Resenha: No encontro de uma constante

by - sábado, dezembro 06, 2014

Autor: Bruno Luiz Mattos
Páginas: 160
Ano: 2014
Edição Própria
Compre aqui: Amazon - Site do livro

Qual a sua Constante? Esta é uma pergunta que nem todos sabem responder de imediato. Por outro lado, essa resposta molda cada ação de nossas vidas. Para saber qual a sua constante, basta olhar ao redor: família, amigos, músicas, esportes, lugares, gostos, segredos e uma variedade de complexidades que forma o que somos. Entre as diversas opções, uma será o ponto de convergência; será forte o bastante para te fixar nesse mundo turbulento. Com versos, criados na tentativa de aceitar o mundo como ele é, Bruno Luiz Mattos dissipa sentimentos sobre amores, amizades e situações complexas que acontecem e se transformam a cada instante. Saber o que sempre esteve, está e estará presente em si mesmo é essencial. Através de questionamentos e conclusões, que só a síntese da poesia pode proporcionar, No Encontro de Uma Constante retrata uma busca interna e inquieta para se sentir infinito.

Qual sua constante? O que te move, o que lhe tira do eixo? Em “No encontro de uma constante”, livro de estreia de Bruno Luiz Mattos, somos surpreendidos não somente com esses questionamentos, mas com reflexões a cerca da vida e tantos sentimentos que compõe quem somos.

Bruno tem uma facilidade em expor sentimentos em versos de uma forma que lemos e nos identificamos. Não há como não se sentir tocado ou ali representado(a) em suas palavras, percebemos que é uma escrita sincera, abordando diferentes momentos e inquietudes que habitam corações despertos para a vida e suas constantes.

Cada poema é um convite para a adentrar em nossas próprias mentes, e refletir sobre nós mesmos. Às vezes eu esquecia tudo ao meu redor, e ali sentia como se houvesse um elo entre o que o lia e minhas memórias, era como se tivesse frente a um espelho composto somente por palavras que de alguma forma me traduziam em diversos momentos. Mas tenho certeza que todos que leram e lerão este livro sentirão o mesmo.

Um ponto que vale ressaltar, é que quando lidas as poesias são facilmente compreendidas. Acredito que isto é algo muito positivo, pois os que ainda não estão acostumados com o gênero ou tem algum receio poderão ler sem medo.

Após a leitura de cada poema, não há como não ser envolvido por uma reflexão, Bruno mostra-se um verdadeiro poeta, pois somente um conseguiria captar as diferentes nuanças da alma humana, e expô-las de uma forma tão delicada.

A edição está lindíssima, desde a capa as páginas internas, percebe-se o cuidado do autor em cada detalhe. Posso dizer sem exageros que é o melhor livro de poesias que li este ano, justamente por ser bem trabalhado em todos os aspectos e trazer poesias que realmente sabem tocar o leitor. No encontro de uma constante é uma leitura que marca, fica, é um retrato de nós mesmos e nossas constantes buscas escrito por um poeta de muito talento. É a vida transformada em poesia, agora retratada em páginas.

Leia também

2 comentários

  1. Uau, acendeu a chama da minha curiosidade
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. O que falar dessa resenha que eu mal conheço, mas já considero pakas?

    Acho que ouvir um "gostei" de algo que criamos é muito fácil, mas ouvir uma puta de uma opinião, é sempre "estranho", traz aquelas perguntas "ual, eu que criei isso mesmo?" hahaha e isso é tão bom, muito bom, sabia? Então muito obrigado por confirmar em suas palavras que todo trabalho para lançar o livro valeu a pena. Me sinto muito sortudo por ter por perto pessoas como você para dividir tudo isso.

    Grande abraço e obrigado mais uma vez

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011