Apenas ouça seu coração

by - segunda-feira, julho 28, 2014

Todos nós chegamos a uma fase da vida em que simplesmente paramos em nós mesmos e começamos a olhar ao nosso redor e questionar.  Para alguns vem quando jovens, para outros quando adultos, mais velhos, não importa, esse momento sempre chega. De repente tudo que lhe satisfazia antes agora não faz mais sentido, ou os rumos de tudo está tão incerto em sua mente, quem enfim seu coração assume a voz e conversa diretamente contigo.

E assim você se sente um pouco perdido, pois é tão comum sermos direcionados em tudo, sempre saber o que queremos e sentimos, que quando enfim temos a oportunidade de nos reavaliar e construir nossa nova estrada os caminhos desconhecidos tornam-se potencialmente excitantes, mas também traz aquele leve véu do medo sobre a alma.

Esse medo nada mais é que uma reação comum de quando saímos de nossa zona de conforto. Porque temos a idealização de que aquilo que nos deixa confortável nos é seguro.  E assim esquecemos que nossos caminhos são feitos de incertezas, e que nenhuma certeza é suficiente perante os imprevistos que a vida nos dá.

Nesse momento terás que provar o quão forte é. Porque forte mesmo é aquele que consegue se ouvir e seguir aquilo que realmente deseja. É o que se joga dentro de um abismo de possibilidades com um sorriso no rosto e o coração aberto. O que para muitos pode ser um suicídio de carreira, de chance, de vida comum, para esses é simplesmente a chance da libertação das garras desse medo ‘auto-imposto’. Não há inimigo maior que nós mesmos. Pois somente nós sabemos o que se passa em nosso coração e mente, e assim podemos simplesmente despertar para a vida ou condena-la a sua morte de espírito.

De repente assim do nada, o tudo começa a ficar sem sentido e o nada passa a ser tudo. É só você, sabendo que só pode contar consigo mesmo. Saiba que nenhum caminho será repleto de sorrisos, independente de suas escolhas. Algumas conquistas envolvem espinhos em seu trajeto. Mas o fato de querer estar ali já valerá a pena, e cada lágrima não será em vão. É em momentos como este que você aprende a se reconstruir.

Você abriu os olhos para si mesmo, é o sinal que a vida te deu de que as portas da prisão de sua mente foram abertas, e a maior liberdade que você pode ter é viver sua vida sem medo e por si mesmo. Afinal, é só isso que ela exige de você, pois as outras escolhas são todas de sua responsabilidade.

Se as batidas do seu coração se intensificarem estará no momento certo, se atente para o que sente, para o desejo que brilha em seus olhos, pela adrenalina que percorre teu corpo. Se jogue, por mais louco que seja, pois normalidade é para os fracos. Os que realmente sabem viver são os loucos, pois antes o lirismo dos clowns de Shakespeare, que se perdem dentro de suas próprias mentes, ao lirismo raquítico daqueles que apenas tem uma vaga noção do que sentem, e limitam seu viver apenas ao respirar, esquecendo-se de inspirar a poesia dos seus dias.

Leia também

1 comentários

  1. sem zoar seu texto me fez chorar, ele me tocou de uma forma muito emocionante
    esse ano ta sendo de muitas mudanças e nem sempre tenho parado para perceber os sinais que me são dados!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011