Resenha: A garota certa

by - segunda-feira, junho 30, 2014

Autora: Ali Cronin
Páginas: 292
Ano: 2014
Editora: Seguinte

Para Ollie, sexo sempre foi sinônimo de diversão, e namorar sério era algo assustador. Durante muito tempo seu estilo de vida funcionou, mas aos poucos começou a sentir um vazio cada vez maior - e nem imaginava que a solução estava bem ao seu lado. Desde o jardim de infância, Sarah era sua melhor amiga. Depois que ela sofreu sua primeira grande decepção amorosa, eles ficaram ainda mais próximos, e a turma inteira percebia que estava rolando um clima...Só faltava admitir. Mas manter um relacionamento para valer significaria compartilhar as aflições que Ollie estava acostumado a guardar a sete chaves. Suas angústias iam desde as mudanças de humor repentinas da mãe, que passava da depressão ao êxtase num piscar de olhos, até o descaso completo do pai. Isso sem falar em um problema de saúde que ele escondia até dos melhores amigos...Ollie precisava descobrir um jeito de enfrentar essa situação sem magoar a si mesmo - e sem machucar a garota com quem mais se importava. 'A garota certa' é o quinto volume de 'garota heart garoto'.


Neste quinto volume da série Garota Heart Garoto, o protagonista da vez é Ollie, o moço bem humorado e que sente algo a mais por sua amiga, Sarah. Eles sempre foram amigos, porém não há como negar a atração que sentem, mas valeria a pena arriscar essa amizade em nome de sentimento? E se não desse certo? Mas Ollie enfrenta sérios problemas em casa, uma mãe bipolar, um pai músico que não está nem ai para família, e um problema de saúde sério. Ele nunca contou essas coisas para seus amigos, mas de fato o moço carregava uma grande responsabilidade e sérias preocupações, como permitir que alguém adentrasse essa parte de sua vida?

Eu gosto muito dessa série, é uma das poucas que fala do universo jovem de uma forma realista. Os personagens de Cronin enfrentam problemas que muitos adolescentes também enfrentam nessa fase, dúvidas, romances, dramas, inseguranças e isso que os tornam tão mais fáceis de serem alvo de identificação com o leitor.

Porém com Ollie senti uma diferença com os livros anteriores, a história está mais intensa, os problemas que ele enfrenta muitos adultos não teriam peito de enfrentar da mesma forma, não com a mesma garra, determinação e maturidade. Prova disso foi o próprio pai de Ollie que fugia de tudo isso e a responsabilidade acabava ficando com o moço. De todos na série até agora, ele com certeza foi o que mesmo com vários defeitos e qualidades, conseguiu me cativar mais, e eu realmente não esperava por isso.

“(...) Meus ‘sentimentos’, tais como se apresentavam, pareciam entorpecidos. Não estava sentindo nada. Minha cabeça estava cheia de Sarah, mas isso não se traduzia em nada que eu soubesse nomear. Eu não estava feliz, nem triste, nem esperançoso, nem desamparado. Estava apenas... vazio. Sarah tinha entrado em meu cérebro e sugado toda a energia.”

Cronin o compôs Ollie tão bem, narrando em primeira pessoa, ela realmente nos trouxe um garoto que pensa como qualquer outro de sua idade, nos proporcionando risos, e também nos emocionando. Um personagem realmente palpável, doce e humano. Já Sarah, que tivemos oportunidade de conhecer no primeiro livro, aparece bastante nesse, e é claro o sentimento que eles têm o que deixa a história fofa, e com aquele clima “será?”.

A garota certa nos emociona, tem no enredo um drama mais carregado por colocar em questão a amizade do grupo também, sem contar que os personagens estão amadurecendo, e a autora mostra isso. A vida de cada um não estacionou, alguns passam por momentos conturbados, e isso é muito legal, mostrando que não há felizes para sempre, e a vida é sim cheia de altos e baixos.

Uma história muito bem trabalhada, envolvente, que traz os percalços do primeiro amor, o significado da amizade e os obstáculos que a vida coloca em nossos caminhos, uns grandes outros pequenos, porém que estão ali e devemos aprender a lidar com eles. Como vocês sabem, não precisa ler em ordem, porém a cada livro que eu leio fico com o coração mais apertado. É uma das poucas séries adolescentes que tratam os adolescentes como eles são, com seus sonhos e inseguranças, sem subestimar e nem superestimar essa fase tão conturbada. Toda vez que leio é como seu junto deles eu revivesse esse período, o último ano, o frio na barriga, as paixões, a ansiedade, as escolhas. Cronin mais uma vez arrasou!

Leia também

3 comentários

  1. tenho vontade de ler os livros dessa série, só não acho que sejam os que mais anseio!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. ainda não li os livros desta série, mas pelo o que andei lendo sobre eles, todos são muito bons
    só acho que as capas não recebem tanto a atenção devida, acho que deveriam ser mais bonitas.... enfim,
    essa trama me lembrou vários outros livros que já li! hehe
    fiquei com dó do personagem, mas ele parece ser bem maduro mesmo!!!

    ResponderExcluir
  3. Ei... adorei o sei blog...
    Eu ainda não conhecia essa série, muito menos a autora... gostei bastante de sua resenha e vou agora procurar os livros pra ler! Beijos e sucesso :)

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011