Resenha: Adeus, por enquanto

by - quarta-feira, junho 26, 2013

Olá pessoal!

Vamos de resenha nova! Dessa vez do livro "Adeus, por enquanto" da Editora Paralela.

Autora: Laurie Frankel
Páginas: 318
Ano: 2013
Editora: Paralela

"E se o amor continuasse além da vida?"

Em Adeus, por enquanto somos apresentados a Sam, o qual é programador de uma empresa de relacionamentos online. Mas certo dia ele cria um programa que ajuda a pessoa a encontrar sua alma gêmea. Então ele conhece Meredith, e essa é uma prova de que o algoritmo realmente funciona. Só que com isso, a empresa começa a perder clientes, pois as pessoas encontram suas almas gêmeas, então para que continuar usando o serviço? Assim, Sam é demitido, pois seu programa é perfeito demais.
Desempregado, Sam resolve se dedicar ao seu relacionamento com Meredith, mas a avó de Mere, Livvie, falece, e a dor dessa perda é muito grande, ela não consegue superar. Isso a deixa para baixo e nostálgica a todo instante. Sam, preocupado com sua namorada, desenvolve um novo programa que permite a Meredith ter uma última conversa com sua avó. Pois o programa coleta dados dos e-mails de Livvie, e é como se ela mesmo tivesse respondendo sua neta, como ela fazia em vida. Não há nada sobrenatural, apenas ciência.
Só que o algoritmo funciona bem demais, as conversas se tornam frequentes, Meredith não consegue se afastar daquilo, e esse programa é oferecido para mais pessoas que enfrentam problemas com o luto, nascendo assim a empresa RePose. A relação do casal se intensifica, mas será mesmo que vão ficar juntos até o final? E será que esse programa funcionará para sempre?

 "A verdade é que estou tão apaixonado por ela que faria qualquer coisa para fazê-la me amar a metade do quanto a amo"

Desde o início, narrado em terceira pessoa, percebemos o cuidado com que essa obra foi escrita. Um romance moderno, escrito por alguém que teve todo o cuidado com a narrativa, e a construção de um enredo que a todo o momento nos faz pensar: isso poderia ser real.
Questionamentos sobre até onde o real e o virtual podem chegar, e em que momento essas duas coisas se cruzam e a interferência desses mundos em nossa vida, também se formam na mente do leitor. É impossível não mergulhar em uma reflexão sobre isso. 
Outro fato que também é sentido por essa narrativa, é a dor do luto, e a superação desse, como é complicado lidar com a perda. Não é um livro em que os personagens se mergulham em lágrimas constantemente, mas os sentimentos deles foram tão bem compostos que nos faz realmente entendê-los e senti-los por completo.
Quando Sam cria o programa para Meredith, para ela poder mais uma vez ter um "contato" com sua avó a fim de amenizar um pouco a saudade, me preocupei. Todos sabem como a passagem pelo luto é importante, é uma ferida que embora não cure, tem que ser cicatrizada, pois enquanto ela estiver aberta e não darmos esse capítulo em nossas vidas por encerrado, ela continua a doer. A dor pode passar, e o que sobra é a saudade. E com a saudade aprendemos a lidar, com o tempo.

"Todo mundo diz a mesma coisa. Mas não entendo a diferença. Nem sei o que as pessoas querem dizer com "de verdade". Não sou só eu — todo mundo passa a maior parte do tempo com amigos virtuais hoje em dia. Todo mundo passa mais tempo no Facebook do que com pessoas, mais tempo clicando em perfis do que saindo, mais tempo jogando tênis no videogame do que tênis de verdade, e tocando guitarra no videogame do que guitarra de verdade. As redes sociais não são tão sociais assim. Na verdade, é isolamento. Na verdade, é ficar sozinho. Então ao menos eu não sou assim, certo? Ao menos eu tenho você."

