Resenha: A amante infiel

by - quarta-feira, fevereiro 12, 2014

Autora: Jessica Brody
Páginas: 495
Ano: 2013
Editora: Novo Século
Nota: 4/5

Sinopse: Descubra os segredos de A amante infiel, o romance em que fidelidades serão testadas. Jennifer Hunter é uma belíssima mulher, mas com um trabalho pouco convencional. Com uma identidade secreta, ela ficou conhecida como Ashlyn e, nos últimos dois anos, tem sido contratada por esposas e namoradas desconfiadas para aplicar uma “inspeção de fidelidade” em seus parceiros. Porém, a vida dupla de Jennifer começa a cobrar seu preço e seus dias de inspetora de fidelidade parecem estar contados quando surge o sexy e elegante Jamie Richards. Mesmo sabendo que não há espaço para romances em sua vida, ela se vê atraída por ele e, aos poucos, vai se apaixonando. Mas antes que aposente sua identidade secreta pelo amor verdadeiro, ela assume uma última missão. Um trabalho que irá alterar para sempre suas percepções de confiança, honestidade e amor.

Lembro-me que me interessei por esse livro justamente pelo título A amante infiel, senti que havia um leve paradoxo curioso, e junto com a capa e a sinopse logo soube que queria lê-lo. Até então não tinha lido nada da autora, mas já vi muitos comentários positivos a respeito de seu outro livro "Karma club" também lançado pela Novo Século.

A proposta e enredo desse livro são curiosos, Jennifer Hunter é uma inspetora de fidelidade, contratada por mulheres ricas, para aplicar uma inspeção a fim de saber se seus namorados ou esposos eram fieis ou não. Em seu trabalho ela usa outra identidade: Ashlyn. Tudo na sua profissão é muito sigiloso, nem sua família e seus amigos sabem qual é a real profissão de Jennifer, para eles ela é uma mulher de negócios. Mas na verdade seu trabalho é testar os maridos/noivos/namorados usando de diferentes estratégias, estudando bem seu alvo, e toda a ação tem que partir dos homens, ou seja, ela não os induz a nada, eles é que tomam a iniciativa. Seu objetivo é desmascarar, e levar o resultado para suas clientes.

Durante a narrativa, em primeira pessoa, vamos conhecendo todas as técnicas usadas por Jennifer, tudo é calculado, cada passo da 'sedução' e também sua relação com os clientes. Ela é muito profissional no que faz e tenta manter suas emoções de fora. Enquanto a vemos agir nos diferentes casos que surgem passamos também a ver um pouco do seu passado e o trauma que enfrentou na infância. Isso meio que justifica o porquê de suas convicções e escolha de carreira.

"Com toda a sinceridade, às vezes eu me sentia como uma pequena versão do Super-Homem: usando fantasias arrasadoras que acentuavam o corpo, voando de cidade em cidade para lutar contra o mal da infidelidade. Eu tinha até minha própria identidade secreta."

As personagens Jenni, também seu lado secreto, Ash, Jamie, o homem que a faz repensar suas convicções e se apaixonar depois de tanto tempo, e suas amigas: Zoe, Sophie e John, foram bem compostos e deram um toque mais divertido também ao livro. A história é instigante, é diferente do que estamos acostumados a ler e sabe envolver bem o leitor, deixando-nos curiosos e até mesmo ansiosos durante a leitura. Conseguimos entender os sentimentos de Jenni, e as reflexões proposta pela autora, o que fez com que o livro não se torne vago, dosando bem todos os itens. Todo o enredo foi bem construído, mas em alguns momentos acredito que houve alguns exageros nos detalhes.

São vários casos que a personagem resolve, e todos são minimamente detalhados, a escrita de Brody já traz essa característica, e por conta disso às vezes ficava um pouco cansativo de ler. Também senti falta de um pouco mais de humor, não que ele não tenha, até tem, mas acho que a autora poderia ter abusado um pouco mais desse item. Essas foram as características que considero negativas, e fez com que o livro perdesse alguns pontos comigo.

A amante infiel teve um bom desfecho que conseguiu também me surpreender. Não sabia que ele tinha continuação, e não gostei muito desse fato, entretanto lerei, pois gostei desse primeiro volume. A edição etá belíssima, desde a capa que pode enganar alguns leitores levando-os a pensar que é um erótico, mas não é rsrs até a parte interna, com páginas amareladas e boa fonte, também está bem revisado.

