Resenha: Porque você é minha

by - quinta-feira, dezembro 19, 2013

Olá pessoal!

Bora pra mais uma resenha da Semana Companhia das Letras, dessa vez do hot "Porque você é minha", lançado pela Editora Paralela. Atenção: Livro erótico, leitura não recomendada para menores de 18 anos. Post neutro, resenha não válida para o top comentarista.

Autora: Beth Kery
Páginas: 326
Ano: 2013
Editora: Paralela

Sinopse: Francesca nunca imaginou que ao ganhar um concurso de pintura da Noble Enterprises ela acabaria, na verdade, se entregando a uma paixão incontrolável. Mas quando recebe o prêmio e a atenção do grande empresário Ian Noble, ela é envolvida por sensações perturbadoras e deliciosas com as quais tem dificuldade de lidar. Não havia dúvida, Ian era um homem poderoso, bonito, provocante, mas por que ficar pensando em alguém que lhe causava temor e que nunca seria seu? No entanto, ele parece estar disposto a usar todas as suas armas para fazer Francesca ceder. Um jatinho particular, uma bela viagem a Paris, um encontro ousado em um museu público, uma noite romântica em um luxuoso hotel... Em pouco tempo, eles se envolvem intensamente, e por mais que seja inegável a paixão entre eles, Ian luta para se manter no controle e seus segredos testam Francesca - que fica desesperada pelo único homem que a deixou obcecada e que talvez seja o único que ela nunca poderá ter.



"Ele tremeu de modo incontrolável e fechou os olhos com força, sentindo mais uma contração abalá-lo, gravando a imagem dela em sua mente. Como era possível que uma moça inexperiente o deixasse tão descontrolado, tão acabado, como conseguia virá-lo do avesso até deixá-lo exposto, nu, da mesma maneira que ele insistia para que ela ficasse?"

Porque você é minha, de Beth Kery, reúne a série completa do e-book seriado que foi lançado originalmente em e-book só que por partes. Neste romance somos apresentados a Francesca, uma jovem inexperiente, estudante de Mestrado em Artes que ganhou um concurso patrocinado pelo empresário Ian Noble. Na noite de comemoração ao prêmio eles se conhecem, e a atração logo se instaura.
Ian é um homem experiente, porém com gostos peculiares e exigentes. Ele convida Francesca a pintar um grande quadro que será colocado na recepção de sua empresa. A imagem a ser pintada é a que Ian vê através de sua varanda, num grande apartamento em Chicago. À medida que Francesca e ele vão tendo mais contato, aquela atração inicial começa a se tornar mais intensa. Entretanto os dois têm segredos demais, lutar contra essa paixão parece impossível e o que temos são páginas cheias de romance e erotismo.
Francesca não é uma mulher com muitas experiências, seu envolvimento com Ian lhe traz muito mais que a descoberta de sua própria sexualidade, lhe proporciona também um autodescobrimento sobre sua vida. Embora a relação entre quadro paredes seja puramente de sexo, a jovem amadurece com o decorrer da história tanto como pessoa quanto como mulher. Ian é um dominador nato, controlador não apenas no sexo, mas também agindo assim sobre a vida daqueles que ama, com a intenção de protegê-los. 
Ambos possuem traumas, e embora isso possa parecer clichê, não consegui enxergar essa característica como algo negativo no livro, ao contrário, foi algo necessário e muito bem trabalhado por Kery na vida de seus personagens dando ao livro um aspecto maior de profundidade em sua história. Francesca e Ian são personagens são palpáveis, ambos sofreram e trazem marcas do passado as quais denominam seus estilos de vidas atuais, a relação entre eles à medida que se aprofunda vai dando oportunidade a eles de se reconhecerem, e entenderem melhor não só um ao outro, mas também a si próprios.
A narrativa em terceira, com os focos oscilando entre Francesca e Ian, permite-nos conhecê-los a fundo e entender seus sentimentos e reações. Kery conduz sua história de uma maneira contagiante e envolvente, é impossível não se pegar desejando pela próxima parte, ela termina cada uma de uma forma que nos deixa satisfeitos pelo rumo que a história vai tomando e também ansiosa pelo destino que eles terão.
A mescla entre arte e literatura e até mesmo sexo dão um aspecto sutil a obra de sensualidade. Há algo sublime em algumas cenas que a autora narra, a forma como a arte é acrescentada trazida para dentro de sua obra, tudo isso ligado a uma paixão de tirar o folego e ao erotismo, fazem com que o sexo transpareça no livro não somente como algo carnal, mas também como uma forma de redenção da alma humana ao sentimento mais forte que pode existir, o amor.
O enredo é muito bem construído, com todas as oscilações e transições perfeitamente estruturadas. A escrita é contagiante e de fácil leitura, e as cenas hot são cheias de detalhes, dando uma abertura para um submundo de descobertas e prazer. O desfecho foi delicado e apropriado, me deixando com uma sensação maravilhosa de conhecer uma história linda, que embora se pareça com tantas outras que já lemos ou conhecemos, torna-se diferente pela forma como a autora trabalha com seu enredo e seus personagens, e também pela profundidade apresentada através destes.
A diagramação está linda, assim como toda a parte interna e revisão, a editora mais uma vez fez um ótimo trabalho. Recomendadíssimo para todos os fãs de eróticos, Porque você é minha saiu da minha lista de curiosidades para a de favoritos, um romance que pretendo ler mais vezes e absorver mais dessa história tão cativante e bela.