Mas quantas pessoas um dia não sonharam, ou desejaram, em poder pela última vez dizer um adeus, da forma que gostaria um adeus, por enquanto? Foi um livro que me emocionou e me fez pensar nesses detalhes, na linha entre a vida e a morte, no real e virtual, de paixões e perda.
O amor não morre, ele mora dentro de nós, e quando se vai, passe o tempo que passar ele ainda continua vivo, e deixa ao seu lado a saudade. O amor verdadeiro não passa se passou não foi amor. Um adeus pode ser o começo de uma nova fase, um novo começo e não o encerramento. Não só nas questões de luto, mas na vida em si, um adeus, por enquanto, às vezes se faz necessário.
Sam e Meredith são personagens únicos, e tão próximos de nós. Frankel se revela uma eximia autora, com incrível habilidade para compor um romance tão tocante, sincero, um livro que apesar de apresentar temas profundos, se torna leve perante os olhos do leitor.
Adeus, por enquanto é uma leitura que nos toca por dentro, que consegue mexer com nossos sentimentos. Assim, além de conhecermos uma história tão bela, temos a oportunidade de divagar sobre questões tão profundas de nossas vidas e tirar proveito disso para refletirmos sobre nós próprios.
Recomendo a leitura com certeza, é um livro que acredito que todos deveriam ler. Capa belíssima, diagramação muito bem feita, e uma história inesquecível! Laurie Frankel guardem esse nome, é uma autora para se prestar a atenção.


Leia também

26 comentários

  1. Lindo!! Eu vim aqui conferir porque ganhei este livro em um sorteio. No blog que eu ganhei a moça elogiou muuiiiito, por isso vim aqui ter a segunda opinião, ou terceira, e me apaixonei de novo por um livro que eu nem li ainda!!!
    Já sei que vou amar e me emocionar horrores com ele.

    Adorei!!

    Bjkassssss

    ResponderExcluir
  2. parece ser uma linda história.É a primeira resenha que leio sobre o livro e fiquei bem curiosa pra conhecer mais ler e me emocionar. Deve ser um livro bem marcante, pois trata do tema da dor e do luto que são temas bem sensíveis

    ResponderExcluir
  3. Quando li a sinopse desse livro fiquei com medo do que ia encontrar nele. Achei que era algo mais voltado para o espiritismo e tal, mas acho que me enganei e que sim, tem uma história por trás. Não sei se estaria preparada para ler um livro assim, acho que mexeria muito com o meu emocional, mas não posso dar a certeza, já que nunca o li. Acho também que gostaria de saber.

    ResponderExcluir
  4. Que lindo! Emocionante! Os personagens me pareceram muito gracinhas! Acho que vou sofrer se tiver a oportunidade de ler ele, mas espero poder ler sim. Obrigada pela recomendação!

    ResponderExcluir
  5. Eu sinceramente me vi nessa história! Achei a minha cara. Eu preciso muito ler esse livro. Existe esse amor assim, e ainda mais de tudo que acontece ai ele ainda continua. E a pergunta se existe amor além da vida é outra coisa bem interessante. Acredito que Laurie está de parabéns nesse livro. E eu não conhecia ainda a editora Paralela, adorei! Espero muito ler esse livro. Achei demais.

    ResponderExcluir
  6. Tenho certeza de que a história é linda e que eu vou me emocionar muito quando a ler... Esse livro não só entrou pra minha lista de desejados como ja está no topo! Será uma das minhas próximas aquisições! :D

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho que comentar que fiquei emocionada ao término da resenha, em alguns momentos me lembrei de algumas perdas minhas. É difícil demais! Fiquei com muita vontade de ler esse livro, já havia visto ele várias vezes, mas nunca tinha parado nem pra ler a sinopse dele. Acho a capa lindíssima, assim que vi pensei que se tratasse de algo diferente. Não sei dizer o que, mas não imaginei essa história. Mas sabendo da história agora, ela me parece ser bem a cara do livro. Sem dúvidas entrou pra minha lista!

    ResponderExcluir
  8. Eu juro que pensei q fosse uma história espírita e pensar q eu quase peguei ele pra ler.. x.x ahhhh
    http://coisasdebelaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Dai primeira resenha que leio desse livro, e não poderia começar melhor, o livro parece ser emocionante e nos tocar bem lá no fundo...ah como eu gostaria de ainda poder conversar com meu avô, só suas palavras sábias para me acalmar em muitos momentos da minha vida. Parabéns pela resenha, com certeza irei guardar esse nome e irei ler.

    BjOs!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Tão lindo esse livro! Ahh diacho, queria demais ler e não consigo :S
    Preciso também! A história é fofa e bonita demais!

    ResponderExcluir
  11. Apesar da capa combinar com a história, não acho ela bonita.
    Parece um livro bem tocante e que nos faz refletir, mas mesmo assim não conseguiu chamar minha atenção.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Parece uma história bem interessante e diferente. Mesmo assim não fiquei com muita vontade de ler.
    Mas adorei sua resenha. Parabéns!

