Resenha: Fangirl

by - sábado, novembro 29, 2014

Autora: Rainbow Rowell
Páginas: 421
Ano: 2014
Editora: Novo Século
Compre aqui: Livraria Saraiva

Cath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme. Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou na vida real. Mas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto. Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiências. Será que Cath está pronta para começar a viver sua própria vida? Escrever suas próprias histórias?

Desde que li Eleanor e Park, eu simplesmente fico ansiosa para cada novo livro que Rainbow Rowell lança. Então foi com muito entusiamo que comecei a leitura de Fangirl, que já fascina pela capa e pela capacidade dessa autora de criar sempre histórias únicas. 

Eu gostaria de saber qual é o segredo da Rowell para compor personagens tão bons, a facilidade que ela tem de dar vida a estes e construir suas personalidades marcantes é algo muito perceptível e admirável. O leitor consegue se sentir próximo e cativados por eles, seus problemas nos fazem se identificar e claro, rir muito! 

Cath é uma fangirl de carteirinha, escritora de fanfic de uma série de livros de sucesso, e que acaba de entrar para a faculdade com Wren, sua irmã gêmea. Elas querem coisas diferentes na fase que estão, e a única semelhança agora é na aparência física mesmo. Mas devo confessar que o personagem que me ganhou mesmo foi Levi, melhor pessoa, melhor ser humano (se ele existisse, claro), foi o que me rendeu altas risadas e me fez amá-lo página a página, simplesmente encantador! 

Os diálogos, com certeza, são os pontos fortes de Fangirl, eles fluem naturalmente, são gostosos de ler e não são forçados. Outro ponto que me se destaca nessa obra é a capacidade de Rowell de nos cativar não para uma, mas duas histórias! É impossível não ficar ansioso com a fanfic de Cat, e seus personagens, ao mesmo tempo que ficamos curiosos para saber se ela terminaria a história a tempo e como resolveria os dilemas que estava enfrentando. A forma como a autora encaixou duas histórias em uma é simplesmente genial. 

Tudo corria bem, eu estava amando o livro, mesmo! Mas o final me fez ter vontade de ir até a casa da autora e exigir dela mais páginas. Não acredito que ela teve coragem de terminar da forma que terminou, foi muito abrupto, eu queria mais, pois a meu ver algumas coisas precisariam ainda ser concluídas, e isso é que me revoltou e me fez surtar e ficar falando sozinha durante dias “como assim? E o resto? E como terminou isto e aquilo?”. 

Ainda acho que Eleanor e Park é superior a este, mas ainda assim é um livro que gostei, foi uma leitura divertidíssima. Fangirl consegue envolver, é leve, traz uma mensagem sobre amadurecimento, desafios e os constantes obstáculos que enfrentamos nessa fase de saída da adolescência e começo da vida adulta, o que com certeza faz o jovem leitor se identificar. E de verdade, mesmo eu já sendo adulta, várias e várias vezes me identifiquei com Cat, com minha fase de fangirl, e paixões por personagens, pois quem nunca não é mesmo?

P.S: Ouso a dizer que Raibow Rowell é a versão feminina do John Green. Ou o John Green de saia, enfim... 

Leia também

4 comentários

  1. oi flor, eu vejo tantos elogios que fico admirada, pelo visto Raibow chegou para ficar!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Daiane!
    Apesar de ter imensa curiosidade pelos livros da autora, vou esperar um tempo para ler. Em outras oportunidades me decepcionei com livros super comentados, como A culpa é das estrelas e Métrica. Mas pretendo começar por Eleanor e Park. Torço para que me encante também.

    Beijos!!!
    (:

    ResponderExcluir
  3. Não sabia do livro, mas pela resenha me pareceu ser muito bom... Hahs meio que me identifiquem (eu tbm tenho uma irmã gêmea lol). Fiquei com vontade de ler!! Assim como Eleanor e Park q conheci aqui no blog e adorei. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Daiane, tudo bem?

    FanGirl é um dos livros mais quero ler, pois curti muito Eleanor e Park e acho que, apesar de não ficar maravilhado, vou curtir esse livro também.

    PS: Adorei o que você falou sobre a ela ser a versão feminina do Green. Realmente, parece. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011