Resenha: O mundo pelos olhos de Bob

by - domingo, abril 20, 2014

Autor: James Bowen
Páginas: 220
Ano: 2014
Editora: Novo Conceito

Depois de um passado difícil, James foi adotado pelo gato Bob. Agora os dois têm um emprego de verdade (são vendedores ambulantes de revistas) e se tornaram personalidades conhecidas em toda Londres. Bob tem muitos admiradores, que passam todos os dias para vê-lo – alguns deles trazem cachecóis de lã para ajudá-lo a enfrentar os dias mais gelados. Entre truques adoráveis e manhãs de puro mau humor, Bob e James se tornam cada vez mais inseparáveis. Por trás da divertida história de um homem às voltas com seu animal de estimação, o segundo livro de James Bowen fala sobre amizade, fidelidade e esperança. Bob se torna a chave que traz James de volta ao mundo, a motivação que faltava para sua decisiva volta por cima. Impossível terminar de ler O mundo pelos olhos de Bob sem querer abraçar seu pet – ou adotar um! Apaixone-se...


E o gato mais charmoso de Londres está de volta! Dessa vez em “Um mundo pelos olhos de Bob”, James nos narra as desventuras e aventuras de seu gato nos emocionando e proporcionando cenas únicas, que nos fazem chorar, rir e amar ainda mais esse gato laranjinha. O primeiro livro “Um gato de rua chamado Bob” nos conta como James e Bob se conheceram e um pouco da vida e passado de James. Agora neste segundo volume temos a oportunidade de adentrar um pouco mais na intimidade desses dois e conhecer de pertinho o dia a dia de Bob.

Quando adentrei ás páginas deste exemplar uma coisa me foi nítida, eu iria me emocionar muito, e realmente não demorou para que isto acontecesse. A forma como James demonstra seu amor por Bob, tudo que ele tem de passar, como uma fase difícil que descobre uma doença grave, e a luta diária para ganharem o pão de cada dia, é impressionante, há um elo tão grande entre eles que é difícil de explicar, Bob é mais que um gato para James, é um familiar, um amigo, sopro de esperança e alegria em sua vida.

Durante esse caminho que eles percorreram, como a venda de revistas em frente ao metrô, vemos ali de pertinho como Bob é no dia a dia, quais são as formas que ele usa para persuadir seu dono quando está com fome, como ele gosta de brincar, pregar peças nas pessoas, demonstrar carinho, sinceramente em alguns momentos duvidei que esse gato fosse somente um gato, pois ele surpreende e parece ser tão humano. E claro, há muitas cenas que nos rendem boas risadas, de tão meigas e hilárias que são.

"Eu disse a mim mesmo que deveria ver o mundo como Bob. Afinal, havia tantas coisas boas pelas quais eu deveria ser grato."

Mas nem tudo são flores, e nessa caminhada de James para se recuperar do vício das drogas e o tempo que ele sofre com uma enfermidade também, mostra o quanto o amor de seu gato faz diferença em sua vida. Eles têm um ao outro, e sabem que poderão contar com essa amizade enquanto existirem. Também ficamos sabendo melhor como foi a trajetória de James nas ruas até eles chegarem a ser conhecido mundialmente, e o que eu mais amei, ele contando sua reação quando foi contatado por uma agente literária e depois convidado a publicar por uma das maiores editoras de Londres.

Quando questionado pelas pessoas ou atacado com argumentos de que Bob não estaria feliz com ele (o que na minha opinião era só inveja daquelas pessoas), ou algo assim, James sempre foi claro que Bob é livre, como aquele ditado “são os gatos que escolhem os donos, e não os donos os gatos”. É nítido o carinho, o amor e cuidado que James tem pelo seu gato, e algumas dessas críticas infelizmente apareceram em seu caminho, mas claro que Bob tratou de lhes responder com sua linguagem felina de “Eu amo James, e quero estar com ele”.

James também nos mostra como é difícil a vida das pessoas que moram nas ruas, aquelas que são julgadas como invisíveis pela sociedade e ele deixa claro que quer nos atentar para este fato também em seu livro, isso de “O mundo pelos olhos de Bob” um livro que consegue retratar além de um amor e uma história de vida única entre um gato e seu dono, uma crítica social que com certeza não passa despercebida.

A diagramação está linda, eu gosto dessa capa com o Bob todo charmoso, e as páginas tem aqueles detalhes de patinhas que deixa o livro ainda mais fofo. Foi uma leitura ótima, que conseguiu me fazer se emocionar, rir e principalmente refletir. Depois dessa leitura espero começar a ver o mundo também como Bob, com calma, reparando mais nas coisas boas e nos pequenos detalhes. Livro mais que recomendado para quem ama pets, ou simplesmente ama boas histórias. Bob com certeza nasceu para ser uma estrela.

"Bob não era apenas territorial com cães: também não era um grande fã de outros gatos. Às vezes eu me perguntava se ele sabia que era um deles. Bob parecia olhá-los como se fossem seres inferiores, indignos de respirar o mesmo ar que ele."

