capa!
    Mas qdo comecei na resenha, percebi que preciso ler esse livro urgente!
    Menina...o sonho de todo mundo..uma biblioteca né?rs Tá..a divisão de sentimentos tbém. acho que isso fez ou faz parte da vida de muita gente!
    Essa decisão a ser tomada..as confusões..eu quero muito ler!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oie,
    não conhecia o livro, as gosto bastante de romances, principalmente qdo são surpreendentes rsrsrs

    vou pesquisar mais sobre esse.

    ResponderExcluir
  10. é legal assim quando a gente consegue saber sobre o que se trata o livro antes de comprar.
    sigam meu blog: http://nasentrelinhas-jessie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oiie
    Não li nada desse autor ainda..
    mas gostei esse livro e tudo que voce falou sobre ele!
    Parece ser realmente maduro.. me identifico com a personagem, nao por casa da duvida, mas pq to quase defendendo minha mono... quero realmente ler esse livro!!!
    ainda mais com tao boa indicaçao!

    bjs

    ResponderExcluir
  12. Agora eu fiquei curiosa...que raios é uma metaliteratura?
    Ri muito com a descrição dos pretendentes: "Um gênio com sérios problemas e um gênio com dúvidas sérias."
    Normalmente, a protagonista é que tem sérios problemas ou dúvidas sérias! Hahahaha
    Brigde Jones esta aí pra provar o que digo!

    ResponderExcluir
  13. Eu adorei saber que é um romance adulto e que traz reflexões, adoro quando isso acontece.
    Ela gostar de Jane A é maravilhoso pois isso faz com quem lê o livro acabe ficando curiosa pela autora. So não gosto muito de triangulos amorosos, mas como é um livro bem escrito pretendo lê lo, beijos.

    ResponderExcluir
  14. Consegui esse livro em ebook e não imaginei que teria uma visão tão deliciosa dele assim!! Você conseguiu expor detalhadamente o mundo de Madeleine deixando-me tentada a saber mais sobre ela! Acho que vou furar minha fila rsrsrs Bjos!

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia esse livro e nunca li nada do autor. O livro parece ser interessante, então vou procurar saber mais sobre ele.
    Os dois pretendentes tem personalidades bastante diferentes e parece que o autor conseguiu desenvolvê-los bem. Isso sempre é um fator positivo!

    ResponderExcluir
  16. A história até parce com os livros de Marian Keyes. Gostei muito!!!!!!

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia o autor e nem o livro, gostei da sinopse.
    Essa coisa de ser um romance maduro me conquisto já, as vezes aqueles mil dramas adolescentes me dão nos nervos. Fala sério!

    ResponderExcluir
  18. Não conhecia esse livro, mas já tinha ouvido falar do autor, justamente por causa do "Virgens Suicidas". Achei a história desse bem interessante, principalmente com a oposição que ele colocou entre os dois homens que "disputam" o coração da protagonista (Religião x Ciência). Enfim, gostei bastante, e se tiver oportunidade, lerei, sim!

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  19. Um triângulo amoroso? O cara que ama ela platonicamente consegue se envolver de verdade com ela? rs ahahah Não sei qual minha opiniçao, se quero ler ou não.. Talvez se eu tiver a chance... Beijos

    ResponderExcluir
  20. Ainda não li nada do autor, mas achei o livro bem interessante! Espero ter a oportunidade de lê-lo!
    Gostei muito da capa!

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011