Para quem gosta do gênero chick-lit, com certeza vale a pena colocá-lo na lista de futuras leituras. Pensei que demoraria mais para lê-lo, mas até que a leitura fluiu bem. Gostei da escrita de Brody, apesar do excesso de detalhes, seus personagens possuem uma personalidade que nos é palpável, e sua história tem originalidade, pois soube como trabalhar o tema fidelidade e infidelidade de forma coesa. Ao mesmo tempo que nos entretém nos leva a refletir junto com Jenni durante toda a trama,  a qual pode pode parecer superficial, mas acredite, não é nem um pouco! É um bom livro na verdade e que vale a pena ser lido.

Leia também

26 comentários

  1. Gostei do livro, parece ser um livro bem interessante, gostei da sinopse e da resenha... è um livro que eu leria :)

    ResponderExcluir
  2. Olá Daiane!!
    Amante Infiel é um título bem chamativo mesmo!!! Essa capa é maravilhosa e achei interessante o fato da escrita fluir, o desfecho ser impressionante e sobre o tema do livro: uma mulher que é detetive digamos amorosa, hahha, deve ser um livro super bacana, mas não me interessei muito em ler! mas que bom que você curtiu a leitura flor!!!

    Beijos!

    http://meudiariojk.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu pensei que este livro fosse sobre outra coisa pelo título.. mas felizmente não é! rs
    Gostei demais da premissa da história. Aliás, o ponto que você achou negativo pode ser um diferencial positivo para mim, gosto bastante de narrativas mais detalhadas.
    Espero ler em breve.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Sou mais uma que achou que a capa lembra algo erótico. ahuahuah O enredo parece ser legal, mas essas partes que se tornaram cansativas e o livro ter continuação são pontos que desestimulam a leitura. rs Apesar de querer ler, porque o enredo é bem instigante. Mas não sei quando lerei, nem se o farei pra falar a verdade. rs

    ResponderExcluir
  5. Achei a trama bem interessante e gostaria de saber um pouco mais sobre as técnicas da Jenni e de seu passado.
    Fiquei super contente em saber que não é mais um erótico! Que bom!
    Pena que a narrativa é um pouco cansativa e não tão bem humorada.

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro, mas parece bem interessante. Já pensou se a moda pega e temos profissionais como a protagonista? Seria o caos, já que na nossa cultura os homens são incentivados a trair – o que não justifica a traição, obviamente, mas a torna muito mais comum do que provavelmente o é no livro.
    Apesar de ter achado a ideia interessante, me parece que não tem "aquele" ingrediente secreto que torna a vida da personagem mais atraente ao leitor… "Aquele" romance talvez? Não sei, pela sua crítica, senti falta de algo mais. Não acho que lerei o livro, mas achei bastante criativo.

    www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir

  7. Já que o desfecho foi bom não vou sentir necessidade de continuar, já que séries estão me cansando.
    Gostei muito da resenha. A estória é bem original e bem palpável também; se a moda pega... hehehe...

    Senti que o romance pode mudar o rumo da estória e da profissão da Jennifer.

    Quero ler para saber como ela se envolve com os homens, o que rola de fato...
    E como ela se apaixona.

    Parabéns pela resenha.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Achei a estória demais. Estou super curiosa a respeito da profissão da personagem. Muito interessante. Acho que vou trabalhar com isso também. O que mais se tem é homem infiel . Imagina o quanto iria ganhar? Adorei. Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Já li karma Club e o livro foi bom, no caso a estória foi boa, mas realmente é uma descrição minimalista e as vezes até sem graça, a história tinha tudo para ser boa mas não curti muito a forma e escrita da autora, eu achei a premissa de Amante Infiel muito interessante, mas depois dos pontos negativos e dos positivos que vc explicitou fico na dúvida se dou ou não uma chance a obra.

    ResponderExcluir
  10. livro com continuação não está no topo dos meus desejos, mas achei muito criativo o enredo criado para o desenvolvimento da trama, de esplêndida criatividade
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Jessica Brody não é a autora de Karma Club? Gente, até ela tá nos eróticos? Ok, ok, o livro não é erótico e sim um chick-lit meio Sex in the City, mas a capa e o nome bem que fazem leitores desavisados pensarem isso...

