Resenha: Bling Ring - A gangue de Hollywood

by - sexta-feira, fevereiro 21, 2014

Autora: Nancy Jo Sales
Páginas: 272
Ano: 2013
Editora: Intrínseca
Nota: 5/5

Sinopse: Entre 2008 e 2009, as residências de Lindsay Lohan, Orlando Bloom, Paris Hilton e diversas outras celebridades foram invadidas e saqueadas. Os ladrões, um grupo de jovens criados em um endinheirado subúrbio de Los Angeles, levaram o equivalente a 3 milhões de dólares em joias, dinheiro e artigos de grife, como relógios Rolex, bolsas Louis Vuitton, perfumes Chanel e jaquetas Diane von Furstenberg. As notícias surpreendentes sobre o caso chocaram Hollywood e intrigaram o mundo. Por que esses garotos, que em nada correspondiam à tradicional imagem dos bandidos, realizaram crimes tão ousados?
A jornalista Nancy Jo Sales entrevistou todos os envolvidos, incluindo os pais e os advogados dos jovens, e até mesmo as celebridades que sofreram os assaltos. Em Bling Ring: a gangue de Hollywood, ela apresenta todos os detalhes de uma das quadrilhas mais audaciosas de nossos tempos. A história real também inspirou o filme de Sofia Coppola, estrelado por Emma Watson.

Desde que foi lançado Bling Ring me deixava curiosa e ansiosa para ler. Escrito pela jornalista Nancy Jo Sales, o livro traz um relato jornalístico sobre o grupo de adolescentes que ficaram famosos após roubarem casas de famosos como: Paris Hilton, Orlando Bloom, Lindsay Lohan. Sales entrevistou Nick, um dos envolvidos que confessou todo o crime a policia e também divulgou os nomes dos demais integrantes do grupo à mesma.

Sales ao mesmo tempo em que nos conta as ações da Bling Ring, juntamente com trechos da entrevista de Nick, faz análises com o que estava acontecendo no país na época, o que influenciava os jovens, e a repercussão midiática dos artistas escolhidos como alvo. O que temos é um livro que vai além, que se aprofunda tanto na história quanto em pesquisas e faz com que vejamos o caso por diversos ângulos. Afinal o que levava esse grupo a cometer esses atos, como era a decisão de quem deveria ser roubado, o que os motivava?

Quando comecei a leitura uma coisa me atraia, ficava em meu inconsciente, sempre vemos famosos, nossos ídolos pops etc. como alguém com alguma "superioridade" o nome já diz "ídolos", vê-los como pessoas normais (como são) e tão vulneráveis a coisas que todos nós "mortais" estamos sujeitos faz com que vejamos uma face deles que não estamos tão acostumados. Pois quem diria que Paris Hilton guardaria a chave de sua mansão embaixo do capacho da porta de entrada?  (fiquei de cara com isso). Ou o fato de alguns famosos deixarem as câmeras desligadas, pois "quem teria coragem de entrar e roubar mesmo"? Porém mesmo sendo de famosos, roubo é roubo, o que é um crime. E tudo foi feito de uma forma tão fácil, como localizar o endereço pelo google, ver pelas redes sociais dos famosos se eles estariam em casa naquela noite, e entrar assim..., lembra uma história de hollywoodiana, só que dessa vez real.

"Porque o problema não eram as coisas roubadas, era o fato de alguém ter entrado no único lugar do mundo onde eu tenho privacidade" – Lindsay Lohan
"(...) Não que ele se importasse com o fato de Rachel levar algumas coisas de Paris - olha só para a casa da Paris, ela "tinha tudo". E ela "na verdade não contribuía para a sociedade", não era "um grande ator como Anthony Hopkins ou Johnny Depp, alguém realmente bom no que fazia". Ela era uma herdeira cabeça-oca (...) - Não via maldade naquilo - disse Nick. - Não estava ali roubando, digamos, algum cidadão trabalhador."

Assim nos aprofundamos na história desses adolescentes, em suas vidas, a sede por popularidade, o comportamento de Rachel quando invadia um closet, por exemplo, o fato de ir primeiro para as roupas, vestidos assinados por grandes estilistas, bolsas de grife, joias, e em paralelo com as análises feitas por Sales começamos a compreender como a mídia (e porque não celebridades?) pode influenciar o comportamento dos jovens. Para mim essas influências não justificam por completo as ações e os roubos, mas é inegável que é um dos catalisadores.

Bling Ring foi mais que eu esperava, vê-se o trabalho primoroso que a autora fez, pesquisas, as entrevistas também com famosos vítimas da gangue e as proporções que esses crimes tomaram. De início pensei que fosse um pouco de "ilusão" ou "sonho" dessas pessoas de entrarem na casa de uma estrela de Hollywood e brincar por um momento de que tudo aquilo é seu, mas eles foram além, se envolvendo cada vez mais no mundo do crime, e também das drogas. Como se esses itens o fizessem pertencer a aquele estilo de vida, e elevassem seus status.

