Resenha: A Submissa

by - quarta-feira, fevereiro 05, 2014

Autora: Tara Sue Me
Páginas: 269
Ano: 2013
Editora: Record
Nota: 3/5
Atenção! Livro com conteúdo adulto (+18). Post neutro para o top.

Sinopse: O poderoso empresário Nathaniel West precisa saciar suas fantasias secretas e busca uma mulher com quem realizar seus desejos mais primitivos. Ao saber que ele está à procura de uma nova submissa, Abigail King, movida por um segredo do passado, não hesita em se candidatar, aceitando os termos mais perversos do sedutor Nathaniel e deixando-se levar por um mundo de luxúria e submissão, onde não há limites para o prazer. Mas nenhum dos dois imagina que esse jogo pode despertar sentimentos e sensações incontroláveis.

Um poderoso empresário, uma bibliotecária com um desejo secreto por um homem que sempre almejou e agora tem a oportunidade de ser sua submissa. É sua natureza, Abigail o quer, e Nathaniel é um dom exigente. Ambos estão ciente do que querem e seus limites, tudo feito com consentimento, mas e quando esse jogo de poder começa a transpor barreiras e adentrar a sentimentos inconfessados e difíceis de controlar? 

Eu sempre gostei de ler eróticos, e este não é o primeiro que leio (nem será o último) que traz o tema BDSM e submissão. A Submissa é narrada em primeira pessoa pela Abby (Abigail), e apresenta um começo sem rodeios, onde é demonstrado o que cada personagem quer. Aos poucos vamos conhecendo os entreames e pequenos segredos de cada, ou seja, com o passar das páginas e capítulos vamos conhecendo mais a fundo tanto a protagonista quanto seu dom.

Abby no inicio se mostra uma personagem passiva demais, totalmente submissa, geralmente não me incomodo com essa característica já que isso é o que o livro propõe, mas em alguns momentos isso extrapolava as quatro paredes e não gostei disso, pois parecia exagerado. A moça tinha muitos receios, quando Nathaniel fazia uma pergunta, por exemplo, que vinho Abby queria beber, ficava pensando no que ele gostaria que ela respondesse. Isso me soou meio paranoico, e não me agradou, já que ela parecia não ter personalidade alguma. Sem contar sua briga interna com seu lado racional e emocional, a intenção talvez fosse ser algo divertido, mas chega uma hora que se torna cansativo e chato de ler.

" - Eu posso lhe dar prazer, Abigail. Um prazer que você nunca imaginou.
 Ele derrubava minha resistência. Eliminava todas as minhas desculpas. E eu deixei. Na verdade, não tinha alternativa. Ele já me dominara."

Não me apeguei a Abby, e só depois comecei a gostar um pouco mais dela, quando a mesma assume o que sente por seu dominador. Já Nathaniel, tem seus traumas e não é um personagem que deixa transparecer muito os sentimentos. As personagens secundárias não são atrativas, não gostei da melhor amiga de Abby e das demais personagens, pois não acrescentou quase em nada a obra. Foi difícil achar uma cena em que Abby estivesse sozinha, na maioria delas ela estava com Nathaniel. Por esse motivo não conhecemos muito da vida externa da protagonista, e o que temos são páginas recheadas de sexo e seus sentimentos em conflitos. Contudo à medida que o livro avança entra a parte mais romântica, o que considerei bom, pois foram cenas bonitinhas e fofas de ler. 

A leitura é bem rápida, e a escrita da Tara flui bem, sua narrativa tem um toque poético e grandes nomes da literatura são citados por seus personagens, unindo poesia, paixão e sexo em momentos que inspiram amor e prazer aos seus personagens. Mesmo com um enredo bem clichê, a história apresenta alguns ingredientes que atraem o leitor, como algumas surpresas reveladas ao final e o amadurecimento até mesmo de Abby e de seus sentimentos, o que acrescenta aquela dose de romantismo que dá um toque meigo à obra. Essas são características que para mim salvaram o livro, não o deixaram ótimo, mas pelo menos o deixou “bom” e um pouco mais palatável. As cenas eróticas são bem detalhadas, não deixando muito espaço para a imaginação do leitor.