    ResponderExcluir
  12. Oi Tainá, a capa engana bem, pois pensei que fosse um gênero bem diferente, bom saber que tem mais coisas no meio. Anotei a dica.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  13. nem tinha me tocado que a autora deste é o memso de Karma Club kkk
    ah, eu já tinha lido a sinopse dele e me interessado, mas agora, depois desta sua resenha, fiquei mais curiosa ainda hahaha
    nunca li nada da autora, mas por ser um chick-lit a leitura deve ser bem fluida mesmo
    quero ler :D

    ResponderExcluir
  14. Oiee

    Logo que vi a capa pensei que fosse um livro hot mesmo kkk nunca imaginaria que seria um chick lit, gosto desse genero para sair das ressacas literárias ou ficar mais de boa depois de uma leitura pesada.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  15. Eu ainda não tinha ouvido falar sobre esse livro, mas só lendo sua resenha fiquei com gostinho de quero mais, quero entrar no universo da Jessica e conhecer um pouco mas sobre a Jennifer e esse seu trabalho pra lá de entranho, mas fiquei com um pé atras por ter continuação estou fugindo por enquanto de livros com continuações, mas que eu quero ler esse agora eu quero, vou esperar mas um pouco.
    Beiijos *-*

    ResponderExcluir
  16. A capa realmente dá a impressão que se trata de um romance erótico, achei a sinopse bem interessante acho que nunca li uma história assim, só não gostei do fato de ter continuação

    ResponderExcluir
  17. Eu gostei TANTO desse livro....até comentei no Twitter que a NS deixou a desejar no MKT dele, pois é um chick-lit muito bom, nível Marian Keyes (eu achei!).

    Tbm não gostei de saber que tem continuação, pois fiquei satisfeita com o desfecho, mas como você, pretendo ler de qualquer forma, hehehe :)

    Beijos!
    Lygia - Brincando com Livros

    ResponderExcluir
  18. O livro parece ser bem interessante mesmo, nossa realmente a capa e o titulo nos enganam eu pensei que era um erótico, gostei muito do enredo, e que profissão é essa hein, só quem tem dinheiro mesmo para contratar alguém para fazer isso, parece ser divertido.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  19. Ser amante de alguém quando se está comprometida já é ser infiel, agora imagina ser uma 'Amante Infiel'! Não sei se esse é o tipo de livro que eu leria, apesar do enredo que deixa qualquer um intrigado. Tenho que confessar que até eu me renderia a contratar essa amante se desconfiasse de meu companheiro... essa técnica de investigação é bem elaborada!

    ResponderExcluir
  20. Apesar da capa ter a mesma pegada das literaturas hot e eróticas (que por sinal deixa as capas sem muita criatividade), eu achei a sinopse muito interessante, lembrei daquele quadro de programa de TV onde mandavam um carinha para fazer o famoso TESTE DE FIDELIDADE. Fiquei curiosa para saber como se desenrola essa história

    ResponderExcluir
  21. Eu adorei a capa, achei linda demais e melhor ainda por não ser hot! To correndo de livros assim, gostei da sua resenha, me deixou curioso.

    ResponderExcluir
  22. Pela capa, eu nunca pensaria que o livro está mais para chick-lit que para erótico! Mas pela sua resenha o livro parece se tratar de uma história bem diferente e instigante. Confesso que me interessei e despertou bastante minha curiosidade.

    ResponderExcluir
  23. Não me interessei. =/
    Pela capa, realmente dá a entender que é erótico! Nunca imaginaria um chick-lit, mas nenhum desses dois gêneros me agrada muito. quem sabe com o lançamento do próximo eu me interesse mais?

    ResponderExcluir
  24. Nunca imaginei que fosse um chick-lit, a capa está mais pra erótico... Não é um gênero que eu goste muito, mas a trama parece ser bem criativa e bem escrita.

    ResponderExcluir
  25. Quando eu vi a capa achei que fosse algo mais picante. Eu nunca li nada chick-lit, esse gênero não chama muito a minha atenção. Não fui atraída pela história apesar de que eu também achei o nome do livro interessante! "amante infiel"

    ResponderExcluir
  26. Realmente, a capa, sinopse e o título, enganam completamente. Esse livro me fez lembrar do podre "Teste de Fidelidade" do programa mais podre ainda do João Kléber. kkkkkkkk
    Gosto desses livros que parecem ser superficiais, mas na verdade nos deixam reflexões bem legais. Achei esse livro bem interessante. Espero ler em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011