Ainda não vi o filme (aquela velha mania minha de querer ler o livro primeiro), contudo agora estou muito curiosa para também assistir. Com certeza esse é um livro que vale a pena ler, completo, nos fazendo refletir e também se chocar com a dura realidade que a autora apresenta através de suas análises. Ela não quer nos convencer, mas sim mostrar os fatos e também fazer paralelos sociais. Alguns desses fatos chegam a ser irônicos, e nos faz pensar em tantos estereótipos presentes na sociedade e também na mídia.

A edição está bem trabalhada, como é um gênero de não ficção e tem base jornalística, há vários detalhes que nos permite um panorama completo, como em um documentário. Gostei da forma como Sales conduziu seu livro, dividindo-o em três partes e alternando bem os capítulos e os conteúdos apresentados, tornando essa história interessante instigando e levando o leitor a pensar: até que ponto as pessoas podem chegar para ter o gostinho da fama?

Leia também

26 comentários

  1. Sou louca para ler esse livro, tenho o e-book dele, mas ainda não li, o filme parece ser muito bom também, e é verdade nos parece que os famosos são algo nossa, mas ai percebemos que eles não passam de pessoas como nos. Quero muito ler esse livro.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi :)

    Assisti o filme e confesso que não gostei, o livro não me atrai muito, mas leria sem ganhasse-o de presente. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia esta gangue e seus crimes, hehe...
    Não me interessei pelo livro, não faz meu estilo.
    Mas pelo fundo de verdade, hehe, me interessei.
    Vou pensar mais sobre o assunto e ler este livro.
    Achei meio Robin Hood... sem a parte de roubar dos ricos para dar aos pobres (hehe) e a popularidade e tal...
    Gostei muito da sua resenha... parabéns.

    ResponderExcluir
  4. Vou ser bem do contra (rs), mas realmente não vejo atratividade nesta história. Apesar da autora ter feito uma boa pesquisa e escrito um livro envolvente, não consigo me interessar por essa coisa toda de adolescentes invadindo a intimidade de "famosos". rs
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Eu não consigo me interessar por esse livro, acho que pelo fato de ser mais puxado pro lado de documentário. Não curto muito não-ficções. Esse enredo não me chama atenção, de jeito nenhum. Acho que não curtiria a leitura, pra falar a verdade. Posso até vir a ler e morder a língua, mas como não tenho vontade... acho difícil isso acontecer. rs

    ResponderExcluir
  6. Eu vi o filme e adorei, sabia que era baseado em fatos reais mas só fui saber que tinha livro um tempinho depois! Na mesma hora fiqiei com vontade de ler, mas já tinha me esquecido disso haha valeu por lemntar. Eu fiquei curiosa para saber como ela fez todas essas pesquosas e entrevistas com os envolvidos e queria ver como eles descreveram como era enyrar no guarda-roupa dos famosos!

    ResponderExcluir
  7. Ganhei este livro a pouco tempo e ainda não tive a oportunidade de ler. Mais depois da resenha vou encarar o desafio e aproveitar pra ver se é tudo isso que li aqui. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Não li o livro e nem sabia que tinnha um filme , mas interessei bastante pela história.. com cereteza está na minha lista .
    Sempre achamos que as "celebridades" são inatingíveis ... Quando que imaginamos por exemplo que Paris Hilton deixaria a chave de sua mansão embaixo de um tapete. Coisas que "os pops" não pensam no dia a dia ..
    Imagina que sonho .. estar de frente á um closet (quero nem pensar) !!!

    ResponderExcluir
  9. ja li algumas resenhas, o livro com esse fundo jornalístico parece bem interessante, é tão incompreensível essa sede de poder, de ser popular! ao mesmo tempo os famosos são mostrados como o que são: humanos!

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. O gênero do livro não me atrai mas, pela sua resenha, tem uns detalhes bem curiosos.
    Acho que nesse caso, eu preferiria assistir ao filme! :)

    ResponderExcluir
  11. Noossa eu estou super curiosa pra ler esse livro, também tenho a mania de ler primeiro pra depois assistir, hehehe. Achei interessante a autora fazer a gente vê que os "ídolos" são pessoas que tem manias como a gente tem, uaaaau que absurdo o local onde Paris guardava a chave, hahahahah achei que isso fosse mania apenas de pobre, que usa o jargão: não tenho nada pra roubar. kkkkkk O livro parece ser bem instigante!!! Quero ler logo, pra depois ver o filme!!
    Beijos!

    http://meudiariojk.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Caramba, não conhecia esse livro, mas adorei e já quero ler. Amei a história, super interessante. Valeu!

