Resenha: Reencontro

by - quinta-feira, janeiro 29, 2015

Autora: Leila Krüger
Páginas: 496
Ano: 2011
Editora: Novo Século/Novos Talentos da Literatura Brasileira

"Está bem no fundo. Não se pode alcançar... aos poucos, vai roubando o ar.” Ana Luiza vai perdendo seu fôlego: o fim de (mais) um grande amor, um pai distante, uma mãe fútil, uma amizade complexa e "pessoas que sempre vão embora". Com suas músicas de rock, seus livros e seus cigarros, Ana Luiza vê sua vida desmoronar.
"O amor é uma ferida”, ela sentencia. Mas a “garota de olhar longínquo” tem um encontro inesperado com um alguém aparentemente muito diferente dela: os “olhos imensos”, que tudo veem... Presa em seu próprio mundo e rendida ao álcool e às drogas, Ana Luiza tenta fugir. Principalmente do temido amor, que tanto a feriu...
Como encontrar, ou reencontrar o próprio destino?
Até onde o amor pode ir, até quando pode esperar? O que há além das baladas de rock e dos poemas românticos? Poderá o amor salvar alguém de sua própria escuridão?
Às vezes, é necessário perder quase tudo para reencontrar... e finalmente poder amar.

A cada novo trabalho da Leila que tenho a chance de conhecer, confirmo aquilo que já sei desde que conhecei algumas de suas obras: ela é uma autora diferenciada, dona de um talento inspirador. Com Reencontro não foi diferente, em seu primeiro romance já deixou claro seu domínio também neste gênero. 

Ana Luiza é uma personagem que me tocou, foi escrita de uma forma palpável e seus sentimentos chegam facilmente até o leitor. Seus pensamentos, suas oscilações de tristeza, o mar frágil em que mergulha suas emoções, tudo isso chegavam até a mim de uma forma que me causava curiosidade e ao mesmo tempo compreensão. 

Seus momentos depressivos, sua mente que aos poucos mergulha no entorpecimento me fez ficar preocupada e ao mesmo tempo ansiosa em saber como ela novamente se encontraria. Leila compôs essa personagem tão bem, que é quase impossível não adentrar a sua mente e se sentir tocado por esta. Porém, Rafael é o personagem que ajuda Luiza tornando uma espécie de âncora e a salvando aos poucos de seu próprio naufrágio. Os personagens secundários foram igualmente bem trabalhados, com personalidades próprias incrementando ainda mais a obra. 

É um livro intenso, melancólico, é um passeio por emoções conflitantes, para ser lido com calma e acima de tudo entendido. Ele conseguiu me envolver, pois gosto dramas assim, com toques reais, que causam incômodo, me fazem conhecer o personagem tão de perto e acrescentam algo em mim. 

É incrível ver as transformações que vão acontecendo na vida de Luiza, como que aos poucos as coisas vão mudando, melhorando, se desenvolvendo, mostrando que nada está perdido, pois a vida sempre dá um jeito de nos surpreender. O enredo tão delicadamente trabalhado, nos proporciona todas essas reflexões, deixando no leitor um sopro de esperança. 

A escrita da autora é envolvente mesmo dentro de um livro tão intenso, acho admirável como ela consegue transpor em palavras sentimentos tão complexos, como consegue enxergar e expor em suas histórias emoções de uma forma tão singela e sensível. Além disso, suas descrições sobre os locais, e até mesmo o vocabulário bem colocado, nos fazem se sentir mais próximos e até mesmo imaginar os lugares perfeitamente. Ainda não conheço o RS, porém o contato que já tive com pessoas de lá, e o que sei da cultura, confirmam o que encontrei nessa obra. Reencontro é um livro que lhe fará chorar, se emocionar, e acima de tudo pensar, seja sobre Ana Luiza ou até sobre si mesmo. Recomendado com certeza.

Leia também

1 comentários

  1. gostei bastante da resenha, não conhecia esse livro então fiquei bem entusiasmada pelas suas críticas, é sempre bom tentar conhecer o novo!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011