Resenha: O cachorro amarelo

by - segunda-feira, julho 07, 2014

Autor: Georges Simenon
Páginas: 135
Ano: 2014
Editora: Companhia das Letras

O cachorro amarelo se passa na cidade costeira de Concarneau, na região francesa da Bretanha. Após o assassinato de um mercador de vinhos, Maigret passa a desconfiar de Emma, uma garçonete submissa. A chave para a resposta, contudo, está num misterioso cachorro amarelo que vaga pelas redondezas e costuma repousar aos pés de Emma.





Este é o primeiro livro que leio de Georges Simenon, já havia ouvido alguns comentários a respeito de suas obras, e aproveitando lançamento dessa edição pela Companhia das Letras resolvi dar uma chance para o autor. Simenon é um nome forte dentro do suspense clássico, o autor faleceu em 1989 e escreveu 75 romances e 28 contos, todos tendo como protagonista o comissário Maigret.

Em “O cachorro amarelo” o que temos são vários acontecimentos que vão surgindo a partir do primeiro atentado, todos eles de se relacionam e mantém o clima de mistério. É essa sensação de “quem será o próximo?”, e “quem estará por detrás desses atentados?” que nos prendem à leitura. O cachorro nos instiga, que ligação ele tem com as vítimas? Por que sempre por perto nesses momentos? São esses pequenos detalhes que chamam o leitor para dentro dessa história.

A escrita de Simenon é rápida, ele não se apega a detalhes, somente ao essencial, e por esse motivo a leitura é mais corrida. Contudo ele consegue escrever um bom livro e prender nossa atenção às paginas. Algo que notei em sua narrativa era a forma como as expressões de seus personagens não passavam despercebidos, pequenos detalhes que apareciam, expressões, que nos remetiam ao psicológico dos mesmos, acrescentando uma tensão ao redor do suspense. Surpreendendo-nos aos poucos, novas informações vão sendo inseridas aqui e ali, instigando nossa curiosidade acerca dos personagens, e em pouco tempo nos vemos envolvidos pelo mistério presente.

"Havia nela uma humildade exagerada. Seus olhos cansados, sua maneira de se movimentar sem fazer barulho, sem bater em nada, de tremer inquieta à menor palavra, encaixavam bem na ideia que se faz da serviçal acostumada a todas as durezas. No entanto sentia-se debaixo dessas aparências como que umas pontas de orgulho que ela se esforçava para não deixar transparecer."

Confesso que não esperava lê-lo tão rápido, em menos de duas horas eu já havia finalizado a leitura. Talvez o tamanho dele ajude, porém me sentia compenetrada na trama composta pelo autor, não senti o tempo passar. Com uma boa reviravolta e surpresa senti que valeu muito a pena lê-lo. Há um ar nostálgico, um clima daqueles velhos livros que se passam no século XX, que torna a leitura ainda mais mágica.

Fiquei com muita vontade de ler mais obras do Simenon, se eu tivesse com mais alguns exemplares dele ao meu lado no momento que terminei “O cachorro amarelo” com certeza teria lido sem parar. O comissário Maigret é um personagem esperto, com uma agudez e ótimo senso de observação, não é de desperdiçar tempo e nem meias palavras, indo direto ao ponto. Algo que também achei interessante era o papel da imprensa, percebe-se que mesmo com o passar de tantos anos algumas coisas não mudaram, como o sensacionalismo, deixar a população amedrontada, manchetes chamativas para se lucrar com o medo e o pânico da população local. 

Este livro é perfeito para ler quando se quer um suspense mais tradicional, um clássico leve. Não espere encontrar grandes dramas, mas sim uma obra com um clima de mistério de bons suspenses do século passado.  E principalmente quando se quer ler algo rápido e de boa qualidade ao mesmo tempo, ou fugir dos suspenses convencionais. Simenon está aprovado, e claro, recomendado!

Leia também

6 comentários

  1. todo o clima de investigação é bem atrativo, ne?
    acho interessante ir acompanhando os passos e tentar desvendar o mistério.
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. adoro livros de suspense, e, apesar de já ter ouvido falar muito do autor, nunca li nada dele...
    parece ser um livro ótimo, bem do jeito que eu gosto!
    só achei o nome e a capa meio sem sentido, mas tudo bem... hehe

    ResponderExcluir
  3. Oi Daiane, este eu passo, tá?
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nada do autor,mas adoro um bom suspense e acho que escolherei esse livro pra debutar nas obras dele,parece ser um suspense super envolvente e mega interessante.... Adorei a resenha e a dica.

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o autor (que vergonha minha). E me lembrou muito Agatha Christie, do qual acho muito bom para ter uma leitura de alta qualidade mas bem fácil e de muito suspense para a revelação final.

    Shadai Vieira

    ResponderExcluir
  6. Fica o convite para conhecer o Clube do Crime, página dedicada ao catálogo policial da Companhia das Letras, que está republicando a obra de Georges Simenon no Brasil!

    Site: http://www.clubedocrime.com.br/
    Facebook: https://www.facebook.com/clubedocrime

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011