    ResponderExcluir
  13. Ainda não assisti o filme porque ainda não me decidi sobre ler ou não o livro. Já li muitas resenhas negativas, algumas mais ou menos e poucas positivas como a sua. Acho que a história que a autora tem em mãos é muito interessante, principalmente por ser baseada em fatos reais. Mas, eu estou meio cautelosa com a maneira em que ela guiou a história. Espero, de coração, gostar. Bom, só lendo pra saber, no fim das contas.

    ResponderExcluir
  14. Esse livro foi uma das minhas últimas leituras e foi um pouco diferente do que eu esperava, eu sabia que era uma narrativa mais... digamos jornalística, mas não sei, mesmo gostando senti que faltou algo e em certas cenas achei a narração meio enrolada. Enfim, estou super ansiosa para assistir o filme, realmente espero vê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  15. pra em livro está história não fico muito boa, mas pra quem é ótima!
    Parabens pela resenha :)

    Kisses,
    Delicada e Abusada - Blog

    ResponderExcluir
  16. É um livro para se pensar sobre muita coisa. Como a criação de adolescentes mimados podem ser perigosas, pois esses delinquentes foram bem educados e muito bem criados, tinham tudo,mas preferiram o lado do crime, acho a ideia do livro bem interessante, mesmo sendo baseado em crime real, o que tira a vantagem de ser um livro bom... Seria melhor se fosse apenas ficção!

    ResponderExcluir
  17. Oiee

    Tinha visto algumas resenhas desse livro mas mostrava mais o teor jornalistico achei que a sua resenha mostrou mais a história em si e fique bem curiosa para saber mais dessa história

    Beijos

    www.livrosechocolatequentecom.br

    ResponderExcluir
  18. Estava ansiosa pra ler esse livro, mas depois que vi o filme desanimei. Lendo sua resenha deu vontade de ler o livros, mesmo porque costumo gostar muito mais dos livros que dos filmes.

    ResponderExcluir
  19. Quando Bling Ring foi lançado, fiquei curiosa para ler pelos mesmos motivos que você, flor. Então, esqueci do livro e depois até mesmo o tirei da minha lista de leitura no Skoob. O filme está lá, disponível no Netflix, e percebi que não tinha nenhuma vontade de assisti-lo… Sua resenha, no entanto, me surpreendeu. Eu gosto de livros que nos fazem refletir sobre a facilidade com que somos desvirtuados pelos outros (no caso do grupo) e a facilidade com que estamos à mercê das maldades dos outros (no caso das vítimas).
    Quem sabe leia o livro? Ou até mesmo assista ao filme? (rs)
    Beijos!

    www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. ainda não li o livro, mas vi a primeira versão feita do filme. parece ser bem isso mesmo, até porque acho que a história não tem muito o que mudar né? haahaha
    achei o filme bem interessante, e meio absurda essas atitudes dos famosos e deixar tudo meio largado achando que nada pode acontecer né...
    outra coisa que me deixou bem intrigada é o fato de eles conseguirem tramar tudo apesar usando a internet e as redes sociais deles né. isso faz a gente perceber que, de certa forma, é uma arma contra nós

    ResponderExcluir
  21. Eu adorei o filme, eu soube q o livro foi escrito pós-filme para, como vc disse, aprofundar mais na história. Eu fico impressionada como eles conseguiam entrar em festas caras e nas casas de celebridades sem ninguém notar que eles não deveriam estar ali pelo simples fato de vestirem roupas caras.

    ResponderExcluir
  22. Li esses dias uma matéria sobre esse filme e fiquei bastante curiosa para vê-lo.
    Para falar a verdade, nesse caso eu preferi ver o filme do que ler o livro. Como os famosos não notaram que coisas valiosas sumiram de seus armários e de suas casas? Não consigo entender como esses jovens acharam "normal" fazer isso, só por causa do status, da vontade de ficar na moda...

    ResponderExcluir
  23. Queria ler o livro a um tempo atra ai fiquei sabendo do que era e desisti pois não sou fã de historias reais e essas coisas gosto de ficção e tudo mais, a historia em sim é interessante mas não me atraiu !
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  24. Apesar de ser um livro de não ficção, este em especial, parece ser bem legal. A sinopse é bem interessante e a proposta do livro atrai vários leitores!

    ResponderExcluir
  25. Não gostei do livro achei uma leitura bem arrastada para mim foi uma decepção por que estava bem curiosa para ler, o filme também não é lá essas coisas, achei bem chato o livro e o filme.

    ResponderExcluir
  26. Não assisti o filme, e confesso que não sabia do que se tratava essa história. Me incomodo um pouco quando temos uma história real que tem bandidos como os protagonistas. Me passa a impressão de que eles conseguiram o que queriam, tornarem-se o centro das atenções, mesmo que por caminhos tortuosos. Enfim, não sei se o leria nesse momento.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011