Resenha: Adivinhe quem sou

by - quinta-feira, março 26, 2015

Autora: Megan Maxwell
Páginas: 392
Ano: 2014
Editora: Essência/Planeta
Atenção! Livro com conteúdo adulto (+18)

Adivinhe Quem Sou - Como toda jovem, Yanira é inquieta e quer mais da vida do que trabalhar no comércio da família. Por isso, ao deixar sua vida tranquila, ao lado de seus pais e irmãos, na paradisíaca ilha de Tenerife, a cantora e neta de roqueira quer traçar um novo destino para si, mais apimentado e recheado de aventuras. Incentivada por sua impetuosa amiga Coral, ela se muda para Barcelona e se emprega num cruzeiro de férias como garçonete. Sobre as águas do Mar Mediterrâneo, Yanira vai acumular experiências de vida e conhecer pessoas do mundo todo, como o porto-riquenho Dylan, um atraente empregado da manutenção do navio, que a excita só com o olhar. Apesar da forte química que existe entre eles, Dylan não parece ser muito afeito ao que Yanira tem a oferecer, o que a incita ainda mais. Não deixe de ler esta inspiradora e picante comédia romântica, da best-seller Megan Maxwell - autora da trilogia Peça-me o que quiser.

Toda vez que vou começar uma resenha de algum livro da Megan Maxwell já percebo que estou com um sorriso no rosto. As histórias que essa mulher cria são simplesmente adoráveis, e relembrar enquanto escrevo essas linhas é uma sensação deliciosa. Então com esse clima quente espanhol vamos a mais um livro caliente, e ousado desta autora sensacional.

Eu gostaria muito de saber qual é o segredo de Maxwell para construir personagens femininas tão adoráveis. Percebo que a mulher sempre será o destaque, elas são personagens que nos representa. Suas protagonistas são sinônimo de força, alegria, não há como não amá-las. Mulheres decididas, donas de si mesmas, nem um pouco submissas e com personalidades incríveis. Yanira não foi diferente, a qual se mostrou um pequeno raio de sol e nos encantou do começo ao fim.

Dylan é o pecado em forma de homem, igualmente adorável, e com um traço de teimosia já característico das criações de Maxwell. Parece que ela tem um tato para criar homens teimosos, porém apaixonantes e que se dobram facilmente nas mãos de suas amadas. Os personagens secundários são hilários, como a vovó roqueira, os irmãos nerds, o irmão mais velho fofo, a amiga desiludida que de certinha passa a pegar geral, e a família turrona de Dylan.

O começo é calmo, Yanira é uma mulher curiosa, sabe o que gosta e o que não gosta, liberta e curiosa. Desinibida no sexo, quando em alto-mar vive algumas aventuras, o clima de sensualidade, paixão, conquista, e, por fim, redenção, nos prende de forma certeira do início ao fim. Comecei a ler e literalmente não parei até virar a última página, foi impossível parar, quando vi já era noite.

A narrativa tem esse feitiço que envolve plenamente o leitor, e acredito que isso se deva aos personagens cativantes, unido a um jeitinho especial que Maxwell tem em criar histórias apaixonantes. "Ah mais é clichê", sim, a obra tem esse plano de fundo comum, mas é nos detalhes que ela se sobressai, se diferencia e torna-se única e perfeitinha para amantes de um bom romance como eu.

A meu ver Maxwell é a rainha dos hots. Histórias regadas a sexo, muito amor, humor, fazendo-nos suspirar, às vezes se emocionar e claro, rir muito. Adivinhe quem sou é cativante, doce, um livro que te faz acreditar no poder do amor e também se admirar pela determinação de Yanira. O final deixou algumas pontinhas para o próximo volume, e acho que este tem tudo para ser ainda melhor e não sei porque, estou com a intuição que vamos nos irritar um pouco com ele e sofrer! Livro mais que indicado, para leitoras fãs do gênero, e também para fãs dessa espanhola arretada!

Leia também

1 comentários

  1. O sexo é o sexo, intenso e carnal, e creio que a autora seja uma das melhores para trabalhar esse tipo de enredo!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Blog no ar desde 08/11/2011

Blog no ar desde 08/11/2011