Resenha: O Presente

by - domingo, dezembro 29, 2013

Olá pessoal,

Bora de resenha (fim de ano movimentado no blog, cheio de resenhas \o/). Agora é a vez de "O Presente" da linda Cecelia Ahern. Espero que gostem ;)

Autora: Cecelia Ahern 
Páginas: 317
Ano: 2013
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Todos os dias, Lou Suffern luta contra o tempo. Ele tem sempre dois lugares para ir, tem sempre duas coisas a fazer. Quando dorme, sonha com os planos do dia seguinte, e, quando está em casa, com a esposa e os filhos, sua mente está, invariavelmente, em outro lugar. Numa manhã de inverno, Lou encontra Gabe, um morador de rua, sentado no chão, sob o frio e a neve, do lado de fora do imenso edifício onde Suffern trabalha. Os dois começam a conversar, e Lou fica muito intrigado com as informações que recebe de Gabe; informações de alguém que tem observado uniões improváveis entre os colegas de trabalho de Lou, como os encontros da moça de sapatos Loubotin com o rapaz de sapatos pretos... Ansioso por saber de tudo e por manter o controle sobre tudo, Lou entende que seria bom ter Gabe por perto — para ajudá-lo a desmascarar associações que se formam fora de suas vistas — e lhe oferece um emprego. Mas logo o executivo arrepende-se de ajudar Gabe: sua presença o perturba. O ex-mendigo parece estar em dois lugares ao mesmo tempo, e, além disso, Gabe lhe fala umas coisas muito incomuns, como se soubesse do que não deveria saber... Quando começa a entender quem é realmente Gabe, e o que ele faz em sua vida, o executivo percebe que passará pela mais dura das provações. Esta história é sobre uma pessoa que descobre quem é. Sobre uma pessoa cujo interior é revelado a todos que a estimam. E todos são revelados a ela. No momento certo.


"Lou Suffern, como você pode ver, não sabia que uma pessoa poderia ser acordada se seus olhos já estivessem abertos (...) As sirenes de alarme estavam tocando cada vez mais alto em seus ouvidos, e ninguém além  do seu inconsciente conseguia ouvi-las. Ele estava tentando ignorá-las, tentando apertar o botão 'soneca' para que pudesse se entregar ao estilo de vida no qual se setia bem, mas que não estava funcionando. Não sabia que era impossível dizer à vida quando ele estaria pronto para aprender, e a vida estava lhe dizendo que estava preparada para ensinar."

Antes de começar a conversar com vocês sobre essa deliciosa obra de Cecelia Ahern, pausa para olharmos essa capa. Eu AMO essa capa, me apaixonei por ela desde a primeira vez que a vi, as cores são as minhas preferidas: azul e rosa, e é tão linda, é uma das minhas preferidas na estante. Agora que comecei a resenha pelo fim rsrs, geralmente deixo para falar da capa e da diagramação no parágrafo final, vamos enfim dissertar sobre O presente, um dos livros mais lindos que li esse ano.
Como já escrevi uma vez aqui no blog, Ahern tem um estilo especial de escrita e suas histórias são sempre inovadoras e emocionantes. Em O presente temos Lou como protagonista, um homem de negócios, com uma família linda, mas que nunca tem tempo para eles. Ele vive correndo, literalmente, entre um compromisso e outro, e dá umas 'escapadas' no casamento. Sempre ambicioso, não para nunca e vive para o trabalho. Um dia ele conhece Gabe, um mendigo, quando conversam percebe o quanto o rapaz é observador, e assim dá um emprego a ele na empresa. Lou pensa que isso foi um ato de generosidade, mas Gabe parece estar em dois lugares ao mesmo tempo, é inteligente, e diz coisas que nenhuma outra pessoa desconhecida saberia. Mas quem será Gabe? Por que ele é tão misterioso? E o que ele está fazendo na vida de Lou?
O Presente é um livro que acima de tudo vem nos trazer um grande aprendizado, é impossível não ler e parar pensar sobre. Assim como Lou muitas pessoas não param, como se fossem robôs foca somente em seu objetivo, sem olhar para os lados e principalmente sem olhar para as pessoas ao seu redor. Como afirma Cecelia, o tempo está sempre passando, e cada segundo que se move no ponteiro do relógio não volta para trás, e cada hora, segundo, deixam marcas em nossas vidas. 
Dificilmente pensamos sobre a brevidade das coisas, às vezes nos esquecemos de desacelerar, é como se assim como Lou estivéssemos sempre acelerando, e olhando para frente. O 'despertar' um dia chega e você para, olha para os lados e vê onde está e por tudo que passou e que não poderá recuperar. As oportunidades, os abraços, os sorrisos... Assim percebe que enquanto acelerava, como se sua vida fosse um automóvel, focou somente na estrada a sua frente, e se esqueceu de olhar a paisagem ao redor. E nem sempre o ponto de chegada é o que te trará a felicidade, talvez você a encontre no meio do caminho, entre uma curva e outra.
Quando terminei de ler O Presente fiquei chocada e emocionada, Ahern nos dá uma lição com seu personagem que poucos autores conseguem. Ela tem um jeito especial de narrar, algo mais sensitivo, não há como não imaginar e não sentir suas palavras, as metáforas utilizadas se encaixam perfeitamente e possibilitam ao leitor esse aconchego durante a leitura em suas páginas.
Há um toque mágico em todas as suas obras, e você sente que tudo aquilo é possível, é real, mesmo se tratando de uma ficção, é esse casamento perfeito entre magia e realidade que torna Ahern uma escritora tão especial. Algo muda em você depois que termina a leitura, é perceptível isso, ela planta uma sementinha, aquela que vai te fazer pensar na história por dias, meses... E te fará refletir sobre suas próprias ações, vidas, e nesse caso sobre o seu tempo.
Recomendar é pouco, eu desejo que vocês leiam esse lançamento. O presente é simplesmente um presente para nós leitores! Não só como um ótimo livro, mas também como uma história para levarmos para vida toda. Se prepare para sorrir, chorar e se emocionar muito.