Leia também

18 comentários

  1. Pra falar a verdade nunca havia me interessados pelos livros, mas vi tantas resenhas positivas sobre o livro que agora estou com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  2. Dai adorei o modo como começou a resenha, com certeza Bob é o gato mais famoso, mas não só de Londres, mas de uma boa parte do mundo, por onde essa bola de pelos fofa chega é apaixonante
    James foi brilhante em contar sua história de amor e gratidão por seu bichinho e os momentos de dificuldade que juntos viveram e superaram!
    Adorei!
    o último quote foi fofis: gato bob rei do gatos e principalmente distinto deles!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adoro, adoro, adoro!
    Já li os dois livros e posso dizer: James está de parabéns! Principalmente neste segundo livro, ele está mais maduro e transparente!

    ResponderExcluir
  4. Oi Daiane :)

    Essa série não era uma prioridade em minha vida, mas depois de tantas resenhas positivas e inteligentes, lerei! Beijos.

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oiee!
    Te confesso que raramente leio livros com animais sendo assim tão presentes, eu não curto muito isso. Mas esse (como o anterior que eu ainda não li, mas vi algumas resenhas) me passaram uma impressão tão positiva que acabei os colocando na minha lista de "No futuro lerei".
    Não vai ser agora, porque tenho outros com prioridades na frente, mas no futuro lerei esses livros do tão falado Bob.

    Bjokas!

    ResponderExcluir
  6. aaah, estou muito curiosa para conhecer o mundo de Bob, mas ainda não li nenhum dos livros dele!
    no começo, não tinha me interessado muito pela história dele, mas depois de ver tantas resenhas dos livros, do mundo de Bob e de seu dono, fiquei curiosa para conhecer hahaha
    não gosto muito de livro onde mostra a realidade de pessoas como James, porque isso me deixa muito triste... e isso é o que está me fazendo adiar a leitura =/
    pretendo ler ele, só não sei quando ;x

    ResponderExcluir

  7. Oi Daiane

    Já avia lido varias sinopse sobre os livros de Bob, mais nunca me interessei a pegar um livro dele para lê, sua resenha também é a primeira que lei sobre um livro de Bob, e admito que já adorei, sua resenha me fez muda de opinião sobre o livro agora quero muito lê-lo, eu ater ganhei uma promoção em outro blog que vinha um kit com 8 livros, e um desses livros é o do Bob, agora eu não vejo a hora desses livros chegarem para eu poder lê Bob também, e me emocionar como você.

    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  8. Tenho o primeiro livro e achei bem fofo!
    No início, tive um pouco de preconceito com a estória, mas depois gostei!

    ResponderExcluir
  9. Mesmo só tendo lido elogios dos livros que compõem a série, eu ainda não consegui ter vontade de lê-los, então por enquanto esse é um dos livros que não pretendo ler tão cedo.

    ResponderExcluir
  10. Que resenha show! Fiquei apaixonada pelo Bob. Ainda não li nenhum dos livros, mas pretendo compensar isso em breve. Adoro pets e sempre me emociono quando leio livros sobre eles. Tenho certeza que com o Bob não será diferente!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi
    Ainda não li essa série, mas só vejo resenhas positiva, que acabei querendo ler. O Bob me lembra um gato de rua que eu alimentava.

    ResponderExcluir
  12. Flor não sei se já falei anteriormente 9acho que sim) mas detesto de coração livros e filmes que tenham como foco principal os animais, me sinto naqueles antigos filmes encheção de linguiça da sessão da tarde, sério todo mundo fala bem, mas não consigo. #soupreconceituosacomfilmeselivrosdeanimais

    ResponderExcluir
  13. Oie, tudo bom?
    Eu estou bem curiosa para ler os livros dessa série, pois uma amiga blogueira recomendou muito a leitura. Acredito que a história seja uma lição de vida e de amor. Não sou fã de gatos, mas gosto da relação entre o homem e seu bicho de estimação.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Não consigo me empolgar pelas histórias deste gato.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  15. Eu fui lendo a resenha com o coração bem apertado, bateu uma saudade desses dois!! Ainda não tive tempo nem dinheiro pra comprar, mas vou ler com certrzaa a escrita dele é super leve, eu li o primeiro livro e ia contanddo pro meu pai as aventuras do bob e ele sempre fala que nao gosta de gatos (nós temos dois) mas ele sempre rua ou gostava de quando eu contava :)

    ResponderExcluir
  16. Ainda não li nenhum livro sobre o gato Bob, nao gosto muito de gatos, acho que isso atrapalha um pouco, se fosse cachorro eu ia me interessar mais... hahahaa

    ResponderExcluir
  17. Sou apaixonada pelos livros do Bob! Alguns dias atrás, ganhei o segundo livro dessa série, e gostaria de saber, mesmo sem ler o primeiro livro, dá pra mim entender o segundo?
    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Julia, da para entender sim :)

      Bjs

      Excluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011