Resenha: Os 500

by - terça-feira, outubro 22, 2013

Fala, galera, aqui é o Gustavo e hoje eu voltei com resenha de um livro incrível. Confiram o que eu achei de Os 500:

Páginas: 312
Autor: Matthew Quirk
Ano: 2013
Editora: Paralela

Digamos que Mike Ford não teve uma juventude normal. Seu pai foi preso quando ele tinha 12 anos e sua mãe morreu de câncer alguns anos depois. Sem nenhum apoio familiar, ele acabou cometendo alguns delitos durante o período que passou sozinho. Querendo então dar um novo rumo à sua vida, decidiu se tornar um homem sério e andar na linha. E conseguiu. Está se formando em Direito em Harvard com ótimas notas.
Mas sua vida financeira vai de mal a pior. Está endividado e não sabe de onde vai tirar dinheiro para pagar o que deve. Até que, em uma aula na universidade, seu raciocínio e sua genialidade o ajudam, e depois de respostas inteligentes em um debate com Henry Davies (chefão do Grupo Davies, a melhor empresa de consultoria da cidade), ele é convidado pelo próprio a trabalhar em sua empresa, e lá, sua vida começa a mudar radicalmente. 
Mike é muito ambicioso e tem sede de poder. Ele vai descobrir que para crescer nesse ramo e no Grupo Davies, talvez tenha de usar artifícios desonestos. E aqui não estamos falando de pequenos delitos como os que cometia na adolescência, o peixe agora é maior. Bem maior.
Com o lema de Davies que "todo homem tem um preço. E uma vez que você descobre qual é, você se torna dono dele, de seu corpo e de sua alma", Mike começa um trabalho de mentir, persuadir e enganar pessoas para alcançar seus objetivos. 
Em ascenção na profissão, o protagonista vai começar a analisar até que ponto estar entre os 500 homens mais poderosos do mundo vale a pena.
Conhecendo melhor a empresa e seu chefe, Mike começa uma investigação arriscada, que fará com que toda a história tome outros rumos. Mas mexer no que está quieto pode ser muito perigoso, e quando se provoca os grandões, nada acaba bem.
Confesso que fui para Os 500 com certo receio. A sinopse não diz muita coisa sobre a história e eu fiquei com medo de a narrativa não me conquistar. Mesmo com um pé atrás decidi encarar o livro e caí fundo na trama e em suas infinitas possibilidades. Não me arrependo nem um pouco.
Conforme eu fui lendo, percebi que a história é muito detalhista e que realmente é difícil colocar muita informação em uma sinopse sem entregar coisas importantes da história. 
No início da narrativa, somos levados a conhecer muito de Mike, sua trajetória de vida, sua ambição, e eu fiquei impressionado com a intensidade do personagem, você não sabe o que ele vai fazer em seguida. Em um momento é calculista e você tem uma ideia do que vai acontecer, aí ele se precipita e faz algo sem pensar, é difícil entendê-lo durante boa parte da história. É claro que as circunstâncias o levam a ser calculista ou precipitado, mas em muitos momentos eu fiquei com a dúvida: ele é bom ou mau? Ele é um completo idiota ou um gênio?
A ganância (que é uma grande característica do personagem, se não for a maior) leva-o para um mundo sem volta. Um mundo cruel.
Grande parte da história é mais "teoria", o autor cria um esquema completo com todos os detalhes possíveis, e em alguns momentos isso me cansava. Eu queria mais da história, o meu desejo era ser surpreendido com algo bombástico, e isso não acontecia.
A narrativa de Matthew Quirk é densa, muitas informações vêm até você e parece que não vai ser possível associar a tudo. Até que o BOOM que eu tanto desejava acontece, a trama ganha um novo ritmo, e aí que o livro vale a pena.
Quando a "prática" chega à história, ação, correria, surpresas e tudo o que uma boa história tem direito é proporcionado ao leitor. Você tem medo do próximo passo dos personagens, e a cada capítulo o autor acrescenta um elemento que te deixa mais angustiado. É fantástico.
Uma pena o livro ficar tão bom para mais da metade da história. O início e toda a composição da trama toma muitas páginas e talvez quem goste de livros que já comecem com tudo não curta tanto Os 500. A dica é persistir, continuar, porque é surpreendente o que o autor consegue fazer de um ponto do livro até o final, são reviravoltas alucinantes.
Com o decorrer da história, consegui compreender Mike, todos seus medos, seus desejos, aos poucos ele mostra seu interior e tudo o que ele faz tem um sentido. Fiquei me questionando o que eu faria se estivesse no lugar dele e percebi que não teria sua coragem. Ele se arrisca, é motivado pelo que acredita, e é isso que faz dele um dos personagens mais fascinantes que já conheci. 
Os 500 também possui um romance um pouco conturbado, mas que dá um charme especial à história e que também é responsável por muitas ações dos personagens. 
A edição da obra está super caprichada, as folhas são amareladas, a diagramação é simples e a fonte é de bom tamanho. Parabéns a Editora Paralela pelo belo trabalho. 
Misturando ação, romance e suspense, Os 500 é um thriller majestoso sobre poder, ambição, mas principalmente, transformação.
Até que ponto VOCÊ iria por poder?





Leia também

6 comentários

  1. Discussões sobre ganância e suas consequências são muito relevantes. Quero ler esse livro.

    Bjs, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Ainda não conhecia o livro, mas gostei da resenha.
    O livro não faz muito meu gênero, mas acho que leria.

    BjO
    http://the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. é uma ótima pergunta, até que ponto iriamos por poder...
    parece uma história ótima mesmo, e acho que até um tapa na cara para alguns... fiquei bem interessada na história, e não conhecia o livro ainda!

    ResponderExcluir
  4. o desejo de poder e ambição nos cega muito e acho que o livro abordará essa questão em suas páginas, tudo tem um preço então devemos ter cuidado por onde andamos!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Achei a premissa desse livro super interessante. Gosto quando os protagonistas são mais reais e nada de ser 100% bonzinhos. Eu até entendo que no começo as coisas comecem devagar, pois só assim pra dar uma base mais sólida de toda a trama, mas que o autor saiba dosar muito bem, caso contrário, fica chata e maçante. Quero muito ter a oportunidade de ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro e achei muito interessante ele tratar de ganância e de um cara que, pelo visto, não mede esforços para conseguir o que quer.
    Fiquei no mínimo curiosa pela leitura.

    http://lisos-somos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011