Resenha: Subindo pelas paredes

by - sábado, junho 21, 2014

Autora: Alice Clayton
Páginas: 256
Ano: 2013
Editora: Benvirá

A primeira noite de Caroline em seu novo apartamento é uma promessa de que dias – e noites – agitados virão. Ela não poderia imaginar que dividiria a fina parede do seu quarto com um cara capaz de deixar uma mulher completamente maluca na cama. Aliás, uma não, Caroline já contou pelo menos três gritos e gemidos diferentes. Conviver toda madrugada com a animação do apartamento ao lado deixa Caroline ainda mais afundada na crise sexual que a acompanha há tempos. Mas ela nem sequer pode imaginar que o vizinho que ela abomina talvez seja o único capaz de lhe trazer de volta seus orgasmos. Em Subindo pelas paredes, Alice Clayton mistura humor, paixão e boas doses de sensualidade, capazes de fazer qualquer uma cair de joelhos e se apaixonar.

Eu tenho que confessar que a capa e o título sugestivo foram o que me atraíram para Subindo pelas paredes. Após ler a sinopse, tive certeza que teria de lê-lo, e no mesmo momento o coloquei na lista de desejados. Quando o tive em mãos, abri a primeira página para ler no ato assim que recebi, e devo dizer que não queria parar. É difícil um livro me segurar já pelos primeiros parágrafos, mas assim que pus os olhos me senti encantada com a Caroline.

Caroline havia acabado de chegar ao seu no novo apartamento, sua vida sexual não andava lá muito movimentada, ou seja, estava literalmente na seca. E na primeira noite sua de sono no local, seu vizinho está literalmente derrubando a parede, arrancando suspiros de sua parceira (cada dia parecia ser uma diferente). O apartamento ao lado literalmente pegava fogo, que homem era esse que fazia as mulheres se transformarem na cama? E Carol ouvia tudo! T.U.D.O. Chegou até a colocar apelidos diferentes para cada garota. Agora o que ela não imaginava, era que o dono daquele harém era um homem realmente de tirar o fôlego! E quando vai até o apartamento do moço para dar uma bronca nele devido ao barulho que não a deixava dormir, ela tem uma bela surpresa...

O humor é marcante na narrativa de Clayton, a forma como ela consegue aliá-lo a sensualidade, deixa a obra num equilíbrio suave em que o leitor se envolve num nível que sente realmente relaxado perante a leitura, usufruindo-a e a degustando aos poucos. É uma sensação deliciosa quando você se sente a vontade com o que lê, e sem perder os nuances de romance, paixão, tensão e ironia.

" - Eu estava pensando, já que somos vizinhos e tal..
Me virei para fitá-lo. Ele tinha um sorrisinho sexy no rosto, e eu sabia que essa era sua arma para fazer as calcinhas se abaixarem. Mal sabia ele que eu não estava usando nenhuma naquela noite."

Os diálogos foram perfeitos, não consigo achar adjetivo melhor para descrevê-los. Parece que os personagens tomam vida em sua mente, as falas são naturais, com um toque sarcástico que nos arrancam boas gargalhadas e também aumenta aquela tensão gostosa de início de um romance.

Caroline é uma mulher assim como todas nós mulheres somos, ela não é perfeita, tem seus momentos bons e ruins, assim como nós. Sofre dessa montanha russa de emoções que nos acompanham, têm manias que nos são comuns, ela é tão humana que é impossível em algum momento não se sentir retratada nessa personagem. Já o vizinho, bem, este é um caso a parte, e que parte (abanem-me), gente, coitada da Carol, com um homem desses morando ao lado, haja parede que resista mesmo!

Mas sabe que o bacana, além deles serem personagens ótimos, é que você também aprende com eles. Mensagens de que nem tudo é o que aparenta ser, sobre a questão de julgarmos antes de conhecermos, e como se despir dos medos pode ser algo muitas vezes essencial, são perceptíveis enquanto lemos. Eu não digo para vocês que eles amadurecem na trama, eles já são pessoas maduras, mas posso afirmar que eles se encontram de uma forma única, e principalmente nos ensinam que muitas vezes é preciso estar disposto a arriscar por aquilo que acredita, pois só assim algo que tanto queremos pode dar certo.

"Esteja consciente das paredes que você ergue e do que pode estar do outro lado.
Confúcio, você me mata."

Eu amei esse livro, Alice Clayton me conquistou pela sua narrativa contagiante, bem humorada, que flui com naturalidade. As cenas mais picantes foram igualmente compostas com muita habilidade, deixando nas páginas uma tensão sexual enorme, porém que não nos frustra, ao contrário, nos deixa ávidos para saber como tudo terminará. É um livro que não está cheio de cenas de sexo, porém as poucas que tem foram perfeitamente trabalhadas, deixando a obra leve, e ao mesmo tempo, sexy. Tudo perfeitamente dosado para que o leitor não sinta falta de nada, e tenha em mãos um livro único e completo em si mesmo, com um enredo simples e muito bem conduzido.

Recomendo e muito! Para quem gosta de bons romances, algo mais leve e também sensual. A edição está belíssima, e eu adoro essa capa, a Benvirá fez um ótimo trabalho. Leiam, leiam, leiam, e se preparem para rir muito, se emocionar, rir mais um pouco, Subindo pelas paredes, nos deixa literalmente subindo pelas paredes de vontade de ler mais e mais, realmente viciei na escrita maravilhosa de Clayton.

Leia também

11 comentários

  1. Esse livro parece ser bem gostoso de se ler.
    Romance com pitadinhas de humor,é o máximo!

    ResponderExcluir
  2. Oiii..
    Acho que está capa combina muito com a sinopse.
    Tenho curiosidade em ler o livro, só não tive oportunidade ainda.
    Gostei da resenha e de saber que dá até para rir na leitura.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. não conhecia esse livro, mas percebi que tem um enredo novo e o erótico é bem desenvolvido!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi! Eu li uma resenha desse livro em outro blog com a capa estrangeira e já chamava minha atenção, agora então, já o coloquei na lista de desejados. Sua resenha me deixou curiosa e intrigada para tê-lo e lê-lo. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Gostei tanto da sua resenha e que já comecei a ler esse livro haha Estou adorando!

    ResponderExcluir
  6. ai Dai, quando vi a capa deste livro não imaginava que se tratava de um livro assim, mas também não sei o que esperar com este título ai... enfim,
    estou bem curiosa para conhecer a trama. a história parece ser muito divertida e engraçada!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Daiane

    Nossa dessa vez você voltou com toda força, adorei a resenha e já conhecia o livro, mas nunca tinha lido uma resenha dele, e já adorei sua resenha ficou ótima.
    Quero muito lê-lo, ele também estar na minha lista de desejados e não vejo a hora rsrsrs

    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  8. Eu não gosto desse tipo de livros.Apesar da capa ser linda o conteúdo não me atrai. Espero mudar de opinião a respeito de livros assim.
    beijos
    http://www.vicioemlivros.com/

    ResponderExcluir
  9. Livros hot/sexy/eróticos, porque vocẽs tem o dom de serem tãaaaaaaaaaaao iguais entre si??? Se realmente houvesse um diferencial as pessoas teriam mais vontade de ler... Mas são tão clichẽs que a gente tem a ideia de quem escreveu estava copiando outro hot já existente

    ResponderExcluir
  10. Caraca Daiane, 3 gemidos diferentes? Assim como você, a sinopse já me deixou bem curiosa com o livro, bom saber que vale a pena.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Alguém sabe dizer se os outros livros desta série serão publicados aqui no Brasil?

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011