Resenha: Um desejo selvagem

by - segunda-feira, abril 21, 2014

Autora: Sylvia Day
Páginas: 279
Ano: 2014
Editora: Paralela
Atenção! Conteúdo adulto (+18). Pode conter spoilers do primeiro volume "Um toque de vermelho", se você ainda não o leu, recomendo que não leia esta resenha. Post neutro para o top. 

Um desejo selvagem é o segundo livro da série Renegade Angels, de Sylvia Day. Enquanto os leitores esperam o fim da série Crossfire, eles vão adorar se envolver com a paixão selvagem de Vash e Elijah. Neste segundo livro da série, Vash, a segunda vampira mais importante do mundo, e Elijah, líder dos licanos, assumem o papel central. Além de serem representantes de duas espécies que sempre se perseguiram, Elijah e Vash se odeiam, mas são obrigados a se aproximar em busca de parceria numa guerra contra os anjos. O único problema é que o ódio entre eles vai se transformando em uma paixão incontrolável. Vash, uma mulher dura e determinada, perde a concentração nas lutas, passa a ter ciúmes e a não controlar mais seus sentimentos, enquanto Elijah parece decidido a conquistá-la, usando os mais tentadores artifícios.

Em “Um desejo selvagem”, segundo volume da série Renegade Angels, os protagonistas são Elijah e Vashti. Após a matilha ter se rebelado contra os serafins, coube a Elijah assumir sua posição de alfa, mas ele acaba recebendo uma proposta por parte de Syre, o líder dos vampiros, para se juntarem a eles na investigação do vírus que está tirando do controle e causando a morte de muitos vampiros. A tenente de Syre, Vash, é enviada para fechar esse acordo com o licano, mas o que nem ela e nem ele esperavam é que entre essa vampira e o lobisomem fosse nascer um grande desejo. Eles devem acertas as contas, mesmo um não tolerando o outro já por serem de grupos diferentes, no entanto negar a atração que sentem é perda de tempo.

Vash é uma vampira ruiva, linda, sexy, e muito irônica. Perdeu suas asas quando se apaixonou por outro serafim, mas ele fora assassinado por lobisomens anos antes. Agora ela vive uma vida vazia, comprometida com a causa dos vampiros, sendo uma guerreira nata. Mas quando Elijah surge consegue despertar sentimentos que até então ela não reavivara mais por nenhum homem, e aos poucos esse belo licano ultrapassa a armadura de aço dessa linda vampira. Já Elihaj, é um belo lobisomem, muito misterioso, sexy, decidido e fiel. Sabe que não deveria sentir atraído por uma vampira, pois ela matara seu amigo, mas como resistir?

Enquanto isso novas informações começam a surgir, e uma tensão ronda toda a narrativa. Quem estaria espalhando esse vírus entre os vampiros? Em uma rede de traições, segredos, e uma guerra iminente, de que lado nossos protagonistas irão ficar? Falará o desejo mais alto?

"Elijah mal tinha terminado de proferir a última frase quando ela apareceu, exatamente da forma como ele se lembrava dela - botas pretas de salto alto, macacão de lycra revelando cada uma de suas curvas, cabelos ruivos até a cintura e presas brancas e peroladas na boca. Parecia um sonho erótico sadomasoquista que se tornava realidade, e a vontade que ele sentia de fodê-la só era comparável ao de matá-la"

Sylvia Day já havia me convencido de que era capaz de escrever um bom sobrenatural assim como escreve seus livros eróticos, mas devo dizer que me surpreendi com “Um desejo selvagem”, pois além de considera-lo muito melhor que o primeiro, está mais ousado e acredito que agora a autora conseguiu encontrar um equilíbrio perfeito entre o hot e o sobrenatural, fazendo-me admira-la ainda mais, e me apaixonar de vez por esta série.

Vash e Elijah tem uma química sensacional, eles combinam, são personagens de opiniões fortes, que são mais de agir e não ficam em nenhum momento lamentando. Os diálogos entre eles são hilários, deixando no ar aquele clima de desafio, mas também de uma tensão sexual enorme. Ficamos esperando como eles iriam se render, e quando isso acontece o livro entra em uma explosão de erotismo e sensualidade que realmente é de tirar o fôlego.

