Resenha: Encontre-me

by - segunda-feira, abril 07, 2014

Autora: Romily
Páginas: 301
Ano: 2014
Editora: Globo Livros

Um clima de suspense crescente, narrado sob o ponto de vista de uma heroína com a cara do século 21: a descolada adolescente Wick Tate. Órfã de mãe, e filha de um violento criminoso, a garota só confia em seu aguçado instinto de sobrevivência quando se trata de cuidar de si mesma e da irmãzinha, Lilly. Não confia em ninguém – nem mesmo nos pais adotivos com quem ela e Lilly temporariamente vivem num confortável lar de classe média alta próximo à cidade de Atlanta. Por isso mesmo, tenta se garantir mantendo uma secreta e rentável "atividade extracurricular". Faz investigações on-line sob encomenda para mulheres que suspeitam da fidelidade dos parceiros. Wick é uma hacker de mão cheia.
O peculiar estilo de vida de Wick sofre uma reviravolta quando Tessa Waye, uma antiga amiga de escola, é encontrada morta e o diário dela acaba nas mãos de Wick. Em meio às páginas, uma enigmática mensagem: "Encontre-me". Aos poucos, Wick involuntariamente é enredada numa rede de mistério que se transforma num desafio pessoal, quando se descobre que Tessa foi assassinada – e que Lilly pode ser a próxima vítima. Para chegar à identidade do assassino, Wick terá de contar com todo seu talento em programação de computadores, além da ajuda constante do vizinho, com quem tem uma certa tensão sexual, Griff.
Com um enredo que mantém o leitor agarrado ao livro da primeira à última página, Encontre-me é o livro de estreia de Romily Bernard e o primeiro da trilogia homônima, "Encontre-Me".


Capa, título, sinopse e um post-it que veio junto do exemplar com a seguinte pergunta "você vêm?" foram o suficiente para me deixar instigada a ler Encontre-me, de Romily Bernard. Os primeiros capítulos se iniciaram com uma grande tensão com a morte de Tessa e o seu diário, além de que a próxima vítima poderia ser Lily, irmã mais nova de Wick, nossa protagonista, e logo somos envolvidos pela narrativa em primeira pessoa da mesma em um ritmo no mínimo eletrizante.

Wick é uma personagem marcada pela dor, teve uma vida difícil com um pai agressivo e sua mãe se suicidara há quatro anos, e agora ela e sua irmã tinham que viver com seus pais adotivos, e só tinha uma amiga, Lauren. Ela não é uma personagem chata, ao contrário, faz a narração ter um ritmo forte nos fazendo se envolver rapidamente com a leitura. Porém quando ela e Griff se apaixonam a história perde um pouco do seu foco.

O romance que surgiu entre eles foi muito rápido, não sendo tão convincente e soando forçado. Quando Griff entrava em cena se tornava o centro do mundo de Wick, parece que todos os problemas e outros percalços da trama sumiam. Percebe-se também uma brusca mudança da linguagem, já que Wick saia da moça preocupada e pronta para resolver um mistério para uma adolescente apaixonada, e bem, o uso de palavras muito melancólicas e a explosão de desejo não caíram tão bem. Em alguns momentos parecia que o livro saia do gênero suspense para entrar em algo muito mais parecido com um juvenil romântico.


"(...) Então abro o terceiro e-mail. Não reconheço o endereço, não há assunto. São apenas duas palavrinhas, mas elas me fazem tremer:
você vem?"


Griff é um personagem que faltou ser mais explorado se tornando um enigma até a parte final, ele não me cativava, não tinha uma personalidade forte ou algo mais instigante, parecia ser somente o parceiro de uma heroína. Já Lauren não teve tanto espaço, pensei que ela teria uma participação maior na trama, mas não teve, e isso me decepcionou um pouco. Senti falta de uma exploração maior também sobre o pai de Wick, tudo se resolveu muito facilmente, porém acredito que ele vá aparecer mais nos próximos volumes.

Encontre-me é um livro bom, um thriller mais juvenil que realmente te prende durante a leitura. Ele consegue manter o suspense e deixar o leitor intrigado.  O fato de Wick ser uma hacker e sua investigação ser através do mundo cibernético da um clima sedutor a obra. O desfecho se tonrou alucinante, com muita ação, deixando-nos apreensivos e também sedentos para saber como aquilo ia acabar. O enredo é intenso, tem seus pontos altos e baixos, mas não perde seu ritmo.

Este é o primeiro volume de uma trilogia a meu ver não precisaria de uma continuação, pois tem um bom encerramento concluindo bem a história, porém pelo que vemos pelo final deste primeiro a sequência envolverá outro caso que a personagem terá que resolver. Encontre-me pode não ter sido um livro perfeito, mas com certeza é um daqueles que te proporcionam uma leitura de tirar o fôlego. Prepare-se para perder o sono e mergulhar em uma história cheia de tensão, você não vai conseguir parar de ler até virar a última página.

Leia também

11 comentários

  1. Poxa que bacana, um suspense bem diferente! Gosto de livros deste estilo. Valeu pela dica.

    Abraço,
    Diego de França
    Leitor Sagaz | Participe do Top Comentarista | Grupo Amantes da Literatura no Facebook

    ResponderExcluir
  2. Oi Daiane

    Como sempre uma ótima resenha, mais admito que o livro não me chamou tanta atenção, fora os próis e contras que você citou, que as vezes o livro se perde mais ainda assim, ele é um livro cheio de tensão e que o leitor não vai consegui desgrudar do livro ate a ultima pagina, talvez eu o leia mais vou deixá-lo para minhas ultimas leituras.

    Bjs!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Dai,
    Eu até que estava curiosa a respeito desse livro, mas depois da sua resenha fiquei um pouco desanimada. E sabendo que é uma trilogia que a seu ver não teria necessidade me faz pensar se realmente quero me aventurar numa nova série/trilogia. Mas se eu ganhasse em algum sorteio/promoção talvez me arriscaria a ler para conhecer essa personagem.

    Beijos!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. já tinha visto a capa do livro por ai, mas ainda não conhecia a história. a trama dele me interessou, mas a parte do romance parece ser deixado a desejar mesmo... uma pena :(
    outra coisa que me desanimou em querer lê-lo é o fato de possuir continuações. isso me desestimula totalmente...
    fujo de séries! hahaha

    ResponderExcluir
  5. Nossa que livro diferente, não o conhecia, mas leria só pra saber como é ação desse livro e o desfecho dessa história.
    Gosto de ler livros assim de vez em quando!
    bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  6. Oi Dai :)
    Gostei da sua resenha, esse livro parecer ser muito bom. Não conhecia ele mas o enredo me deixou instigada também.
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. meu problema é que não leio suspenses
    sou medrosa!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Daiane, não conhecia o livro e gostei do que li. Só não gostei muito desta história de trilogia, ainda mais quando você diz que o livro está de bom tamanho. Será que os casos vão ter algum tipo de ligação?
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  9. Adorei você dizer que é um livro que não necessitaria de continuação,, as pessoas tem uma mania agora de escrever um livro já com continuação e continuação e se perdem demais nas extensões dos livros. Tem história que daria muito bem para ser encerrada em um único volume, assim não seria tão desgastante ver o livro bom ser estragado com dois ou mais adendos...

    ResponderExcluir
  10. Sou apaixonada por thrillers, é um dos meus tipos favoritos de livros, tenho certeza de que se eu sentar pra ler esse aí, não vou conseguir parar de ler kkkk

    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
  11. Oi.
    Apesar de não curtir muito suspense, gostei da sinopse desse. A capa é muito bonita. Fiquei com muita vontade de ler.

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011