Resenha: A cidade inteira dorme e outros contos

by - domingo, fevereiro 16, 2014

Autor: Ray Bradbury
Páginas: 186
Ano: 2ª edição- 2013
Editora: Biblioteca Azul
Nota: 5/5

Sinopse: Os contos que compõem esse livro são em tudo representativos do que há de melhor na literatura  do célebre autor de Fahrenheit 451; a linguagem é poética; as histórias são impregnadas de metáforas; os temas, transcendentes. Mas embora as histórias aqui reunidas sejam todas fantásticas - espécies de contos de fada da ficção científica, que exibem uma imaginação deslocada do real -, Bradbury continua a tratar de temas sociais e políticos, que lhe eram muito caros: direitos civis, ameaça da guerra atômica, o mau uso da tecnologia. Fantasia e realidade, ficção científica e pleno conhecimento das questões prementes da sua sociedade: é no equilíbrio desses termos. a princípio contraditórios, que brota a literatura pulsante e viva de Ray Bradbury

Em “A cidade inteira dorme e outros contos” Ray Bradbury, famoso escritor conhecido por seu livro Fahrenheit 451, e também como um dos mais célebres da ficção científica, somos presenteados com uma seleção de 13 contos, alguns de ficção cientifica, fantásticos, outros com um toque surrealista e ao mesmo tempo peculiares.

Um grupo de velhinhas que queriam ver Deus, e foram enganas e extorquidas por um homem que lhes havia prometido leva-las até Ele em um foguete... O assassino, o “Solitário”, a solta em uma cidadezinha, o qual matava mulheres e um grupo de amigas sai sozinhas em uma noite estranha... Ou os homens que eram mandados para Marte, porque estavam com uma doença que ninguém conhecia a cura, assim não podiam mais viver na Terra, até que um novo homem chega, ele consegue manipular mentes... Bradbury compôs estas e várias histórias, cada uma com sua característica, mas com uma em comum interligando todas: a metáfora.

Você lê a ficção ali presente, a fantasia das linhas, mas é impossível não correlacioná-las com a realidade, e olha que foram escritos há mais de cinquenta anos... O autor tem uma visão dos acontecimentos, que podemos facilmente interliga-las ao que vivemos hoje em dia. Sua escrita recheadas de metáforas, ao mesmo tempo em que mergulha em uma fantasia se transforma em um espelho para a realidade, transpondo críticas e questões sociais de uma forma equilibrada e ao mesmo tempo perturbadora à alma humana.

"'(...) Deixem que venham. Eu posso enganar a todos.'
Nova York confundiu Saul. O objetivo dela era confundir - manter sua atenção presa a sua beleza ímpia, depois de tantos meses longe dela. Em vez de atacar Mark, ele só conseguia ficar ali, embebido no cenário alienígena, porém familiar."

Equilibrando-se entre o real e o imaginário, vemos que através de suas palavras Bradbury dissolve uma máscara social de forma perspicaz. Seus personagens e suas histórias deixam marcas em quem os lê, como se soubéssemos que no meio dessa imaginação surreal tem um toque de lucidez amargo, que ‘queima’ e tira o leitor de sua posição cômoda, como se puxasse nossa mente através de algo irreal justamente para mostrar o contrário – o mundo real.

São contos deliciosos de ler, somos sempre pegos de surpresa pela sua originalidade. Meu conto preferido foi justamente o que dá nome ao livro “A cidade inteira dorme”, em que há um assassino a solta, as pessoas ficam apavoradas, já um grupo de mulheres resolve mesmo assim sair e se divertir, aqui o que vemos é a perturbação de uma pessoa, o medo que se torna iminente nas páginas, tirando-nos o folego. Como esse sentimento altera a percepção, seu poder de paralisar e com um toque de ironia magnifico. Outro que também me chamou atenção foi “O visitante”, do rapaz que tem poder de manipular mentes, e as pessoas que estão ali morrendo, já sem esperança, querem que ele lhes de ‘visões’ de coisas que eles desejam ver, para pelo menos fugir de suas realidades tristes e solitárias.

A edição está realmente belíssima, a editora caprichou desde a capa e sua textura à diagramação interna. Ray Bradbury é um dos meus escritores favoritos, sou apaixonada por sua literatura, sua ousadia e jeito único de narrar e compor suas histórias de forma atemporal. “A cidade inteira dorme e outros contos” foi uma ótima oportunidade de me aprofundar e conhecer mais sobre esse autor clássico que tanto admiro, se você ainda não conhece ou não leu nada dele, comece já! Um autor visionário, com livros e contos que com certeza você jamais esquecerá depois de ler.

Leia também

26 comentários

  1. Já ouvi certa vez falar-se no escritor Ray Bradbury, mas ler obras dele que é bom nunca aconteceu. Me interessei pelo livro 'A cidade inteira dorme e outros contos', muito mesmo pelo fato de serem contos, gênero literário que abriu as portas da leitura para mim :)

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o livro e achei bacana a proposta.
    Aliás, é bem inteligente esta questão de misturar a fantasia com aquele "fundinho de verdade", ou a ficção com a realidade.
    Fiquei curiosa e pretendo ler se tiver a oportunidade.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia esta editora, mas me apaixonei por esse livro. Sim, esse autor é conhecido somente por uma obra de grande sucesso, de modo que estou entre as que nunca pensou em ler algo mais dele (rs). Acho que este livro seria muito interessante ler! Acho incrível como há autores que parecem atuais mesmo com o passar de tantos anos.
    Ótima dica, flor!
    Beijos!

    www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Fiquei entusiasmada com sua resenha e seus comentários. Me fez desejar ler de cara. Não esperava que fosse tão espetacular assim. Foi um prazer conhecer esta obra. E com certeza vou querer ler. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olá Daiane!!! Ainda não tinha visto falar desse livro, mas fiquei bem interessada em lê-lo pelo fato dos contos possuírem originalidade e do autor conseguir nos fazer acreditar piamente nos contos que são ficções. A capa é bem bacana e criativa!!!
    Beijos!

    http://meudiariojk.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia esse livro e ainda não li nada do autor, mas me interessei por esse livro, adoro livros com contos então, caso eu tenha oportunidade de ler A Cidade Inteira Dorme e outros contos, com certeza o farei.