"Vamos deixar isso bem claro desde o início. Nós podemos nos odiar à vontade, mas isso não muda o fato de que sentimos tesão um pelo outro. Nada é capaz de mudar isso."

No enredo deste segundo volume vemos que há uma exploração muito maior a cerca do mistério de quem estaria por trás do vírus e qual o objetivo, a autora insere algumas novas informações que além de nos surpreender, nos deixa intrigados. Também há várias cenas de ação, o que dá um toque a mais de adrenalina na narrativa, que se mostrou mais fluida e mais envolvente neste exemplar. A história dessa vez nos atrai não somente pelo romance entre os personagens, mas também pelo suspense que ronda o enredo, que a meu ver está melhor elaborado.

O desfecho deixou algumas coisas no ar e surpreende pelo rumo que a investigação do vírus tomou me deixando muito ansiosa para o próximo volume. E claro, o terceiro livro trará como foco um dos meus personagens preferidos, estou doida para saber como Sylvia trabalhará com ele! Não gosto de fazer comparações entre obras, pois acho que cada uma é única em si, mas devo dizer que eu pensava que depois de JR Ward, Richelle Mead e Jeaniene Frost nenhum outro autor conseguiria me envolver neste gênero de sobrenatural hot, me enganei feio, e devo agora dizer que Sylvia Day entrou para essa minha listinha seleta! Indico muito para fãs de sobrenaturais!

A diagramação está ótima, desde a capa com uma textura mais emborrachada, a parte interna, revisão, etc. Um desejo selvagem está quente, irônico e ainda mais envolvente em um clima sombriamente sexy, cheio de adrenalina e ação. Prepare-se para cenas ainda mais picantes, com uma dose extra de tensão, e personagens extremamente cativantes. Sylvia Day se superou, se é que isso é possível para a rainha do hot!

"Estou viciado no seu toque, mas também gosto muito de estar com você. Sua loucura combina com a minha."

Leia também

8 comentários

  1. menina essa Sylvia é uma maquininha de escrever!
    infelizmente os livros dela não me atraem!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Estou com muita vontade de ler essa série.

    ResponderExcluir
  3. Eu li o primeiro livro e gostei, não é um dos meus preferidos mas é legal de se ler, e o Adrian é tudo de bom.
    Também quero ler esse, porque gosto da Vash, ela é bem forte e não foge de uma briga por nada.
    Apesar de estar evitando os livros da senhora Day (estou com raiva por ela estar fazendo doce pra o lançamento da continuação de Crossfire), acho que esse não vou conseguir evitar.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  4. Gosto de livros hot,só tenho o pé atrás com a autora.
    Mas é preciso ler para depois ter uma idéia. E é isso que vou fazer! :-D

    ResponderExcluir
  5. Não li o primeiro, até comentei no outro post que ela está com a veia boa pra esse tipo de história né?? Agora me diz uma coisa: porque colocar frutas e lenços em capas de livros com temática erótica??? ui!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Daine

    Nossa não acredito que você já leu o segundo, você não ta rápida você ta um foguete a jato rsrsrs. Bem eu adorei sua resenha sobre o livro ficou ótima como sempre.
    Não acredito que você gostou mais desse do que do primeiro, como você sabe eu ainda não li os livros mais pela sua resenha admito que eu me cativei mais pela primeira resenha, eu me encantei muito pelo Adrian Mitchell (mentira eu me apaixonei por ele rsrsrs), mais o Elijah também parece ser um ótimo personagem, eu sinceramente não vejo a hora de poder ler esses livro, mais eu fiquei bastante curiosa pelo terceiro livro você disse que vai ser a história do seu personagem favorito ou do que você mais gosta, só sei que eu fiquei bem curiosa pra saber que personagem é esse, então eu fui atrás das sinopse desses livro e eu li uma sinopse do terceiro livro só não sei se é a sinopse certa, só sei que eu já tenho uma ideia de quem seja esse personagem, e não vejo a hora de ver uma resenha sobre o terceiro livro.

    Bjs!!

    ResponderExcluir
  7. Não conheço o trabalho da autora inda, e esta série me interessa mais que a outra.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  8. Um livro hot com uma pegada sobrenatural?? interessante a ideia... apesar de nao curtir muito esses romances hot gostei desse, é uma série que eu nao conhecia, mas que me interessou muito.. :D

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011