Especial Paulo Leminski

by - terça-feira, julho 01, 2014

Razão de ser

Escrevo. E pronto.
Escrevo porque preciso,
preciso porque estou tonto.
Ninguém tem nada com isso.
Escrevo porque amanhece,
E as estrelas lá no céu
Lembram letras no papel,
Quando o poema me anoitece.
A aranha tece teias.
O peixe beija e morde o que vê.
Eu escrevo apenas.
Tem que ter por quê?



Paulo Leminski sem dúvida é um dos maiores poetas de nossa literatura nacional. Este paranaense, conhecido pelo seu bigode marcante e palavras que em suas mãos transformavam-se na mais refinada matéria prima. Leminski compôs poesias, poemas, versos que através da simplicidade e beleza marcaram um período poético e influenciou os que vieram a seguir.

Porém engana-se quem pensa que ele era somente poeta! Não, Leminski era o exemplo da pluralidade artística, ele também foi compositor, tendo inclusive suas canções gravadas por Caetano Veloso, redator, romancista, tradutor, traduzindo por exemplo obras de autores como James Joyce, também foi um grande estudioso da cultura e literatura japonesa.

Um poeta de vanguarda, que através de seus poemas com jogos de palavras, ironias e simplicidade, soube falar do amor, da vida, da fé, da dor e da poesia em si. Leminski se destacou em sua época e gravou seu nome dentre os melhores poetas que já habitaram essas terras tupiniquim. Uma joia de nossa literatura nacional com certeza, que nos deixou em 7 de junho de 1989, vítima de cirrose hepática.

Em 2013 a Companhia das Letras lançou o livro “Toda Poesia”, que reúne os versos do autor em uma edição caprichada, com apresentação de Alice Ruiz. Este é um ótimo livro para quem deseja conhecer mais sobre grande poeta ou para aqueles que já o admiram, é uma obra de arte!




Amar você é coisa de minutos…

Amar você é coisa de minutos
A morte é menos que teu beijo
Tão bom ser teu que sou
Eu a teus pés derramado
Pouco resta do que fui
De ti depende ser bom ou ruim
Serei o que achares conveniente
Serei para ti mais que um cão
Uma sombra que te aquece
Um deus que não esquece
Um servo que não diz não
Morto teu pai serei teu irmão
Direi os versos que quiseres
Esquecerei todas as mulheres
Serei tanto e tudo e todos
Vais ter nojo de eu ser isso
E estarei a teu serviço
Enquanto durar meu corpo
Enquanto me correr nas veias
O rio vermelho que se inflama
Ao ver teu rosto feito tocha
Serei teu rei teu pão tua coisa tua rocha
Sim, eu estarei aqui

E nós os blogueiros organizadores da Semana Companhia das Letras nos inspiramos e estamos nos sentindo meio Leminkis hoje...

Daiane, Gustavo e Luara

Leia também

7 comentários

  1. Adoro a escrita do Leminski. Ele era simples, direto e profundo ao mesmo tempo. Impossível não se apaixonar.
    Vou acompanhar essa semana.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho

    ResponderExcluir
  2. com certeza uma bonita homenagem e mais ainda um importante reconhecimento ao autor
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que lindo!!!!!

    Leminski é um gênio.
    Não era. Ainda é.
    E vocês sabiam que por causa do livro que Domingos Pellegrini escreveu sobre seu amigo Leminski que a discussão e a quase censura das biografias não autorizadas começou??

    Sim, essa brigaiada toda é por causa disso.

    Leminski não está mais aqui, mas continua causando, rsrs.

    Adorei e vou acompanhar com certeza!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. COmo não se apaixonar, se envolver com o estilo Leminski? Em tiros certeiros, recados rápidos, ele manda a flecha direto ao coração! Agora tão mais conhecido pelas divulgações nas redes sociais, sua obra é primorosa e merece ser conhecida.
    Desejo Toda Poesia. Isso me alimenta e inspira, leio todo dia uma pra ficar inteira.
    Leminski sempre, viva! (amei os bigodóns)
    Beijo!
    As Meninas que Leem Livros

    ResponderExcluir
  5. hahaha, adorei as fotos!
    apesar de morar na terra dele, não sou grande fã dele não. na verdade não é que não sou grande fã dele, não gosto muito de poesia, então não me interesso muito...
    mas de qualquer forma admiro ele! um grande escritor e compositor!

    ResponderExcluir
  6. Estou para ler um livro sobre a vida dele mas to empacada a leitura não flui muito fácil, mas depois do eu post vou dar mais uma chance quem sabe acabe gostando.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  7. Acredita que eu nunca li um livro dele? Não que eu leia só best-sellers e fantasia, eu leio poesia, mas nunca li um livro dele... em compensação estou numa maratona de Mário Quintana aqui!

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011