Resenha: Veneno

by - domingo, novembro 24, 2013

Olá pessoal,

Vamos de resenha nova \o/ dessa vez do livro "Veneno".

Autora: Sarah Pinborough
Páginas: 223
Editora: Única
Ano: 2013

"Repense seus vilões"

Em “Veneno” da autora Sarah Pinborough, primeiro volume da trilogia Saga Encantos, a história de Branca de Neve é recontada, mas de uma forma muito mais madura e próxima do real. Todos têm a rainha má como a vilã, mas não paramos para pensar quais os motivos da mesma para agir assim. Em um reino distante um velho rei precisa partir para a batalha que está ocorrendo entre os reinos. Ele tem uma bela filha, a Branca de Neve, e também uma esposa jovem, linda e muito sexy, a rainha.
Branca de Neve está totalmente diferente nessa versão, ela não é aquela princesa perfeita a espera do amado príncipe, ao contrário, ela é feliz, gosta de festas, coisas simples, cavalgar, odeia ter que vestir aqueles vestidos apertados com corpetes, o que ela gosta mesmo é de suas calças de montaria e uma camisa. Sua beleza é exuberante, e isso meio que ‘enfeitiça’ as pessoas.

"A antiga rainha e sua filha tinham o amor do povo. Ela teria seu medo. Era uma emoção mais dura. Enquanto se virava, sentiu uma leve pontada no peito e se perguntou despreocupadamente se não seria uma parte de seu coração ficando mais negro e endurecido. Que bom! pensou. Quanto antes, melhor"

A rainha que também é lindíssima tem que mostrar que ela pode sim mandar no reino enquanto seu esposo estiver fora.  As pessoas não gostam dela, e claro que a mesma já percebeu isso, ela até então não tinha feito nada muito de grava a ninguém, mas se era preciso meter medo no coração do povo para mostrar quem manda ali, o faria com certeza. Para a madrasta, Branca está longe de ser uma dama, se parece mais com uma selvagem, e ela quer que a moça se porte mais como uma princesa, para assim se casar e então quem sabe deixar a rainha em paz indo para longe dali.
Branca de Neve não é perfeita, e para ser muito sincera não gostei dela. Já sua madrasta pode até ser má, mas em alguns momentos eu a compreendi, ela não é de todo assim, e também sua primeira intenção jamais foi matar a jovem.  O príncipe encantado é muito estranho, ele amava ver a Branca de Neve ali meio ‘morta’ naquele caixão de vidro, mas quando a conhece, bem, as coisas mudam, ele me assustou muito.
Isso é o mais incrível na história, a autora faz com que todos esses personagens que em nossas mentes já são estereotipados perderem suas fachadas, nos fazendo realmente pensar quem são os verdadeiros vilões. Não há personagens puros, inocentes, nem mesmo Branca de Neve, todos possuem falhas.
Mesmo tendo o foco em Branca de Neve, no livro há menções a outros contos tão conhecidos por nós, como a bruxa com a casa de doces que vive na floresta e atrai criancinhas para seu jantar, os sapatinhos de cristal, etc.
Já li diferentes versões dessa história, acredito que este foi o conto de fada que mais vezes li sobre, conheço diferentes adaptações, mas essa é a que mais me marcou. O realismo é uma marca forte na narrativa de Sarah, mais do que nos convencer ela nos faz refletir. O “felizes para sempre não existe”, e nesse livro também não, o que temos é um desfecho surpreendente, amargo e muito ousado.
Até agora estou pensando em quem são os vilões e quem são os mocinhos, tento gostar de Branca de Neve, mas não consigo, e até mesmo estou com medo dessa estranha e leve simpatia que tenho pela madrasta. Estão vendo como esse livro mexe com o leitor?
Percebi que a Branca e a rainha estavam num embate forte, uma queda de braços, ser bela é só uma característica e isso não é o fundamental, acredito que a real luta entre elas era a questão de “domínio de território”, ou mostrar quem era a fêmea alfa. A rainha não admitia que uma garotinha selvagem e mimada manchasse e mostrasse a todos que ela não se submetia a rainha. Ela queria mostrar as pessoas que poderia sim governar aquele reino, aliás, o que ela verdadeiramente queria era o poder, e Branca se mostrou um empecilho.
A autora tem uma narrativa forte, suas cenas são marcantes, ricas em sensualidade e sarcasmo. A diagramação está linda, há detalhes internos e também nos começos dos capítulos. A editora realmente caprichou.
Veneno é um livro envolvente, aqui os contos de fadas são revirados e mostrados sob uma nova face, uma versão corajosa criada por uma autora ainda mais. Chegou a hora das pessoas questionarem mais, e se esses contos de fadas possuem um fundo até mesmo próximo do terror?