    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Quando li a sinopse desse livro não me chamou a atenção, criar coisas para conseguir um sentimento ou pessoa, não parece ser legal, mas sua resenha da uma prévia que a narração é boa e isso é importante para embalar a história!
    Dani Casquet
    livrosajaneladaimaginacao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. uau q resenha! =) Fiquei com muita vontade de ler esse livro! Achei o tema super interessante e omo você disse, todos já passaram por uma perda e com certeza adoraria ter oportunidade de falar mais um vez com seus entes queridos.
    Já está na minha lista de desejados e vou procurar saber mais sobre os outros livros da autora (se tiver)

    ResponderExcluir
  15. Eu tenho um medo gigante de perder meus pais e com certeza me sentiria igual ou pior a protagonista com o caso da avó. Um programa desses não é tão reconfortante como uma presença, mas tê-lo de verdade é algo muito desejado. É horrível perder algo que você não consegue viver sem, é como deixar ir embora um pedaço de você.

    ResponderExcluir
  16. Oie,
    eu já tinha visto a capa do livro por ai, mas nunca tinha me interessado por ler uma resenha dele. Ele sempre me pareceu mto triste.

    Não sei leria.

    bjos

    ResponderExcluir
  17. Putz! O cara é um gênio! Ele ficou desempregado porque o patrão dele não é um homem de visão. Ele deveria ter vendido o programa de relacionamento e ter ficado milionário! rsrsrsrs
    A história parece muito triste, e eu acho que no final eles deve dar um jeito de destruir a sua invenção, afinal, é muito perigoso e dramático fazer com as pessoas vivam em uma realidade alternativa, onde seus parentes estão "vivos".
    Temos que aprender a lidar com a perda e com a dor.
    Bem...é isso que acho...

    ResponderExcluir
  18. este livro parece ser fofo demais, e com uma história super inteligente!
    dos livros que li sobre luto poucos foram marcantes e fizeram sentido para mim, mas este parece trazer uma história excelente sobre o assunto

    ResponderExcluir
  19. Confesso que não é muito o estilo que gosto de ler, mas a história é bem interessante. Todos nós, um dia, passaremos por esse momento de luto. Seria interessante um reencontro para a despedida final, mas esse encontro tornar-se em vários outros é mais complicado.
    Achei essa premissa incrível. Espero um dia ter a oportunidade de lê-lo.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  20. Nossa.. Parece ser um daqueles livros que você começa a ler e não consegue mais parar até acabar. Adorei a sinopse e amei a capa! Muito linda!

    ResponderExcluir
  21. Bem inovadora essa história, nunca li nada nem parecido. Mas acho preocupante a pessoa não conseguir seguir em frente sem a pessoa amada que perdeu. Não sei se leria, pelo menos agora, acho que quando for mais velha conseguirei ler e entender melhor.

    ResponderExcluir
  22. Oi Dai... quase chorei lendo a sua resenha... fico imaginando a emoção que este livro passa página por página... concordo com vc que o luto é para ser vivido, mas entendo o lado dele de criar um programa que ajude a sua alma gêmea a se recuperar de uma perda devastadora, mas isso com certeza prejudicará ela no futuro...

    ResponderExcluir
  23. Eu sempre via a capa desse livro mas nunca dei nada por ele, até ler sua resenha, achei o enredo totalmente diferente e estou super curiosa em relação ao desfecho do livro.
    beijos

    ResponderExcluir
  24. É um livro carregado de muita emoção, com toda certeza! Pretendo lê-lo assim que possível! Sua resenha está muito bem escrita. Dá para perceber que o livro conseguiu mesmo te emocionar! Imagine só a mim, que sou chorona. haha

    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Pela capa e título eu esperava uma historia totalmente diferente. Com certeza esse eh um livro que nos faz pensar, esse programa nao eh algo totalmente fora da nossa realidade, pode nao existir hj, mas, sinceramente, acredito que poderia ser criado, mas isso seria algo bom de verdade??
    Fiquei Beem curiosa com a historia, parece ser ótima!

    ResponderExcluir
  26. Oi Dai... "A dor pode passar, e o que sobra é a saudade. E com a saudade aprendemos a lidar, com o tempo." Essa sua frase tem sido bem real na minha vida. Esse adeus não pude dar. Foi trágica a separação e por isso tenho vivido com essa dor que é o luto. Com certeza vou me emocionar com esse livro. Linda resenha viu. Acredito que em tempos de alta do facebook ese livro pode nos levar a um questionamento síncero, que sim as redes socias na verdade são anti sociais..

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011