Resenha: Quando eu era Joe

by - quinta-feira, abril 10, 2014

Autora: Karen David
Páginas: 318
Ano: 2014
Editora: Novo Conceito

Imagine o que é perder, em uma única noite, sua casa, seus amigos, Como é possível viver mentindo sobre todas as coisas? Sua escola e até mesmo o seu nome. Aos 14 anos, Ty presencia um crime bárbaro num parque de Londres. A partir desse momento, tudo muda para ele: a polícia o inclui no programa de proteção à testemunha, e Ty é obrigado a assumir uma vida diferente, em outra cidade. O menino ingênuo, tímido, que costumava ser a sombra do amigo Arron, matricula-se na nova escola como Joe... E Joe não poderia ser mais diferente de Ty: faz sucesso com as meninas, torna-se um corredor famoso... Joe é tão popular que acaba incomodando os encrenqueiros da escola. Ser Joe é bem melhor do que ser Ty. Mas, logo agora, quando ele finalmente parece ter se encaixado no mundo, os atentados e ameaças de morte contra sua família o obrigam a viver no anonimato, em fuga constante e sob a pressão de prestar depoimentos sobre uma noite que ele gostaria de esquecer. Um livro – de tirar o fôlego! – sobre coragem e sobre o peso das consequências do que fazemos.

Quando eu era Joe de Keren David me chamou a atenção desde que foi lançado, vi poucos comentários, porém todos foram positivos, o que me animou ainda mais para lê-lo. A proposta é boa e apresenta um enredo diferenciado.  Ty/Joe é um personagem que deixa o leitor curioso, entretanto foi um livro que me causou diferentes sensações, e só depois de alguns dias que o li é que pude parar e fazer essa resenha, colocando em ordem meus pensamentos sobre ele.

Logo de início a narrativa em primeira pessoa por Ty me prendeu, ele nos conta que presenciou um crime, e sendo assim teve que sair às pressas da cidade com a mãe, Nick, para um novo lugar entrando para o programa de proteção a testemunha da polícia, já que os criminosos que reconhecera estavam dispostos a silencia-lo a todo custo. Assim Ty se torna Joe, mudando um pouco a aparência física, entrando para um novo colégio, e também se tornando popular, algo que nunca fora antes. Porém nem tudo na vida de Joe é fácil, e alguns problemas surgem colocando em risco não somente seu disfarce, mas também alguns segredos.

A todo o momento ficamos com aquela preocupação se Ty seria descoberto, se viriam atrás dele, essa sensação de apreensão consegue chegar até o leitor complementando assim o clima de mistério. Comecei a leitura com uma opinião sobre Ty/Joe, mas ela foi mudando aos poucos. Ele pensa e age como qualquer outro da sua idade (14), acredito que a autora acertou nesse ponto, não o subestima e também não o faz ser mais do que é. Ty gostava de ser Joe, o popular, mas pequenas mudanças e algumas atitudes me assustaram e me fizeram ver as coisas por outro lado.

"Vai ser difícil me lembrar do que posso contar às pessoas e do que devo esconder. Como se faz para mentir sobre tudo?"

Confesso que fiquei com raiva em vários momentos, Joe me irritava e de início achei isso ruim, porém depois refletindo sobre o livro percebi que foi algo bem positivo. Por mais que eu não concordasse com algumas de suas atitudes, elas me fizeram pensar, e analisando os fatos sobre todos os aspectos me senti desarmada, pois pensei se no lugar dele eu não faria o mesmo.  

Joe/Ty é um personagem tão real, tão palpável, não é perfeito, tem os medos e receios como qualquer outra pessoa, e consequentemente traz o peso do que fez. Os demais personagens secundários como Nick, Clare, Ellie também foram bem compostos. Nick não me agradou tanto, era irritante e parecia jogar nas costas de seu filho a culpa de tudo.

O livro é bom, tem uma trama interessante, é bem narrado, deixa o leitor pasmo em diversos momentos, mas acho que o fato que o fez perder pontos comigo é ser uma série. Este primeiro volume não apresenta um desfecho completo, porém termina com um bom suspense prometendo ainda mais ação para o segundo. Em seu enredo percebe-se que David se preocupou em colocar itens sociais como questionamentos sobre violência, bullying, preconceito e outros tantos que se fazem presente na adolescência, abordando-os de uma forma natural, e levando o leitor a pensar e também se entreter com o suspense das páginas.

Quando eu era Joe conseguiu me surpreender com um bom mistério, posso não ter amando, porém conseguiu mexer comigo, se tornando uma leitura inesquecível e perturbadora. Recomendo para quem gosta do gênero, e quer algo diferente para ler, sem clichês, e que te surpreenda de uma forma que você não espera. Com certeza um ótimo livro de estreia, que fará você pensar sobre as consequência de suas ações,e o poder de suas escolhas, por menores que elas pareçam ser. 

Leia também

18 comentários

  1. Tenho esse livro, mas tinha outros livros que pretendia ler primeiro.
    Agora lendo suas conclusões sobre ele,pretendo lê-lo o mais rápido possível!

