Semana Passarinha - Dia mundial da conscientização do autismo

by - quarta-feira, abril 02, 2014


Texto por Daiane (No Universo da Literatura) e Gustavo (Jantando livros)

Hoje, dia 2 de abril é considero o dia internacional de conscientização do autismo. O autismo afeta mais meninos do que meninas (cerca de três vezes mais). Ainda não se sabe a causa exata da síndrome, o que se percebe é que há um conjunto de fatores, mas nenhum foi considerado isolado como o causador. Diversos são os sintomas, como ter os sentidos (audição, visão, paladar, olfato, tato) mais sensíveis, movimentos repetitivos, se comunicar com gestos, não manter uma conversa social, problemas com o desenvolvimento da linguagem, repetir palavras ou frases que memorizou (ouviu alguém falando), é mais retraído, entre outros.

O importante é saber que há tratamento, e este deve ser direcionado para a cada necessidade específica da criança. Normalmente há um trabalho de uma junta médica, como terapia ocupacional, terapia comportamental, etc.  Hoje o tema é bastante discutido, e vemos que a mídia está fazendo uma abordagem maior, seja em programas de TV, como novelas, jornais, ou seja, o assunto tem chegado até as diferentes casas e pessoas.

Na literatura, um dos exemplos de livros que abordam o assunto é “Passarinha”, lançado pela Editora Valentina no ano passado. O livro nos conta a história que Caitlin, uma garotinha de 10 anos, portadora da Síndrome de Asperger, que acabou de sofrer uma perda muito grande em sua vida. Uma das características dessa síndrome é a dificuldade em expressar emoções, o enredo então apresenta a vida de Caitlin após essa perda, toda sua rotina, sua dificuldade em entender o que aconteceu e aceitar isso, seu convívio com o pai e o quão difícil é também para ele lidar com todo o sofrimento pelo qual estão passando e ser pai de uma criança especial nesse momento. A relação social da protagonista também é um dos pontos centrais da obra e sua convivência na escola com as demais crianças e com os professores é bastante destacada.

O livro é um soco no estômago de quem vive reclamando por coisas fúteis, banais, e não vêm que existem pessoas com dificuldades infinitamente maiores. A obra de Kathryn Erskine traz uma dura lição de vida, motivação e superação. Uma história que me emocionou do começo ao fim e entrou para a lista de melhores de 2013. Caitlin não apenas me fez refletir sobre a vida, mas me ajudou a me tornar mais humano, e essa é uma lição que não dá esquecer.

No mundo de Caitlin tudo é preto ou branco. As coisas são boas ou más. Qualquer coisa no meio do caminho é confuso. Essa é a máxima que o irmão mais velho de Caitlin sempre repetiu. Mas agora Devon está morto e o pai não está ajudando em nada. Caitlin quer acabar com isso, mas como uma menina de onze anos de idade, com síndrome de Asperger ela não sabe como. Quando ela lê a definição de encerramento ela percebe que é o que ela precisa. Em sua busca por ele, Caitlin descobre que nem tudo é preto ou branco, o mundo está cheio de cores, confuso e bonito. 






Confiram o booktrailer de Passarinha



Leia também

12 comentários

  1. Eu conheci o autismo pela primeira vez, através de um filme que um dia estava passando na TV, lembro que eu era bem pequena mais eu nunca mais esqueci esse filme, foi um filme muito emocionante para mim, ate hoje eu fico procurando esse filme na internet, para poder assisti-lo de novo um dia, lembro ate de ter chorado um pouco com há historia que é contada no filme (o filme foi baseado em fatos reais).
    Adorei esse texto Daiane e Gustavo, parece ser um livro bastante emocionante e lindo. Eu gostaria muito de lê-lo um dia quem sabe.

    ResponderExcluir
  2. ainda não li este livro, e apesar de não conhecer ninguém autista, sei que aqui na minha cidade tem bastante caso pois minha tia é professora, e nas escolas que ela trabalha ela me conta de várias crianças (em sua grande maioria, meninos) com autismo
    tenho vontade de ler o livro para conhecer melhor este tipo de pessoa. acredito que será um soco mesmo, pois as vezes reclamamos mesmo por coisas sem grande importância né.

    ResponderExcluir
  3. acho de suma importância tocarmos em um tema tão pouco discutido na nossa sociedade e que ainda sofre tanto preconceito. Infelizmente, as pessoas julgam sem saber e muitas vezes por não saberem lidar se retraem.

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Acho tão linda essa estória, agente entende melhor a Cida da pessoa que tem autismo, eu já uma resenha positiva sobre esse livro e tmb me falaram que é muito bom.

    ResponderExcluir
  5. Adorei participar da #SemanaPassarinha! <3
    É tão importante falar e discutir sobre o tema e elucidar algumas dúvidas! E Passarinha (e Caitlin) são puro <3 <3 <3

    Beijos,
    Lygia - Brincando com Livros

    ResponderExcluir
  6. Oi Dai, não conhecia esse livro e, confesso que fiquei morrendo de vontade de conhecer essa história!! Amo livros assim que mexem com a gente, nos fazendo refletir sobre a vida e sobre nós mesmos.
    Ainda mais por ter esse enredo que fala sobre o autismo, nunca li livros com personagens assim, e acho muito importante falar sobre esse assunto, e melhor ainda, através de livros <3
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Oi Dai, nunca li nada sobre o autismo e também nunca tive contato, mas acho muito importante falar desses assuntos para as pessoas se conscientizarem e saberem mais a respeito, muita gente nem sabe do que se trata. Sobre o livro Passarinha desde que lançou eu tenho muita curiosidade em ler.
    Parabéns pelo texto.

    Beijos!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Daiane, muito boa esta iniciativa de conscientização de um problema que não é muito conhecido. Eu acabei me interessando mais pelo livro.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Morro de vontade de ler esse livro, acho a capa tão sensível *o* E a sinopse é muito interessante, já li muitas resenhas. Existe um filme que fala sobre a síndrome de Asperger, acho que se chama "o primeiro da sala". Não me lembro.
    Bom, enfim, beijos!

    ResponderExcluir
  10. Quando eu li a sinopse desse livro pela primeira vez eu soube que eu tinha que ler!!!! Ainda não tive a oportunidade, mas espero conseguir comprá-lo em breve!

    ResponderExcluir
  11. Oie Day! Comentando um pouco atrasada, mas acho que tá valendo!! heheh
    Eu achei linda essa iniciativa em fazer a semana mundial do autismo!!!
    Tenho muita vontade de ler esse livro Passarinha, a capa dele é linda e a história parece ser bem emocionante!

    Beijos!

    Meu Diário

    ResponderExcluir
  12. Day tem um filme (uma animação que eu costumo chamar de desanimação por ser tão triste) que é sobre uma forma de autismo que é o Asperger (o mesmo tema de Passarinha) que é MARY AND MAX que trocam cartas e suas vidas são envolvidas um pelo outro num ciclo de amizade e confiança belíssimo. Amo esse desenho e sempre que posso assisto. E quando vi essa temática sendo abrodada novamente (agora em um livro) fiquei encantada e desejosa de ler. O importante não é apenas conscientizar, mas incluir....

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011