    ResponderExcluir
  7. já conhecia o autor e o livro de outras resenhas, mas por mais que leio mais e mais sobre ele, não me interesso pela leitura.

    ResponderExcluir
  8. Gostei da resenha, apesar de não ser fã de contos porque sou fã de fantasia, ficção cientifica.
    Confesso que não conhecia o autor. Também achei bacana fatos sociais e políticos fazerem parte do livro.
    Tudo isso escrito há tantos anos... puxa.
    Preciso ler... ainda mais pelo suspense que envolve o conto que dá nome ao livro.
    Adoro desvendar mistérios junto com os personagens...

    ResponderExcluir
  9. Eu adoro as edições da Biblioteca Azul, elas são sempre mais completas que as outras. Já li Fahreheit 451 e amei a escrita do autor.

    ResponderExcluir
  10. não conhecia o autor Dai, mas gosto muito de contos... acho dinâmicos e bem rápidos de acompanhar
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Você disse que em algumas partes era impossível não relacionar a esse nosso tempo. Mas não será que o mundo que não mudou ao invés do autor ter tido essa "visão"? sei lá... lembrei da música Como Nossos Pais, agora. haha Ok, parei. Eu já tinha ouvido falar de Fahrenheit 451, e disseram que era legal. Depois dessa resenha, quero muito ler alguma coisa do autor.

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia o autor mas com certeza leria esde livro numa boa. Adoro contos e esse livro é bem curtinho, e essas histórias que se enquadram com a atualidade sempre chamam minha atenção!!

    ResponderExcluir
  13. Ainda não li nenhum livro do autor, mas gostaria muito, esse livro parece ser muito bom eu achei bem interessante, e fiquei intrigada como pode né, o livro ser escrito a tanto tempo atras, mas dá para ser comparado a nossa realidade de hoje, dá para se perceber que quem escreveu era muito inteligente, adoraria ler esse livro.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  14. Li na sinopse e me pareceu um pouco chato, mas quando li a resenha mudei totalmente de ideia! O livro parece ser muito bom!! Adoro contos de ficção cientifica :) Adorei a resenha!!

    Kisses,
    Delicada e Abusada - Blog

    ResponderExcluir
  15. Nunca li nada do autor, mas tenho bastante vontade de ler Fahrenheit 451 que parece ser uma distopia excelente.
    Apesar de não ser muito fã de contos, A cidade inteira dorme e outros contos parece abordar temas do dia-a-dia de forma bem peculiar ou situações fantásticas, além de ter um pouco de ficção científica.

    ResponderExcluir
  16. Fahrenheit 451 é um dos meus livros favoritos, não sabia desse livro de contos apesar de não gostar muito de contos quero muito ler esse livro.

    ResponderExcluir
  17. Oiee

    Não sou fã de livros de contos, apesar de ter alguns assuntos que gosto acho que não seria um livro que eu leria.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  18. Este eu não me interessei.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Ficção científica é um dos gêneros que gosto. Ainda mais quando contém metáforas e analogias sobre a sociedade moderna. Já tinha ouvido falar do autor em algum lugar que não lembro, mas vou procurar ler as suas obras com certeza.

    ResponderExcluir
  21. Ainda não li nenhum livro dele e mesmo não sendo fã de ficção científica, clássico é clássico, né? Fahrenheit 451 está na minha meta de clássicos do ano e esse livro de contos surgiu em uma ótima oportunidade (sou fã de contos, poesias, crônicas, etc). Adoro livros assim na minha cabeceira ou na minha mochila!

    ResponderExcluir
  22. Achei a capa bem legal! E apesar da sua resenha me deixar curiosa, acho que não vou er porque não gosto muito de contos. =/
    Entre esse e Fahrenheit 451, prefiro o segundo.

    ResponderExcluir
  23. A capa já é um caso a parte de tão legal, mas falando dos contos, fiquei muito curiosa, não li o famoso Farenheit 451, mas achei a ideia fantástica, e estou curiosa com o conto das velhinhas e do povo que é mandado à Marte por ter uma doena estranha. Gosto desse tom surreal nas leituras, me remetem ao Guia do Mochileiro das Galáxias..

    ResponderExcluir
  24. Amei a capa!! E a proposta do livro também é bem legal. Gosto muito de contos, e fiquei muito curiosa para ler os que você citou.

    ResponderExcluir
  25. A capa é linda mas não gosto de ficção cientifica é sou mais pro fofinho e sobrenatural (:
    Esse não é pra mim mesmo a historia me parecendo boa.
    Beijo *-*

    ResponderExcluir
  26. Adoro livros de contos, e achei esses bem interessantes. O autor mostra toda sua inteligência e habilidade de criar metáforas atemporais. Legal ler algo que já faz muito tempo que foi escrito, mas continua muito atual.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011