Leia também

12 comentários

  1. Olá! A capa desse livro é linda e pelo que li aqui a história é super envolvente mesmo... Adoro livros com tons sarcásticos!

    Bjs, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  2. A capa é lindíssima ein?! Quando a vi pela primeira vez, não tinha chamando muito atenção... mas depois que li a premissa. E agora lendo uma resenha, esse livro deve ser muito bom. Contos de fadas não existe, tampouco os felizes para sempre. É verdade. Estou morrendo de curiosidade pela leitura desse livro. E realmente já li alguns lugares que a madrasta ganhou mais os leitores que a própria Branca de Neve. ahuaha

    ResponderExcluir
  3. Acho impossível uma capa melhor que essa. Mesmo que não houvesse o menor interesse no enredo, esse é um livro que eu teria apenas pra enfeitar a estante. rs Fiquei completamente apaixonada por essa capa, a editora Única realmente caprichou em termos estéticos. Falando sobre o enredo, eu adorei a proposta que a autora sugeriu. Desde criança, os contos de fadas nos direcionaram a uma ideia um pouco sonhadora, digamos assim. Personagens perfeitos, conflitos e sempre um final feliz. Achei interessante a autora humanizar um pouco mais as personagens, deixando claro que todos nós temos defeitos e motivos para sermos da forma que somos. Ultimamente ando evitando ler séries, mas essa é uma que eu leria, até porque parece ser um enredo que flui rapidamente, que cativa o leitor.

    http://umadosemaisforte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. gosto bastante desses recontos de fadas que estão surgindo, mas acho que Veneno não irá atingir as minhas expectativas
    parecia ser um livro ótimo, e eu estava super empolgada... mas quando começou a surgir resenhas dele, acabei me decepcionando um pouco...
    mas mesmo assim, ele ainda parece ser ótimo! não me lembro de ter visto nenhuma resenha com menos de 4 estrelas ainda...
    (acho que eu que sou muito exigente mesmo kkk)

    ResponderExcluir
  5. quando um livro consegue nos cativar dessa forma é brilhante, né?
    a fantasia tem que ser bem construida para ser sustentada e acredito que você sentiu isso
    ando gostando muito de ver novas versões de contos ja conhecidos
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. A capa é perfeita; e o livro também me chamou bastante a atenção. Com certeza vou le-lo.

    ResponderExcluir
  7. Ultimamente tem saído muitos livros contando as histórias das princesas da Disney, mas sempre com alguma alteração no enredo. Acho isso muito bacana.
    As pessoas precisam mesmo deixar a imaginação fluir, pensar e imaginar outras cenas que poderiam ter acontecido, até mesmo tornar mais real.
    Gostei desse livro, acho que vou ler algum dia.

    Beijos!

    P.S.: Vote na minha enquete AQUI, please!

    ResponderExcluir
  8. poxa pena que não é aquela capa americana q eu gosto, mas to doida pra ler esse livro
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  9. Essa capa é linda, adoro ler versões diferentes dos contos de fadas e esse me interessou bastante com certeza entrou na minha lista de desejados

    ResponderExcluir
  10. Eu gosto dessa coisa de recontar os clássicos, e a capa esta lindíssima (bem melhor que Feitiço...aquela eu achei medonha). Esta na minha lista de futuras leituras, mas acho que ainda vai demorar pra chegar nas minhas mãos...

    ResponderExcluir
  11. Como fã de Once Upon a Time, tô com grandes expectativas em relação a esse livro e espero não me decepcionar, pelo menos depois dessa sua resenha. Fiquei tão curiosa em relação a esse final que sinto que terei que fazer o impossível para ter esse livro logo.

    ResponderExcluir
  12. Acho essas adaptações dos contos de fadas clássicos um máximo. Gosto quando os autores ousam para recontar essas histórias, e nos deixe confusos em relação às personagens. Jamais iria me imaginar entendendo o porquê do vilão ser ruim, e pelo jeito, em "Veneno", podemos compreender tudo. Fiquei bem curioso pra ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011