    ResponderExcluir
  2. Oi Dai :)
    Também achei a premissa desse livro muito diferente e interessante. Tenho muita vontade de lê-lo por causa desse mistério que envolve toda a história.
    Mas não sabia que ele faz parte de uma série, isso me desanimou. Preferia que fosse um único livro mesmo...
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. oi Dai, tudo bem?
    então eu não curto suspenses, mas esse em questão me chamou muita a atenção. essa coisa de viver mentindo, se escondendo, sendo quem não é.....
    pena que é série!
    sou muito curiosa!!!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. acho a trama muito interessante também, e fico intrigada pois, lendo sobre o livro assim, o personagem parece ter mais do que apenas 14 anos...
    o fato de ser uma série também faz perder pontos comigo ;x

    ResponderExcluir
  5. Adoro livros que tras um bom misterio, e adoro me surpreender tbm...rsrs
    eu ouvi muitos pontos positivos sobre esse livro, espero ter a oportunidade de ler ele em breve, não sabia que era uma série... O_o

    ResponderExcluir
  6. Acho a capa horrível, mas o livro parece bem interessante, apesar do gênero não me agradar muito.

    ResponderExcluir
  7. Oi Daiane

    Nossa quando eu vi a capa desse livro fiquei muito maluca para ler, o titulo também me chamou muita atenção, mais eu confesso que eu nunca tinha lido uma sinopse dele, e nem nenhuma resenha dele, a sua resenha é a primeira que leio, e eu já adorei muito, mais muuuuuuuuuito mesmo, já quero esse livro para mim (rsrsrsrs). Bela resenha Daí.

    Bjs!!

    ResponderExcluir
  8. Fui lendo a resenho proucurando alguma pista sobre o misterio e nao cinsegui nenhum spoiler!! Hahah. Eu sempre digo aqui que eu estou fugindo de series, mas acho que essa seria uma que eu poderia começar a ler, acho que seria uma lejtura rápida...

    ResponderExcluir
  9. cara eu adorei esse livro e nem é mt estilo de leitura. nao vejo a hora de sair a continuação.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  10. Oi Dai, senão me engano essa é a segunda resenha que leio do livro e assim como a sua a primeira também foi muito positiva. Fiquei muito curiosa em conhecer esse garoto que com tão pouca idade teve que mudar totalmente sua vida, e sem ler já sei que não vou gostar da mãe dele, que culpa o garoto tem de ter presenciado um crime? Imagino que a barra não deve ser fácil, mas ela tem que entender, afinal ele não presenciou de propósito né. Espero em breve poder ler o livro e conhecer essa história. A única coisa que me desanimou um pouco foi saber qie é uma série, autores hoje em dia não "conseguem" escrever livros únicos rsrs.

    Beijos!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oie flor!!! Desde que esse livro foi lançado que eu tenho muita curiosidade de lê-lo, primeiro porque acho essa capa linda e ao mesmo tempo com um toque de mistério, reflexão. Segundo pelo mesmo motivo que você, o livro parece apresentar algo novo e sem dizer que há poucas resenhas sobre ele. Enfim, meu desejo de lê-lo só aumentou pelo fato de Joe ser uma personagem bem real, palpável e com seus defeitos assim como qualquer outro ser humano, também adorei o fato de ser narrado em primeira pessoa!!! Quero muito ler essa obra!

    Beijos!

    Meu Diário

    ResponderExcluir
  12. Realmente, li pouquíssimas resenhas e comentários sobre esse livro, e os poucos que li foram todos positivos e fiquei bem interessada pois até agora eu não vi nenhum livro com a premissa apresentada pela Karen e espero poder ler Quando Eu Era Joe um dia.

    ResponderExcluir
  13. Poxa Dai, fiquei um pouco desapontada em ser um livro que terá continuação, não sou contra séries, mas ultimamente só se faz livros assim: um aí vc ama, e logo fica chateado porque segue um segundo e terceiro que dificilmente atendem ao que gostamos no primeiro. Logo quando saiu esse lançamento eu fiz de tudo para comprar e sempre estava esgotado, agora que tem em estoque não sei se quero mais não!!!

    ResponderExcluir
  14. Eu já vi resenhas positivas e negativas sobre esse livro, ando meio indecisa quanto a lê-lo, mas como adoro um bom mistério, espero ler.

    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
  15. Eu vi quando esse livro foi lançado e tinha uma ideia totalmente diferente da realidade. Pensei que seria no estilo Belo Desastre ou Real, e me enganei completamente.
    Essa é a primeira resenha que leio sobre ele, gostei de algumas coisas e outras nem tanto. Por isso vou pensar um pouco mais pra ver se pretendo lê-lo ou não.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  16. Achei a premissa desse livro bem interessante. Ainda não li um livro com essa temática. Fiquei muito curiosa. Somente a capa não me agradou.

    ResponderExcluir
  17. Parece ser um bom suspense, mas não me empolgou muito!! A capa poderia ser um pouquinho melhor... mas tá valendo. Vai pra minha listinha de desejados, mas bem pro finzinho...

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Nick também não me desceu, muito infantil e egoísta.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011