Leia também

10 comentários

  1. tenho vergonha em dizer que ainda não li nenhum dos livros da autora ;$
    mas confesso, este ai é o único que eu tenho curiosidade em ler...
    a história parece ser linda mesmo, e essa capa é incrível! achei que só gostava dela tanto assim hahaha

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você em cada ponto da resenha, de verdade. Esse livro realmente é emocionante e assim como você disse, uma história para levar para a vida toda. Quanto a capa, eu também fiquei apaixonada por ela assim que vi pela primeira vez kkkkk na verdade foi algo importante para me convencer a ler esta obra! Ótima resenha ^^'

    A propósito, feliz ano novo ^^"

    Beijos
    Polly - Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  3. Nossa pela resenha a história parece ser muito linda; e essa capa é muito linda também *-*
    Acho que irei lê-lo, gostei bastante.

    ResponderExcluir
  4. Oi Da, tem como não amar a escrita da Cecelia? eu amo de paixão
    esse é o uncio livro que ainda não tenho, mas espero em breve adquirir
    a reflexão que ela deixa no ar entre as páginas é o que cativa!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Pretendia comprar esse livro mais depois dessa resenha uiiiiiiiii preciso comprar nunca li um livro de natal '-'

    ResponderExcluir
  6. awwwwn eu adorei esse livro, uma excelente leitura!
    Beijos.
    http://www.garotadolivro.com/

    ResponderExcluir
  7. Oie!

    Estou bem curiosa com essa nova trama da Cecelia, =D

    Feliz 2014!

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu já li dois livros da autora e gostei bastante. Acho muito legal esse poder que a Cecelia tem de nos deixar reflexivos quando lemos suas obras. Em todas elas, ela faz questão de nos "deixar lições" de que precisamos prestar mais atenção à nossa vida. Enfim, mais um livro da autora que pretendo ler. E concordo com você, a capa está muito bonita mesmo.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  9. Não li nenhm livro da autora ainda... mas todo mundo sempre fala de ps eu te amo, lol. eu achei muito bonito toda essa reflexão que o livro propoe!! acho que sinceramente foi a descoberta do ano pra mim. (mas vou ter que dscordar com voce só na questão da capa, ficou bonito mais não tão tão. :)

    ResponderExcluir
  10. Dai, acredita que nunca li nada dela mas a vontade existe e é latente?
    Quero ler demais essa autora e espero que eu consiga.
    A resenha me convenceu.
    Obrigada e até mais,
    Ana.
    http://umlivroenadamais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011