Resenha: Simplesmente Ana

by - sexta-feira, agosto 30, 2013

Olá pessoal,

Vamos de resenha de um livro nacional, agora "Simplesmente Ana" da Marina Carvalho.

Autora: Marina Carvalho
Páginas: 304
Ano: 2013
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha… Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex. Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro. A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam. Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.

“Não seja dramática. Você tem que ir porque é a outra metade da sua história. Ser mineira, de BH, estudante de direito e apaixonada pelo abestalhado do Arthur é fácil. Você tira de letra. Só que você não é só isso e precisa descobrir como é ser de outro jeito, mesmo que depois prefira a forma antiga.” 

Ao começar a ler Simplesmente Ana já percebi que seria um livro que me sentiria confortável com a leitura, devido à escrita delicada e tão gostosa de Marina Carvalho. Os acontecimentos iniciais, e a forma como Ana descobriu ser uma princesa achei que aconteceram de forma rápida demais, e um pouco irreal. Entretanto, mesmo assim continuei com a leitura, e não me arrependi.
Com uma narrativa suave, conhecemos essa personagem, uma mineirinha que era como qualquer outra garota de sua idade. A facilidade que temos de nos identificarmos com ela é enorme. A autora a compôs de uma forma que nos sentimos próximos a essa personagem. Já Alex, o menino irritante, mas ao mesmo tempo lindo, também consegue chamar a atenção do leitor (principalmente das leitoras rsrs). No começo, confesso que não gostava dele, mas depois acabei também me rendendo a esse personagem que nos arranca suspiros.
Gostei da forma como foi criada a relação entre essas duas personagens, embora bem previsível, percebemos que Marina teve cuidado ao escrevê-las. Também não devemos nos esquecer de tudo que Ana teve que enfrentar, sua vida mudada de uma hora para outra e tudo em que acreditava em instantes ruiu. Ela foi forte ao lidar com tudo isso, de cabeça levantada, procurando entender os motivos e não ficar se lamentando, etc.
Muitos o comparam a Diário de uma princesa, da Meg Cabot, há semelhanças? Sim, há. Mas Simplesmente Ana é um livro único, uma história própria, que se prestado bem a atenção, e lido, vocês verão que são séries bem distintas.
Um livro repleto de cenas engraçadas, romântico e cativante. Foi isso que senti com essa leitura. Ele te prende e você o lê rapidamente. Não é meu estilo de livro preferido, talvez minha idade influencie, mas tenho certeza que se o lesse anos atrás eu o amaria ainda mais. Entretanto, para o público ao qual ele foi escrito, se encaixa perfeitamente.
Não há dúvidas sobre o talento de Marina para literatura, ela tem conhecimento, experiência, e um jeito meigo de escrever, o que a faz ser uma grande autora nacional atualmente. Quero ler mais de suas obras. Percebe-se o carinho com a diagramação, desde interna até a externa, e o cenário do livro também é lindo, você realmente se sente em Krósvia. Se recomendo? Claro! Foi uma leitura prazerosa, que me rendeu boas risadas e Ana me encantou com seu jeitinho irônico e todo fofo de ser.


Leia também

11 comentários

  1. Fiquei curiosa com o livro desde que via a capa ,então li a sinopse e me encantei. Agora você me tirou a dúvida e fez querer ler o primeiro livro de Marina Carvalho.

    ResponderExcluir
  2. Ótima resenha! Eu com certeza leria, não tá entre os que eu mais desejo no momento, mas acho que é o meu medinho de que ela seja parecida com Mia, da Meg Cabot, que eu simplesmente odiava! Mas que me fez ler todos os livros, então não sei bem se isso é ódio, HAHAHAHA
    www.literallypitseleh.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oie :)

    Nossa eu preciso urgentemente desse livro, irei comprá-lo amanha e por todas as resenhas que li do mesmo acho que vou adorar hahaha, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  4. Eu ainda não li, mas já esta na minha lista! Sempre vejo bons comentários sobre o livro!Tua resenha foi bem detalhista ao fato de ser uma leitura leve e gostosa!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Eu achei esse livro maravilhosoooo! Não consegui parar de ler. Quase virei à noite lendo. Achei muito semelhante com O Diário da Princesa (o filme, pois não li o livro) e a capa é muito bonita.

    ResponderExcluir
  6. Confesso que não tinha me interessado pelo livro... Mas a sua resenha me deixou com um gostinho de quero mais... Acho que vou dar uma pesquisada para adquiri-lo...

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Daiane! Eu adorei esse livro! Eu fiquei muito feliz que as minhas expectativas foram atendidas em relação à ele. A capa é linda e eu esperava um conto de fadas moderno e foi isso o que eu tive! amei tudo, as musicas, as citações (teve até meg cabot! haha) e o fato de o facebook estar presente dá um ar tão mais legal em tudo! adoorei a resenha!
    beijos!

    www.superbookaholic.com

    ResponderExcluir
  8. ainda não li, mas estou doida pra ler! Marina se tornou uma grande escritora de visão nacional e seu conto de fadas moderno promete conquistar!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Comecei a ler este livro uns meses atras, mas nao dei continuidade. Achei a escrita da autora um pouco "criança" ainda. Nao q ela nao escreva bem, mas ela varia mto os tempos: uma hora narra no presente, na outra narra no passado, mesmo a cena seja a mesma, isso nao estava me agrando.
    vou retomar a leitura mais pra frente :D
    beijos
    http://nolimitedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Quando li pela primeira vez a sinopse lembrei imediatamente de O Diário de Uma Princesa, pois pelo menos a sinopse é bem parecida. Mas me deu vontade de ler mesmo assim, pois alem de sua resenha escutei diversos elogios.

    ResponderExcluir
  11. É inegável não ver semelhanças com muitos contos de fadas que vemos por aí. Bem cheio de clichês, mas como gosto deles, isso não é problema. Fora isso, a narrativa da Marina Carvalho me parece ser um dos pontos forte do livro. Bem curioso pra ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011