O livro tem um tamanho bom, com páginas amareladas e eu gosto da capa já que ela tem uma significação. A Submissa é um livro que está totalmente inserido em seu gênero, não foi o melhor erótico que já li, tem seus pontos fracos, mas também tem os positivos que compensam. Recomendo para fãs do gênero, ele não é tão pesado, não espere uma grande história, é um livro para se passar o tempo e entreter. Só espero que nos próximos volumes da trilogia Abby se torne mais expressiva, o enredo melhore tendo mais ação e a história seja mais explorada para também além do sexo e da casa de Nathaniel.

Leia também

15 comentários

  1. Não sei porque mas não gostei muito da estória de Abby. Esperava mais dela. E esse negócio de dependência emocional, não é comigo. Isso não me agrada. Não curto muito este tipo de submissão. Vou pensar se vou ler ou não. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. De todos os livros eróticos já existentes, acho que esse é um dos piores. Como assim uma mulher inteligente como Abigail decide ser SUBMISSA á um homem para realizar seus prazeres? Eu hein... o_o

    ResponderExcluir
  3. Não sei ... esse lance de submissão ... já deu!!
    Depois de ler a trilogia 50 Tons, concluo que a Anastasia Steele veio para ficar!

    ResponderExcluir
  4. Não sei...eu gosto do lance de submissão e como vc falou tb gosto deste tipo de livro/história
    Mas não sei pq ela não me interessou, não consegui gostar da Abigail, acho que não iria me arriscar não...

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto de romances eróticos. Talvez por isso seja fã de histórias com shifters (rs). Bem, confesso que assim como você espero um pouco mais das protagonistas. Uma coisa é ser submissa entre quatro paredes, mas outra é ter sua vida completamente dominada pelo sujeito. :/ De qualquer modo, essa parece uma boa leitura e o título declara o que você encontará na protagonista, né? (rs)
    Beijos!

    www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Não fiquei muito interessada não. Acho que mesmo essas histórias tendo um bom público saõ todas muito parecidas e isso deixa elas sem muita graça...

    ResponderExcluir
  7. Noossa que capa poderosa, hehe! O livro parece ser bem interessante, mas essa submissão toda... Acho que atrapalharia minha leitura, não curto muito! Sem dizer que também não é meu enredo favorito esses relacionamentos movidos apenas de desejo, acho mais legal quando é o amor que flui aos poucos!!!
    Beijos!

    http://meudiariojk.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. os hots são livros que me atraem, desde que sejam balanceados com outros elementos
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Mais um livro hot... vc tá virando especialista... hehe.
    No momento estas estórias me soam manjadas, apesar de que já li ameiii.
    Eu até ganhei uma trilogia... acho que vou demorar um pouco pra ler, mas enfim!
    Este me lembrou 50 tons... mas o Christian Grey é melhor, hehe. Amo ele ♥

    ResponderExcluir
  10. Só acompanho uma série neste estilo e curto. Mas acabei percebendo que as histórias não variam muito, é quase sempre mais do mesmo.
    O que acho bacana é a narrativa, que por vezes distrai o leitor em relação a falta de conteúdo. rs
    Sinceramente, não pretendo ler.
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Li essa história quando era Fanfic não sei se a autora mudou alguma coisa, mas gostei da história não é a melhor nesse estilo mas é boa, e apesar de todo mundo dizer que é uma cópia de 50 tons essa história foi escrita antes, eu gostei dessa capa.

    ResponderExcluir
  12. Eu também gosto de livros eróticos, eles são muito bons para passar o tempo, sempre é uma leitura rápida né, A submissa parece ser um bom livro, e eu também não gosto de personagens assim como a Abby, mas tudo bem, e que chato hein, nenhum personagem cativante, mas eu gostaria de ler mesmo assim, para que eu tirasse minhas próprias conclusões.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  13. livros eroticos nao sao a minha praia, mas minha mae adora e vou contar o enredo que voce narrou na resenha!! meu estilo favorito sao romances, mas nada de pegaçoes muito detalhadas kkkkk gosto de ler o estilo Belo desastre, Easy... mas pq nao tem tantos detalhes e tantas paginas narrando a intimidade do casal como outros livros por ai!!

    ResponderExcluir
  14. Um dos lançamentos que eu esperava era esse. É a primeira resenha que vejo do livro e acabo di ficar mais interessado. Gostei dos nomes dos personagens!

    ResponderExcluir
  15. Não sou fã desse gênero. Não gostei de 50 tons e acho que também não gostaria desse.

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011