Leia também

29 comentários

  1. pena que é só e-book, né?
    queria que fosse em fisico tambem!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a versão fisica flor ^^ e está linda :)

      Excluir
  2. Já conhecia esta série , puro erotismo, não li ainda ,rsrs mais tenho toda em pdf , parece que alguma editora irá publica-la , vi de relance em algum blog,mas não me recordo se é esta .

    http://raquel-ebooks.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Bom dia,

    Não conhecia o livro, mas não faz meu estilo...parabéns pela resenha...abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Daiane!
    Os romances eróticos estão em alta e de há muito já gosto deles.
    Me pareceu uma réplica a ideia do livro em relação ao 3 livro do 50 Tons de cinza.
    Ainda assim acredito que cada romance e autor tem sua própria dinâmica e merece uma leitura.

    FELIZ NATAL!!
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!
    " A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida. (Desconhecido)".

    ResponderExcluir
  5. Apaixonada pela capa, quero ler logo!

    ResponderExcluir
  6. Oiii bom você é fã de hot e sabe diferenciar bem os estilos, se você deu nota máxima e favoritou o livro com certeza devo dar uma chance, leio hots mas não são meus preferidos, mas adoro diversificar meus estilos, e essa foi uma história que me deixou muito curiosa. Parabéns pela resenha.

    Beijos!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Já tinha visto os e-books deste livro e fui capaz de vê-lo na livraria, então pela capa e pelo enredo que conhecia, fiquei curiosa.
    Eu gostei da temática e da sua resenha, quem sabe dê uma chance?
    Beijos e até,
    Ana.
    http://umlivroenadamais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Depois de 50 tons de cinza,erotismo estar em alta,gostei do enredo parabéns pela resenha!
    http://lendoaprendendoevivendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Muito interessante a resenha, pretendo ler o livro em breve.

    ResponderExcluir
  10. Definitivamente esse é um tipo de gênero que eu não gosto, acho que é o único. Mas respeito a opinião dos que curtem (:

    ResponderExcluir
  11. Nossa que história caliente é essa? Fiquei curiosa com esse tal de Ian. tomara que Francesca de conta do recado, senão vai sofrer o cão com o garanhão. Ai ai Ansiosa pra ler este romance. Amei.

    ResponderExcluir
  12. Nunca tinha visto esse livro...a história me parece ser comum a outras que já li,as vezes é bom sair de foco de apenas dos YA..
    Bjs'

    ResponderExcluir
  13. Vou recomendar esse para alguns amigos!

    ResponderExcluir
  14. Nunca escutei falar neste livro!Gostei da resenha,mas o livro não faz o meu estilo!Beijos

    ResponderExcluir
  15. Eu não me importo com clichês, mas eles precisam ser muito bem trabalhados, e me parece que, nesse caso, a parte dos traumas teve um bom desenvolvimento. Outra coisa que aprecio é quando a narrativa tem mais de um ponto de vista, seja ela em primeira ou terceira pessoa.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  16. Eu não leio livros desse gênero, não por ter qualquer problema com temas eróticos, mas porque eles realmente pecam no conteúdo, na elaboração da história, sendo julgados apenas pelo fato de cumprirem ou não sua proposta. Nada contra quem gosta, mas eu jamais leria um livro só pelo fato de ser erótico, não me importo se tiver uma passagem assim em meio a um livro com outro tema, mas se tratando só disso eu não vejo motivo para ler. Claro, questão de gosto, mas realmente não faz o meu tipo e até hoje eu não vi nenhum desse gênero que fuja do enredo clichê e que me atraísse o mínimo que fosse, então dispenso qualquer que seja, mas pra quem gosta, esse parece uma boa dica. ;D

    ResponderExcluir
  17. Não gosto muito de livro desse gênero, mas vou recomenda-lo para uns amigos que gostam

    ResponderExcluir
  18. Não é meu gênero favorito e achei a história meio clichê. De qualquer forma, a resenha está ótima e quem gosta deste tipo de livro, lerá com certeza.

    ResponderExcluir
  19. é meio clichê, não é dos meus gêneros favoritos, mas vou dar uma chance ao livro

    ResponderExcluir
  20. Não conhecia esta série, já estou anotando o nome para procurar.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  21. Wow! hot hot hot me lembrou bastante 50 tons de cinza ;P

    ResponderExcluir
  22. O livro parece ser ótimo fiquei doida pra ler!

    ResponderExcluir
  23. Não conhecia o livro mas no momento estou dando um tempo dos eróticos, porque os enredos me parecem sempre iguais. Mas pela sua resenha, parece ser uma história bem escrita e bem desenvolvida. Quem sabe mais pra frente eu me arrisque na leitura?

    ResponderExcluir
  24. Apesar do livro parecer bom, mas creio que seria mesmo para os que amam leitura erótica, não gosto muito, portanto não leria.

    ResponderExcluir
  25. não sei, não tinha lido nada até então sobre o livro, e esta é a primeira resenha que vejo... mas sinceramente, não me interessei.
    parece ser uma trama onde há mais sexo do que história e romance envolvido...

    ResponderExcluir
  26. Também não faz muito meu estilo... acho que é um dos únicos tipos de gênero que eu não me interesso... mas também respeito a opinião dos que gostam! Enfim, parabéns pela resenha! ^^

    ResponderExcluir
  27. Oiiiiii eu tenho gostado bastante desse gênero, gosto tanto da mistura entre sexo e romantismo como de sexo com mais 'ação' e menos romance. Acho válido os dois estilos.
    O título eu já tinha visto mas nunca tinha lido uma resenha sobre ele.

    ResponderExcluir
  28. A única coisa erótica que li foi 50 tons, e as pessoas parecem estar viciadas no tema, mas não tenho vontade de ler algo do tipo de novo. A protagonista é sempre inexperiente e bobinha, parece a mesma história sendo contada por outra autora.
    Mas seus comentários são super positivos, e sua nota mais ainda, talvez valha a pena em uma tarde de tédio.

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011