Resenha: Uma página de cada vez

by - sexta-feira, dezembro 19, 2014

Autor: Adam J. Kurtz
Páginas: 368
Ano: 2014
Editora: Paralela
Compre aqui: Livraria Saraiva

Pense em alguma coisa que deixa você inseguro e escreva o que é em letras enormes. Use o espaço todo! Olhe bem para o que você escreveu. Agora vire a página. No seu primeiro livro, o artista gráfico americano Adam J. Kurtz usa provocações divertidas como esta para fazer o leitor refletir sobre sua vida ao mesmo tempo em que testa a própria criatividade. Como o título diz, cada página traz uma brincadeira diferente. Pode ser uma pergunta, uma sugestão de desenho ou um pedido para que você crie uma lista de músicas para seu amor verdadeiro ou das melhores fatias de pizza que comeu na vida. O autor também pede para o leitor colar objetos inusitados nas páginas do livro e compartilhar nas redes sociais algumas das anotações feitas nele. Uma maneira espirituosa e lúdica de buscar o autoconhecimento.

Gosto de livros que trazem interação com o leitor, mas acredito que antes de conhecer Uma página de cada vez acabei subestimando um pouco sua qualidade. Não que eu achasse que o livro não seria bom, não é isso, contudo acabei me surpreendendo com o seu potencial, o qual se demonstrou ser muito superior a aquilo que eu imaginava.

Ao me deparar com algumas atividades confesso que não sabia como reagir, pois alguns pedidos e frases ali expostas exigiam de mim um passeio a meu interior. Foi ai percebi o diferencial desse livro, ele faz com que você reflita sobre si mesmo. A primeira vista são atividades que parecem inocentes, mas que de alguma forma despertam algo em nossas mentes que faz voltar nossos pensamentos para nós mesmos. O que vamos ser sincero, muitas vezes demoramos a fazer.

Enquanto parava para escrever em alguma página e puxava minhas memórias, comecei a perceber pequenas nuanças que antes não percebia. Detalhes que se mostraram importantes e antes eram imperceptíveis. Foi um exercício que me fez reavaliar algumas coisas em mim e também nos momentos em que passei.

Expor em palavras muito do que sentimentos, pensamos e almejamos faz com que possamos ter uma dimensão maior sobre aquilo. É como externalizar o que há dentro de nós, e ao realizarmos isso podemos avaliar e repensar não só sobre nossas atitudes, mas também sobre nossas escolhas e a forma com que estamos olhando para a vida.

Ainda não realizei todas as atividades propostas, algumas coisas ainda não sei com responder, porém como propõem o título estou fazendo com calma e posso dizer que tenho a obra como um diário diferenciado.

Uma página de cada vez proporciona a nós leitores mais do que uma interação com um livro, mas sim com nós mesmos. São atividades que ao longo do tempo em que vamos fazendo podemos sentir as engrenagens de nossa mente funcionando, mesmo que inconscientemente, a fim de nos surpreendermos com o quanto podemos fazer, criar, e perceber. Para mim é o melhor livro interativo que já tive a oportunidade de conhecer, pois de fato vemos a diferença que ele causa em nós através de suas páginas.


Leia também

6 comentários

  1. Esse tipo de livro virou mania não é? Não tenho nenhum assim, mas bem queria ter. Acho as atividades legais, é bom pra espairecer de uma leitura, curar o tédio ou só relaxar. Queria ver como esse é!

    ResponderExcluir
  2. Fiquei meio desligada da blogosfera (e como consequência, desatualizada dos lançamentos) por um tempo e ainda não tinha lido nada sobre esse livro. Confesso que não tenho muita coragem pra comprar livros desse de interação, já que os de séries ou os que estou morrendo para ler me chamam mais. Só que parece ser interessante. Quem sabe um dia acabo experienciando essa reflexão que disse.
    Abraços,
    Vitória
    Cabeças de Vento

    ResponderExcluir
  3. apesar de achar a proposta interessante confesso que esse tipo de livro me trava, acho que eu gosto mais das histórias dos outros
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Vou comprar este livro depois de terminar o Destrua Este Diário.
    Adoro esses livros interativos. E são ótimos para relaxar.

    Adorei, queria ver mais das suas peripécias no livro, rsrs

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. não me interesso muito por esses tipos de livros, que deve-se fazer alguma coisa diariamente. sou bem esquecida, então esse negócio não funciona para mim kkkkk
    acompanho algumas pessoas no insta que postam fotos quando fazem alguma coisa neste livro e até acho divertido ver, mas para mim fazer não iria rolar não... até porque sou péssima no quesito criatividade hahahahaha

    ResponderExcluir
  6. Adoro livros interativos, que por sinal, viraram uma febre no mercado editorial.
    E "Uma Página de Cada Vez" é totalmente diferenciado. Com atividades bastante inteligentes e reflexivas.
    Eu já garanti o meu!

    Abraços!
    http://fabi-expressoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011